Printer Friendly

Radiotelemetry monitoring of the home range of cougar reintroduced at the surroundings of the State Park of Serra do Brigadeiro--MG, Brazil/Monitoramento por radiotelemetria da area de uso de onca parda reintroduzida no entorno do Parque Estadual da Serra do Brigadeiro--MG, Brasil.

NOTA

As tecnicas de radiotelemetria buscam, em geral, elucidar padroes de movimentacao, territorialidade e utilizacao de recursos, bem como avaliar parametros demograficos, tais como densidade, sobrevivencia e dispersao de uma determinada especie (JACOB & RUDRAN, 2003; SOISALO & CAVALCANTI, 2006), alem de obter o padrao de distribuicao espacial dos animais, informacao dificultada por outras tecnicas (SCOSS et al., 2004).

A telemetria por GPS (Global Positioning System) tem sido especialmente empregada para especies que utilizam grandes areas, como a jaguatirica (Leoparduspardalis), a onca pintada (Panthera onca) e o lobo-guara (Chrysocyon brachyurus) (BANDEIRA DE MELO, 2007; HAINES et al., 2006; SOISALO & CAVALCANTI, 2006). Porem, a tecnica convencional, via sistema de frequencia de ondas de radio VHF (Very High Frequency), tem obtido relativo sucesso na obtencao de dados sobre especies de grande porte, como lobos guara (LOGAN & SWEANOR, 2001; DIETZ, 1984) e diferentes subespecies de puma (P. concolor azteca e P. concolor coryi) (KAUTZ et al., 2006).

Embora com resultados ainda controversos e custos altissimos, estrategias de conservacao como a reintroducao e a translocacao de animais selvagens tem sido utilizadas como forma de estabelecer populacoes de determinadas especies em locais de sua distribuicao geografica original, como forma de aumentar populacoes em risco de extincao (READING & CLARK, 1996). A radio telemetria e uma tecnica particularmente util e largamente utilizada nestes tipos de projetos, permitindo a coleta de dados sobre o padrao comportamental pos soltura (VANDELL et al., 2006). A propria identificacao de areas apropriadas para reintroducao, depende de dados previos sobre a especie e seus padroes de uso de habitat, que em geral sao obtidos em estudos utilizando a radio telemetria (THATCHER et al., 2006).

Neste contexto, o objetivo do presente trabalho foi, por meio da tecnica de radio telemetria convencional, rastrear um exemplar de onca parda reintroduzido em habitat natural, para monitoramento e caracterizacao preliminar de dados relativos a sua area de uso.

O presente estudo refere-se a um exemplar macho de onca parda (Puma concolor) capturado na garagem de uma residencia na periferia do municipio de Astolfo Dutra-MG (21[degrees]18'39,17"S e 42[degrees]51'42,66"O). O animal foi capturado pela Policia Militar do Meio Ambiente, por meio de laco cervical e encaminhado ao Centro de Triagem de Animais Silvestres da Universidade Federal de Vicosa, em uma gaiola de transporte.

Ao chegar, o animal foi imobilizado quimicamente com associacao anestesica: cloridrato de xilazina (1mg [kg.sup.-1]. Anasedan[R], Vetbrands, SP-Brasil) e cloridrato de cetamina (10mg [kg.sup.-1] Dopalen[R], Vetbrands, SP-Brasil), para avaliacao clinica, coleta de material biologico e pesagem. Apos avaliacao da coloracao e desgaste dos dentes, constatou-se que se tratava de um especime sub-adulto de aproximadamente um ano e meio de idade. O animal apresentou fratura nos aneis na porcao cranial da traqueia, que foi tratada, com antibiotico terapia e antiflogistica local e sistemica, e foi mantido em recinto de 9[m.sup.2], alimentacao com visceras suinas enriquecidas com calcio e agua ad libitum. Apos 60 dias verificou-se a presenca de abscesso no local da lesao e a nao consolidacao da fratura nos aneis traqueais, logo foi realizada uma cirurgia corretiva. Durante o periodo de recuperacao o animal foi condicionado com alimentacao com presas vivas (ratos e coelhos), verificando-se um crescimento corporeo com ganho de peso de aproximadamente 10kg. Apos aproximadamente um ano apos a captura foi definida a soltura monitorada do individuo. O projeto foi aprovado pelo IBAMA (Licenca n. 16389) e Instituto Estadual de Florestas de Minas Gerais--IEF/MG (Licenca n.080/08).

