Printer Friendly

Sports motivation: a descriptive study with professional football athletes/ A MOTIVACAO PARA O ESPORTE: UM ESTUDO DESCRITIVO COM ATLETAS PROFISSIONAIS DE FUTEBOL.

INTRODUCAO

Nas ultimas decadas o esporte como um dos maiores fenomenos socioculturais tem buscado se respaldar no conhecimento cientifico nas mais diversas areas.

Muitos estudos sobre a parte tecnica, tatica e fisica estao sendo realizados e colocados em pratica, contudo os aspectos psicologicos tao importantes no desempenho esportivo sao deixados de lado.

Tem-se observado que as grandes equipes se encontram numa igualdade em termos tecnicos, taticos e fisicos, sendo talvez a parte psicologica o diferencial nos grandes momentos decisivos.

Dentre as tematicas de estudo da psicologia do esporte, que pode ser um diferencial para o desempenho do atleta esta a motivacao.

Segundo Marques (2003) a psicologia do esporte vem conquistando cada vez mais seu espaco no meio esportivo, e os clubes ja solicitam seu trabalho.

Apesar disso, continua o autor, ela muitas vezes e interpretada de forma erronea, chegando-se a ponto de a caracterizarem como uma area mistica.

Gomes (2006), afirma que a psicologia tem conquistado espaco na area dos esportes, salienta a preocupacao dos psicologos em entenderem o atual quadro da motivacao na area do desporto para contribuirem cada vez mais com o desempenho dos atletas.

Becker Junior (1996) observa que a motivacao e um fator muito importante na busca de qualquer objetivo, pelo ser humano.

Segundo Fonseca (1995) e Zanetti, Lavoura e Machado (2008) motivacao e como construtos que direcionam e potenciam os comportamentos, assim sendo, a motivacao e um elemento basico para o atleta seguir as orientacoes do treinador e praticar diariamente as sessoes de treinamento.

Becker Junior (1996) ainda coloca que com a finalidade de facilitar o estudo da motivacao, esta recebeu duas subdivisoes: na primeira, estao os estudos das razoes pelas quais se escolhe uma atividade e nao outra.

Na segunda, estao os dados referentes as razoes pelas quais se realizam acoes com diferentes graus de intensidade, procurando explica-los.

Scalon (1998) afirma que as pessoas tem muitos motivos para envolverem-se em uma atividade fisica ou esportiva, esses motivos as vezes se complementam e outras podem entrar em conflito.

Tanto as situacoes como as linhas da personalidade sao fatores que motivam as pessoas. Para aumentar a motivacao deve-se mudar o trato de relacionamento e de comunicacao, de modo a se ajustar as necessidades dos participantes.

A motivacao nao deixa de ser um incentivo para alcancar um objetivo, mas tambem pode ser uma conquista atras de uma recompensa ou de um reconhecimento por parte de uma sociedade extremamente competitiva.

Podemos afirmar que, com aumento da motivacao, eleva-se a atencao, concentracao e tensao.

Gomes (2006) sugere que para os resultados fazerem sentido e necessario que os treinadores estejam cientes do motivo que levam os atletas as praticas esportivas.

Entretanto, e importante salientar que nem sempre um alto nivel de motivacao deixa um atleta em vantagem sobre outro. As vezes, a motivacao em demasia pode ter resultados adversos no desempenho de quem se sacrifica. Cada atleta tem diferentes niveis de motivacao, ansiedade e desempenho, portanto, reagem de maneiras diferentes.

Partindo do principio que motivacao e a direcao e intensidade do esforco Vasconselos-Raposo e Mahl (2005) ao avaliarmos os fatores motivacionais de um jogador para a pratica do futebol podemos entende-lo melhor e alinharmos as bases de treinamento com o perfil dos atletas.

A partir do exposto acima se tem a seguinte questao de pesquisa: Quais as motivacoes para o esporte que sao mais marcantes na participacao de atletas profissionais de futebol?

Como objetivo geral analisar os fatores motivacionais para o esporte que influenciam os atletas profissionais a participarem de competicoes de futebol.

MATERIAIS E METODOS

O presente estudo trata-se de uma pesquisa descritiva, que segundo Arnal, Rincons e Latorre (1991), proporciona estudar os fenomenos, tais como aparecem no presente, no momento que se realiza o estudo, de modo a formar uma classificacao previa para orientar futuros trabalhos. Foram investigados 15 atletas profissionais de futebol de um clube de Porto Alegre.

A escolha da amostra deu-se de forma intencional, tendo em vista que os pesquisadores tem acesso facilitado no clube.

