Printer Friendly

SALVADOR LOPEZ QUERO, JOSE Ma. MAESTRE MAESTRE (eds.), Studia Angelo Vrbano Dicata.

SALVADOR LOPEZ QUERO, JOSE M.a MAESTRE MAESTRE (eds.), Studia Angelo Vrbano Dicata, Alcaniz - Madrid, Instituto de Estudios Humanisticos--Federacion Andaluza de Estudios Clasicos, 2015. LXIV + 739 pp. ISBN 978-84-96053-80-9

O presente volume consiste numa miscelanea de estudos em honra de Angel Custodio Urban Fernandez, Catedratico de Filologia Grega na Universidade de Cordova, por ocasiao da sua jubilacao. Esta recolha de estudos tem algumas caracteristicas que a distinguem da generalidade das obras deste genero. Em primeiro lugar, a recuperacao da tradicao humanista de intitular em latim. Nao sendo original, e uma pratica em desuso no mundo academico, notada de forma mais surpreendente no universo dos estudos classicos. No caso presente, e como sublinham os editores no prologo a que mais adiante voltaremos, da-se a auspiciosa coincidencia de o homenageado ter no seu nome completo dois significativos antroponimos de origem classica: o grego Angelos, de ressonancias cristas, e o latino Vrbanus. Se o primeiro remete para as areas de estudos privilegiadas por Angel Urban, o segundo nao deixa de recordar os 22 anos que viveu em Roma, na Vrbs, onde se doutorou em Teologia na Universidade Gregoriana e se licenciou em Ciencias Biblicas, onde estudou linguas orientais (hebraico, aramaico, ugaritico, acadico, sumerio ...). Foi tambem em Roma que iniciou a sua vida de Professor, na Universidade Gregoriana, onde ensinou Grego Biblico. Nos anos 80 regressa a Espanha, onde se doutorou em Filologia Biblica Trilingue na Universidade Complutense, e em 1986 integrou a Universidade de Cordova, onde leccionou ate a sua jubilacao em 30 de Setembro de 2013.

Outra caracteristica assinalavel deste volume e a inclusao, no prologo, de estudo inedito do homenageado, intitulado "Dos lecciones sobre filologia y emblematica del prof. Angel Urban". Trata-se, na primeira licao, do registo, a partir de anotacoes dos proprios editores, das explicacoes dadas in loco pelo homenageado a proposito da decoracao pictorica, acompanhada de inscricoes, da escadaria da Biblioteca Provincial de Cordova, no antigo Paco Episcopal. Realizadas no seculo XVIII, as inscricoes apresentam um latim problematico, devido a um infeliz restauro, e que o Professor vai criticando e restituindo a sua correccao original. A segunda licao parte do frontispicio de um livro de emblemas seiscentista, publicado em 1682 pelo jesuita Francisco Nunez de Cepeda. A partir dos medalhoes e dos Padres da Igreja neles representados, Angel Urban da uma licao sobre uma das suas areas de especialidade, a Patristica. A primeira parte do volume encerra-se com o impressionante elenco da producao cientifica do homenageado. Os editores classificaram os trinta e nove estudos, de quarenta e um autores, que compoem esta miscelanea em dez grandes areas: 1. Filologia grega; 2. Filologia latina; 3. Arqueologia classica e epigrafia; 4. Biblia, Patristica e tradicao rabinica; 5. Lexicografia classica e medieval; 6. Humanismo; 7. Emblematica renascentista e barroca, iconologia e simbologia; 8. Tradicao classica; 9. Critica literaria: literatura moderna e contemporanea; 10. Diplomatica. Esta util divisao, enunciada com os respectivos autores no prologo, nao corresponde infelizmente a efectiva organizacao da obra, ja que os editores optaram por ordenar os artigos alfabeticamente a partir do nome dos autores. As contribuicoes sao, pois, variadas, e reflectem, como assinalam os editores, a riqueza dos interesses cientificos e a amplitude dos campos de investigacao e de docencia em que Angel Urbano se distinguiu.

Sem que tal implique um menor apreco pelos artigos a que nao faremos referencia explicita, optamos por chamar a atencao apenas para uma seleccao dos excelentes contributos que integram esta obra. Na area da filologia grega, assinalamos a titulo de exemplo I o estudo Jose Luis Calvo Martinez que, no estudo intitulado "El nombre de Orfeo", discute a etimologia do nome Orfeu e sugere uma nova, apontando para uma relacao com a musica e a danca. Rafael J. Galle Cejudo, em "Partenio de Nicea, el motivo de 'Tarpeya' y la Fundacion de Lesbos atribuida a Apolonio de Rodas", apoiado em rigoroso enfoque morfossintactico, demonstra a inutilidade das modificacoes que o texto sofreu ao longo dos tempos.

Na area da filologia latina, Maria Cristina Pimentel apresenta no estudo "Marcial: metrica, encomio e propaganda" uma analise das funcoes semanticas e estilisticas das cesuras e diereses na metrica de Marcial, concretamente na sua funcao encomiastica e de propaganda politica.