O local definido para a soltura foi a Area de Protecao Ambiental Fazenda Serra D'agua, localizada na zona de amortecimento do Parque Estadual da Serra do Brigadeiro (PESB), Araponga-MG (20[degrees]43 '21,22"S e 42[degrees]28'44,95"O). Foi utilizado um radiocolar com transmissao via sistema VHF (150 MHz) da ATS[R], com duracao da bateria prevista para 18 meses, que foi fixado no animal com uma folga suficiente para garantir o maximo possivel de conforto sem permitir ao individuo desvencilhar-se do mesmo.

O monitoramento foi realizado em trilhas, picos e estradas localizadas no PESB e regiao de entorno, usando um radioreceptor, modelo TR-4 da Telonics[R], com auxilio de uma antena direcional rigida do tipo Adcock ("H"). Para o monitoramento, por triangulacao, usou-se a tecnica descrita por WHITE & GARROTT (1990), com intervalo maximo de 10 minutos entre a tomada de pontos.

O monitoramento durou 110 dias e foi realizado com intervalos descontinuos, de 3 a 8 dias, para evitar-se a dependencia entre localizacoes consecutivas (SWIHART & SLADE, 1985). O processamento dos dados para a determinacao da area de vida foram executados no software Tracker[R], usando o metodo do Poligono Minimo Convexo (PMC) como estimador da area de uso por sua simplicidade e por ser um metodo amplamente utilizado, oferecendo maior grau de comparabilidade com estudos semelhantes.

Os dados obtidos sugerem que a area de uso deste especime seja de, aproximadamente, 26 [km.sup.2] (Figura 1). Mesmo frente ao releve acidentado da area, a radiotelemetria via sistema VHF, mostrou-se satisfatoria para o rastreamento pos-soltura do especime.

De acordo com MILLER et al. (1999), a translocacao e reintroducao de carnivoros constituem estrategias que requerem varias consideracoes, sejam elas, geneticas, demograficas, comportamentais, epidemiologicas ou mesmo de requerimentos de habitats particulares de cada especie. Devido aos habitos solitarios e necessidades alimentares, a onca parda costuma ocupar grandes areas, que variam de 32 a 155[km.sup.2], no Pantanal Mato-Grossense (CRAWSHAW & QUILEY, 1984) ate 144 a 317[km.sup.2] no deserto do Novo Mexico (LOGAN & SWEANOR, 2001). O presente estudo refere-se a uma area de Floresta Atlantica com caracteristicas de maior abundancia e densidade, animal e vegetal, o que pode justificar a reduzida area de vida registrada para o especime estudado.

Animais sub-adultos sao importantes para o estabelecimento, manutencao e crescimento das populacoes, assim como para o incremento de material genetico entre populacoes (MILLER et al., 1999; LOGAN & SWEANOR, 2001). Logo esses animais costumam percorrer distancias maiores do que aquelas percorridas por adultos com territorio estabelecido (LOGAN & SWEANOR, 2001). Novamente, no presente trabalho, a influencia do bioma floresta atlantica pode ser decisivo para a formatacao e dimensoes territoriais, mesmo em animais jovens, como no caso do especime monitorado.