Utilizou-se um questionario criado por Gill, Gross e Huddleston (1983), composto de 30 questoes que sao divididos em 8 categorias: Status--questoes 03, 12, 14, 21, 25 e 28; Equipe--questoes 08, 18 e 22; Forma Fisica--questoes 06, 15 e 24; Energia Liberada--questoes 04, 05, 13, 16 e 19; Outros/Situacionais (incluem pais, amigos proximos, treinadores, equipamentos e instalacoes)--questoes 09, 27 e 30; Habilidades--questoes 01, 10 e 23; Amigos questoes 02, 11, 20 e 26; Diversao--questoes 07, 17 e 29.

Estes itens sao avaliados numa escala tipo Likert de quatro pontos: 04. Extremamente Importante; 03. Bastante Importante; 02. Pouco Importante; 01. Nada Importante.

Para a coleta de dados, primeiramente, foi contatado o clube para saber da possibilidade da aplicacao do questionario "Motivacao para a pratica do esporte".

Em seguida foi marcada a data da aplicacao do instrumento de acordo com a disponibilidade da comissao tecnica.

No momento da aplicacao evitou-se que os atletas ficassem muito proximo um dos outros de modo a nao ter interferencias. Atraves do Programa Estatistico SPSS 20.0 foram analisados os dados mediante as tecnicas estatisticas adequadas.

RESULTADOS E DISCUSSAO

Para descricao e analise das informacoes coletadas atraves do questionario de Gill, Gross e Huddleston (1983), utilizou-se a estatistica descritiva, a qual forneceu as medias das categorias investigadas.

Pode-se observar na tabela acima que jogar em equipe e o aprimoramento das habilidades se igualam nos valores e ficaram com a media de 3,6000; posteriormente na ordem, ficou forma fisica com 3,5556; diversao com 3,3333; fazer amigos com 3,3167; status com 3,1667; situacionais / outros com 2,9333 e finalmente liberar energia com 2,8267.

O grafico 1 mostra com maior visibilidade os dados apresentados na tabela 1, onde se observa que os fatores mais relevantes e motivadores dos atletas de futebol sao o aprimoramento das habilidades, jogar em equipe e buscar a forma fisica.

Estes resultados talvez se justifiquem porque estes atletas sendo profissionais, jogar em equipe (pertencer ao grupo), aprimoramento das habilidades e a busca da forma fisica fazem parte do dia-a-dia profissional. Os mesmos precisam estar com estas dimensoes de motivacao elevadas para a conquista de resultados. A media elevada destes fatores vem a explicar, que o grupo estudado esta sendo motivado e tem como importancia maior a uniao e o aprimoramento de suas habilidades.

Utilizando o mesmo questionario de Gill, Gross e Huddleston (1983), Mendes (2013) encontrou resultados semelhantes, o autor ao aplicar o questionario em trinta atletas de futebol do sexo masculino em um time profissional do interior de Sao Paulo, constatou que para os participantes da pesquisa o fator motivacional mais importante e o "Aperfeicoamento tecnico", seguido de "Atividade em grupo" e "Afiliacao", o autor sugere que tais resultados indiquem tendencias que se estabelecem em esportes coletivos de alto rendimento.

Nesta mesma linha Guedes e Netto (2013) aplicou o questionario de Gill, Gross e Huddleston (1983) em 1517 atletas, entre 12 e 18 anos, todos participantes dos Jogos da Juventude do Parana ano 2009, praticantes de diversas modalidades esportivas como basquetebol, handebol, voleibol, volei de praia, futsal, futebol, atletismo, ginastica ritmica, natacao, judo, karate, taekwondo, tenis de campo, tenis de mesa e xadrez, os resultados encontrados foram "Competencia tecnica" e "Aptidao Fisica" como fatores motivacionais mais importantes, resultados semelhantes aos encontrados no presente estudo.

Corroborando com estes achados Bernardes, Yamaji e Guedes (2015) realizou um estudo de revisao com esta tematica, avaliaram 26 artigos que investigaram os fatores motivacionais para a pratica de diferentes esportes, o questionario mais utilizado entre estes estudos foi o de Gill, Gross e Huddleston (1983) e a predominancia, 60% foram realizados no Brasil, o fator motivacional mais importante, independentemente da idade, em ambos os sexos, e diferentes modalidades esportivas foi a "Competencia tecnica" seguido de "Diversao", "Prazer" e "Saude".

A partir deste resultado o autor salienta que o ambiente de competicao no ambito escolar ou em clubes esportivos faz com que os individuos acreditem que seu aprimoramento tecnico e sucesso sejam fundamentais para a continuidade nas equipes, o que justificaria "Competencia tecnica" como principal fator motivacional em diferentes estudos, isto e, diferentes populacoes, esportes e faixas etarias.