A arqueologia classica e a epigrafia podem ser ilustradas com Jose d'Encarnacao e o seu estudo "Ecos sugestivos de formulas epigraficas romanas", onde o A. demonstra a recorrencia de formulas classicas na epigrafia crista, Renascimento e Neoclassicismo.

No que respeita a Biblia, Patristica e tradicao rabinica, Arnaldo do Espirito Santo aborda, no estudo "Sententiae Patrum Aegyptiorum: implicacoes do estudo filologico da traducao de Martinho Dumiense", varios aspectos relacionados com o processo de traducao mas tambem com os objectivos do tradutor e o ambiente em que se produz a traducao. Eustaquio Sanchez Salor estuda, com a profundidade a que sempre nos habituou, "La exegesis biblica como instrumento didactico-oralizante en los siglos XIII-XIV. El caso del libro de Kalila y Dimna", analisando tres versoes deste texto (a castelhana; o Directorium humanae vitae de Juan de Capua, e o Liber Kalilae et Dimnae de Raimundo de Beziers).

Na area da lexicologia classica e medieval, refira-se como exemplo o estudo "Sobre helenismos en textos literarios mozarabes", de Pedro Herrera Roldan, tomando como objecto de estudo a producao mocarabe em latim do seculo X, ou o de Salvador Lopez Quero, cujo tema e "El lexico de la teoria humoral en los poetas del Cancionero de Baena".

No que respeita ao Humanismo, assinalamos Juan Gil com o estudo "Un poema latino del Conde de Villamediana", e que consiste na edicao de um manuscrito contendo um poema latino do Conde de Villamediana (1582-1622), dedicado ao seu contemporaneo Luis de Gongora, bem como Jose Maria Maestre Maestre, com "Rodrigo Fernandez de Santaella apostolicus et regius commissarius durante la expulsion de los judios del Reino de Sicilia (1492-1493)", um estudo assente na descoberta de um documento sobre a biografia do humanista Rodrigo Fernandez de Santaella que documenta o seu papel na circunstancia historica para que o titulo remete. Refira-se, ainda, o texto de Maria Dolores Rincon Gonzalez, "Un circulo de ingeniosos escritores de Baeza (XVI-XVII)", em que se revelam novos dados sobre o referido circulo em torno do claustro da Universidade de Baeza.

A emblematica renascentista e barroca, a iconologia e a simbologia podem ser ilustradas com o estudo de Emilo Asencio Gonzalez intitulado "Iconografia de la Lujuria en la Alegoria de Bronzino: claves interpretativas y temas conexos en el abrazo de Venus y Cupido", com interessantes propostas para a interpretacao da famosa pintura do fiorentino Agnolo Bronzino, ou com o texto de Francisco Jose Talavera e Beatriz Anton, "El simbolismo de la amistad en los Hieroglyphica de Pierio Valeriano", cuja analise intencionalmente se centra nos motivos que evocam o sentimento que subjaz a esta homenagem.

Na area da tradicao classica, Jose Javier Iso Echegoyen, em "Baltasar Gracian y Anthologia Latina 709", ocupa-se da identificacao de fontes gregas e latinas do poema inicial de Agudeza y arte de ingenio. Manuela Alvarez Jurado, no seu estudo "Reescribiendo el mito de Proserpina. Entre traducciones y adaptaciones", analisa duas adaptacoes da obra de Claudiano, uma francesa do seculo XVI, de Catherine des Roches, e uma espanhola do seculo XVII, de Francisco de Faria, acompanhadas de um percurso pelas principais traducoes e adaptacoes da obra nas duas linguas.

A literatura moderna e contemporanea esta representada entre outros por Vicente Lopez Folgado, com o seu estudo "El medievalismo Victoriano: William Morris como traductor", onde se concentra na obra de William Morris como tradutor de latim e de grego, bem como de outras linguas como o islandes e o ingles antigo.

Por fim, a diplomatica tem como unico estudo o artigo "Vatican diplomacy", de Javier Lozano Sebastian, onde se expoe o funcionamento da diplomacia do Vaticano, das origens a actualidade.

Trata-se, sem qualquer duvida, de uma utilissima obra que os estudiosos das variadas areas de saber nela representadas terao toda a vantagem em conhecer.

ANDRE SIMOES

Centro de Estudos Classicos da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa

asimoes@campus.ul.pt
COPYRIGHT 2016 Universidade de Lisboa. Centro de Estudos Classicos da Faculdade de Letras
No portion of this article can be reproduced without the express written permission from the copyright holder.
Copyright 2016 Gale, Cengage Learning. All rights reserved.

Article Details
Printer friendly Cite/link Email Feedback
Author:Simoes, Andre
Publication:Euphrosyne. Revista de Filologia Classica
Date:Jan 1, 2016
Words:1331
Previous Article:INIGO RUIZ ARZALLUZ (coord.), Estudios de Filologia e Historia en Honor del Profesor Vitalino Valcarcel.
Next Article:CRISTOBAL MACIAS VILLALOBOS, JOSE Ma. MAESTRE MAESTRE, JUAN F. MARTOS MONTIEL (eds.), Europa Renascens. La Cultura Clasica en Andalucia y su...

Terms of use | Privacy policy | Copyright © 2019 Farlex, Inc. | Feedback | For webmasters