[FIGURE 1 OMITTED]

THATCHER et al. (2006) identificaram areas que satisfacam a re-introducao de especimes de Puma concolor coryi na Florida. Estes autores sugerem que fatores antropicos influenciam muito no sucesso de reintroducao de especies deste porte e, apontam como melhor alternativa de area de soltura, unidades de conservacao de protecao integral, como por exemplo, Parques Nacionais por apresentarem uma efetiva area de habitat protegida.

A area de uso encontrada no presente estudo foi a menor ja descrita para um macho de P. concolor (26 [km.sup.2]). Embora este monitoramento tenha durado aproximadamente quatro meses, dados semelhantes foram descritos para a panteras-da-Florida (P. concolor coryi), em estudo com cerca de 14 meses de monitoramento (68[km.sup.2] e 20[km.sup.2], machos e femeas subadultos) (MAEHR et al., 2002). Estes autores apontam como justificativas para este baixo indice, a influencia da area de ocorrencia da especie (muito fragmentada) associada a forte influencia antropica nas intermediacoes da area. Caracteristica semelhante ao observado no presente trabalho, onde a zona de amortecimento e principalmente composta por pequenas propriedades com pecuaria leiteira de subsistencia e lavouras de cafe, porem com area de mata preservada, formando no conjunto uma extensa area fragmentada. Desta forma as oportunidades de expansao da area de uso do exemplar reintroduzido no entorno do PESB, torna-se um processo mais retardado e delicado, visto a paisagem recortada que hoje representa o Bioma Floresta Atlantica. Neste contexto, pode-se esperar que areas de vida, mesmo de felinos de grande porte, sejam menores do que normalmente era de se esperar (LOGAN & SWEANOR, 2001).

A area de uso territorial registrada no exemplar de Puma, nas condicoes estudadas, foi descrita como uma das menores areas monitoradas para a especie. Diferentes fatores podem estar associados contribuindo para tal, como o tempo estudado, a idade do animal, bioma da area de estudo e condicao de antropotizacao regional. Deve-se ressaltar a importancia deste monitoramento basico, visto a incipiencia do comportamento de um felino de grande porte reintroduzido em habitat natural apos longo periodo em cativeiro. A continuidade de pesquisas no tema torna-se imprescindivel para uma melhor elucidacao dos dados apresentados, a fim de se subsidiar estudos consolidados, nao somente para Mata Atlantica, mas tambem para outros biomas.

REFERENCIAS

BANDEIRA DE MELO, L. Secret lives of maned wolves (Chrysocyon brachyurus Illiger, 1815): as revealed by GPS tracking collars. Journal of Zoology, v. 271, p. 27-36, 2007. Disponivel em: <http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/ j.1469-7998.2006.00176.x/pdf>. Acesso em: 15 abr. 2010. doi: 10.1111/j.1469-7998.2006.00176.x.

CRAWSHAW, P.G.; QUILEY, H.B. Estudos bioecologicos do Pantanal. A ecologia do jaguar ou onca pintada no Pantanal. Brasilia: Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal, 1984. 69p. (Relatorio final).

DIETZ, J.M. Ecology and social organization of the maned wolf (Chrysocyon brachyurus). Smithsonian Contribuitions to Zoology, v.392, p.1-51, 1984. Disponivel em: <http:// www.sil.si.edu/eresources/silpurl.cfm?purl=09969905>. Acesso em: 21mar. 2010.

HAINES, A. et al. First ocelot (Leopardus pardalis) monitored with GPS telemetry. European Journal of Wildlife Research, v.52, p.216-218, 2006. Disponivel em: <http:// www.springerlink.com/content/b4488n82v6468427/ fulltext.pdf>. Acesso em: 21 mar. 2010. doi: 10.1007/s10344006-0043-5.

JACOB, A.A.; RUDRAN, R. Radio telemetria em estudos populacionais. In: CULLEN, L. et al. (Eds.). Metodos de estudo em biologia da conservacao e manejo da vida silvestre. Curitiba-PR: UFPR, 2003. 667p.