Diferentemente dos resultados ate aqui expostos, Lopes e Nunomura (2007) concluiu que o estabelecimento de metas foi o fator motivacional mais citado em seu estudo, a autora atraves de uma entrevista semiestruturada questionou 20 ginastas de alto nivel, todas com uma carga de treinamento de no minimo 15 horas semanais e ao menos uma participacao em competicoes oficiais. A autora reforca a importancia da motivacao na iniciacao esportiva e na manutencao de um atleta de alto nivel e propoe que o prazer tambem tem um papel motivador na pratica do esporte, pois considera que as ginastas de sua pesquisa apresentam uma satisfacao evidente durante a execucao dos movimentos.

Zanetti, Lavoura e Machado (2008) utilizaram um questionario estruturado e tambem investigaram fator motivacional de atletas, 30 participantes de competicoes regionais de voleibol no interior de Sao Paulo, homens e mulheres e o fator motivacional mais importante para estes foi o "Prazer", motivo relevante tambem nos resultados de Bernardes, Yamaji e Guedes (2015) ja citado. Vale destacar que mesmo em um ambiente de competicao a satisfacao em praticar o esporte e um fator influente na aderencia e permanencia dos individuos na modalidade esportiva.

Vasconselos-Raposo e Mahl, (2005) afirma que quando centramos a motivacao de um atleta somente nos resultados frequentemente o atleta ira se sentir em duvida quanto a sua capacidade e sucesso, o autor sugere que manter os atletas motivados constantemente, mesmo sem vivenciarem uma situacao de sucesso e mais adequado e produtivo para a equipe, pois os jogadores apresentarao mais empenho nas tarefas.

Zanetti, Lavoura e Machado (2008) ressaltam que os individuos necessitam de uma percepcao clara de suas capacidades tecnicas para que este possa se sentir motivados para a pratica esportiva.

CONCLUSAO

Examinando-se a area do esporte, pode-se verificar que a pressao sobre o corpo do atleta em busca de resultados e extremamente elevada.

Muitas vezes em funcao de toda essa pressao, que comeca ja na infancia, principalmente por parte dos pais pode levar ao abandono precoce de varios possiveis talentos esportivos.

Ao conhecermos os verdadeiros fatores motivacionais de uma equipe podemos direcionar melhor o planejamento de treinamentos e assim aumentar a probabilidade de aderencia a pratica esportiva (Interdonato e colaboradores, 2004).

E possivel observar ainda um despreparo muito grande por parte daqueles que militam no esporte em compreender que a psicologia e uma ferramenta fundamental no esporte.

O estudo focalizou a motivacao, embora compreenda que todos os aspectos psicologicos nao hajam de maneira isolada.

Neste estudo, teve-se a pretensao de abordar as questoes relacionadas a motivacao que mais influenciam nos atletas profissionais de futebol.

Os achados neste estudo na ordem apresentadas nas medias foram: aprimoramento das habilidades e jogar em equipe com os mesmos valores; obter forma fisica; diversao; fazer amigos; status; situacionais / outros e finalmente liberar energia.

A partir dos resultados, sugere-se que, a comissao tecnica e os psicologos dos clubes de futebol possam utilizar os fatores mais importantes e que realmente motivam seus atletas, facilitando e dinamizando os objetivos tracados, na busca dos resultados positivos, bem como resolver problemas extracampo.

Percebe-se a carencia de estudos na area, e a necessidade do desenvolvimento da psicologia esportiva em atletas de alto rendimento, a continuidade de outros estudos complementares a este tema, sera ampliada em nossas futuras pesquisas.

Espera-se que este trabalho de pesquisa possa estimular novos estudos na area, e da mesma forma servir de base como referencial teorico.

REFERENCIAS

(1)--Arnal, J.; Rincon, D.; Latorre, A. Investigacion educativa: metodologias de investigacion educativa. Barcelona. Universidade de Barcelons. 1991.

(2)--Becker Junior, B. El efecto de tecnicas de imaginacion sobre patrones lectroencefalograficos, frecuencia cardiaca y en el rendimiento de practicantes de baloncesto con puntuaciones altas y bajas en el tiro libre. Tesis doctoral. Facultad de Psicologia. Universid de Barcelona. Barcelona. 1996.

(3)--Bernardes, A. G.; Yamaji, B. H. S.; Guedes, D. P. Motivos para pratica de esporte em idades jovens: Um estudo de revisao. Motricidade. Vol. 11. Num. 2. p.163-173. 2015.

(4)--Fonseca, A. Motivos para a pratica desportiva: Investigacao desenvolvida em Portugal. Rev. Critica de Desporto e Educacao Fisica. Vol. 1. p. 49-62. 1995.

(5)--Gill, D. L.; Gross, J. B.; Huddleston, S. Participation Motivation in Youth Sports. International Journal of Sport Psychology. Vol. 14. p.1-14. 1983.

(6)--Gomes, C. M. R. Motivacao para a pratica do futebol: motivos para a pratica, objetivos de realizacao e crencas quanto as causas de sucesso, de jovens pertencentes a escaloes de formacao de Futebol. Porto. Faculdade de Desporto da Universidade do Porto. 2006.

(7)--Guedes, D.P.; Netto, J. E. S. Motivos para a pratica de esportes em atletas-jovens e fatores associados. Journal of Physical Education. Num. 24. Vol. 1. p. 21-31. 2013.

(8)--Interdonato, G. C.; Miarka, B.; Oliveira, A. D.; Gorgatti, M. G. Fatores motivacionais de atletas para a pratica esportiva. Motriz. Vol. 14 Num. 1. p. 63-66. 2008.

(9)--Lopes, P.; Nunomura, M. Motivacao para a pratica e permanencia na ginastica artistica de alto nivel. Revista Brasileira de Educacao Fisica e Esporte. Vol. 21. Num. 3 p. 177-187. 2007.

(10)--Marques, M. G. Psicologia do Esporte: aspectos em que os atletas acreditam. Canoas: Ed. Ulbra, 2003.

(11)--Mendes, P. M.; De Macedo, C. M. A.; Peruchi, L. H.; Arantes, J. P.; Motivacao em atletas de alto rendimento no futebol de campo. XVI Congresso de iniciacao cientifica da Universidade de Mogi das Cruzes. 2013.

(12)--Scalon, R. M. Fatores motivacionais que influem na aderencia e no abandono dos programas de iniciacao desportiva pela crianca. Dissertacao Mestrado em Ciencias do Movimento Humano. Escola de Educacao Fisica da UFRGS. Porto Alegre. 1998.

(13)--Vasconcelos-Raposo, J.; Mahl, A. Orientacao cognitiva de atletas profissionais de futebol do Brasil. Motricidade. Vol. 4. Num. 1. p. 253-265. 2005.

(14)--Zanetti, M. C.; Lavoura, T. N.; Machado, A. A. Motivacao no esporte infanto juvenil. Conexoes. Vol. 6. 2008.

Recebido para publicacao em 16/04/2017

Aceito em 19/06/2017

Rogerio da Cunha Voser [1], Jose Augusto Evangelho Hernandez [2] Juliano da Cunha Okubo [3], Miguel Angelo dos Santos Duarte Junior [1]

[1]--Escola Superior de Educacao Fisica, Fisioterapia e Danca, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Rio Grande do Sul, Brasil.

[2]--Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Instituto de Psicologia, Rio de Janeiro, Brasil.

[3]--Universidade Luterana do Brasil (ULBRA), Rio Grande do Sul, Brasil.

E-mail dos autores:

rogerio.voser@ufrgs.br

hernandez.uerj@gmail.com

Juliano.okubo@hotmail.com

miguel.nutricao@hotmail.com

Autor para correspondencia:

Rogerio da Cunha Voser.

Av. Tulio de Rose, 260 ap. 801 Torre A.

Bairro Passo D' Areia.

Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil.

CEP: 91340-110.

Caption: Grafico 1--Medias das dimensoes da motivacao.
Tabela 1--Estatistica descritiva.

                          N    Minimo   Maximo   Media    Desvio Tip.

STATUS                   15     2,83     3,67    3,1667       0,2520
EQUIPE                   15     2,67     4,00    3,6000       0,4216
FORMAFIS                 15     2,67     4,00    3,5556       0,4825
LIBENERG                 15     2,20     3,60    2,8267       0,3693
SITUACIO                 15     2,33     3,33    2,9333       0,4024
HABILIDA                 15     2,67     4,00    3,6000       0,3821
AMIGOS                   15     2,25     4,00    3,3167       0,4378
DIVERSAO                 15     2,67     3,67    3,3333       0,2817

N valido (segun lista)   15

Instrumento

Idade:__                        Modalidade do esporte: __

Tempo da pratica do esporte: __          Categoria: __

                                              Extremamente   Bastante
                                              importante     importante

Eu quero melhorar minhas habilidades.         ( )            ( )
Eu quero estar com meus amigos.               ( )            ( )
Eu gosto de vencer.                           ( )            ( )
Eu quero liberar energia.                     ( )            ( )
Eu gosto de viajar.                           ( )            ( )
Eu quero ficar em forma.                      ( )            ( )
Eu gosto de estimulo.                         ( )            ( )
Eu gosto de trabalhar em equipe.              ( )            ( )
Meus pais e amigos querem que eu jogue.       ( )            ( )
Eu quero aprender novas tecnicas.             ( )            ( )
Eu gosto de fazer novos amigos.               ( )            ( )
Eu gosto de fazer algo que tenho              ( )            ( )
  habilidade.
Eu quero relaxar a tensao.                    ( )            ( )
Eu gosto de recompensas.                      ( )            ( )
Eu gosto de fazer exercicios.                 ( )            ( )
Eu gosto de ter algo para fazer.              ( )            ( )
Eu gosto de acao.                             ( )            ( )
Eu gosto de espirito de equipe.               ( )            ( )
Eu gosto de sair de casa.                     ( )            ( )
Eu gosto de competir.                         ( )            ( )
Eu gosto de me sentir importante.             ( )            ( )
Eu gosto de pertencer a uma equipe.           ( )            ( )
Eu quero de ir para um nivel maior.           ( )            ( )
Eu quero ser fisicamente apto.                ( )            ( )
Eu quero ser popular.                         ( )            ( )
Eu gosto de desafios.                         ( )            ( )
Eu gosto de tecnicos ou instrutores.          ( )            ( )
Eu quero ganhar status ou reconhecimento.     ( )            ( )
Eu gosto de estar alegre.                     ( )            ( )
Eu gosto de usar equipamentos ou aparelhos.   ( )            ( )

                                              Pouco        Nada
                                              importante   importante

Eu quero melhorar minhas habilidades.         ( )          ( )
Eu quero estar com meus amigos.               ( )          ( )
Eu gosto de vencer.                           ( )          ( )
Eu quero liberar energia.                     ( )          ( )
Eu gosto de viajar.                           ( )          ( )
Eu quero ficar em forma.                      ( )          ( )
Eu gosto de estimulo.                         ( )          ( )
Eu gosto de trabalhar em equipe.              ( )          ( )
Meus pais e amigos querem que eu jogue.       ( )          ( )
Eu quero aprender novas tecnicas.             ( )          ( )
Eu gosto de fazer novos amigos.               ( )          ( )
Eu gosto de fazer algo que tenho              ( )          ( )
  habilidade.
Eu quero relaxar a tensao.                    ( )          ( )
Eu gosto de recompensas.                      ( )          ( )
Eu gosto de fazer exercicios.                 ( )          ( )
Eu gosto de ter algo para fazer.              ( )          ( )
Eu gosto de acao.                             ( )          ( )
Eu gosto de espirito de equipe.               ( )          ( )
Eu gosto de sair de casa.                     ( )          ( )
Eu gosto de competir.                         ( )          ( )
Eu gosto de me sentir importante.             ( )          ( )
Eu gosto de pertencer a uma equipe.           ( )          ( )
Eu quero de ir para um nivel maior.           ( )          ( )
Eu quero ser fisicamente apto.                ( )          ( )
Eu quero ser popular.                         ( )          ( )
Eu gosto de desafios.                         ( )          ( )
Eu gosto de tecnicos ou instrutores.          ( )          ( )
Eu quero ganhar status ou reconhecimento.     ( )          ( )
Eu gosto de estar alegre.                     ( )          ( )
Eu gosto de usar equipamentos ou aparelhos.   ( )          ( )
COPYRIGHT 2017 Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercicio. IBPEFEX
No portion of this article can be reproduced without the express written permission from the copyright holder.
Copyright 2017 Gale, Cengage Learning. All rights reserved.

Article Details
Printer friendly Cite/link Email Feedback
Author:Voser, Rogerio da Cunha; Hernandez, Jose Augusto Evangelho; Okubo, Juliano da Cunha; Duarte, Miguel
Publication:Revista Brasileira de Futsal e Futebol
Article Type:Report
Date:Jan 1, 2017
Words:2887
Previous Article:Coach profile of male futsal team from "A" category during the Spring Youth Games: A comparative between 2013 and 2015/PERFIL DOS...
Next Article:The football goalkeeper: a vision from motor praxiology/ O GOLEIRO DE FUTEBOL: UMA VISAO A PARTIR DA PRAXIOLOGIA MOTRIZ.
Topics:

Terms of use | Privacy policy | Copyright © 2020 Farlex, Inc. | Feedback | For webmasters