KAUTZ, R. et al. How much is enough? Landscape-scale conservation for the Florida panther. Biological Conservation, v.130, p.118-133, 2006.

LOGAN, K.A.; SWEANOR, L.L. Desert Puma: evolutionary ecology and conservation o an enduring carnivore. Washington, DC.: Island, 2001. 463p.

MAEHR, D.S. et al. Florida panther dispersal and conservation. Biological Conservation, v.106, p.187-197, 2002.

MILLER, B. et al. Biological and technical considerations of carnivore translocation: a review. Animal Conservation, v.2, p.59-68, 1999. Disponivel em: <http://dx.doi.org/10.1111/ j.1469-1795.1999.tb00049.x.> Acesso em: 18 maio, 2010.

READING, R.P.; CLARK, T.M. Carnivore reintroductions: an interdisciplinary examination. In: GITLLEMAN, J.L. (Ed.). Carnivore behavior, ecology and evolution. New York: Cornell University, 1996. V.2, p.296-336.

SCOSS, L.M. et al. Uso de parcelas de areia para o monitoramento de impacto de estradas sobre a riqueza de especies de mamiferos. Revista Arvore, v.28, p.121-127, 2004.

SOISALO, M.; CAVALCANTI, S. Estimating the density of a jaguar population in the Brazilian Pantanal using camera traps and capture-recapture sampling in combinations with GPS radio-telemetry. Biological Conservation, v.129, p.487-496, 2006. Disponivel em: <http://dx.doi:10.1016/j.biocon.2005.11.023>. Acesso em: 18 maio, 2010. doi:10.1016/j.biocon.2005.11.023.

SWIHART, R.K.; SLADE, N.A. Influence of sampling intervals on estimates of home range size. Journal of Wildlife Management, v.49, p.1019-1025, 1985.

THATCHER, C.A. et al. Identifying suitable sites for Florida panther reintroduction. Journal of Wildlife Management, v.70, p.752-763, 2006.

VANDELL, J.M. et al. Reintroduction of the lynx into the Vosges mountain massif: From animal survival movements to population development. Biological Conservation, v.131, p.370-385 2006. Disponivel em: <http://www.sciencedirect.com/ science?_ob=ArticleURL&_udi=B6V5X-4JS1N021&_user=687369&_coverDate=08%2F31%2F2006&_alid=1678485046 &_rdoc=1&_fmt=high&_orig=search&_origin=search&_zone= rslt_list_item&_cdi=5798&_docanchor=&view=c&_ct=8&_acct=C0000 37901&_version=1&_urlVersion=0&_userid=687369&md5=174d5 4a98111fa84239045442bef5421&searchtype=a>. Acesso em: 23 abr. 2010 doi: 10.1016/j.biocon.2006.02.012.

WHITE, G.C.; GARROTT, R.A. Analysis of wildlife radio-tracking data. San Diego: Academic, 1990. 383p.

Joao Bosco Goncalves de Barros (I) Tarcizio Antonio Rego de Paula (I) * Fabiano Rodrigues de Melo (II) Sergio Luis Pinto da Matta (I) Thyara Deco Souza (I) Gediendson Ribeiro Araujo (I) Antonio Carlos Csermak Junior (I) Eduardo Costa Avila (I) Rafael Morais Garay (I)

(I) Universidade Federal de Vicosa (UFV), 36570-000, Vicosa, MG, Brasil E-mail: tarcizio@ufv.br. *Autor para correspondencia.

(II) Universidade Federal de Goias (UFG), Goias, GO, Brasil.

Recebido para publicacao 07.06.2010 Aprovado em 15.03.2011 Devolvido pelo autor 22.06.11 CR-3676
COPYRIGHT 2011 Universidade Federal de Santa Maria
No portion of this article can be reproduced without the express written permission from the copyright holder.
Copyright 2011 Gale, Cengage Learning. All rights reserved.

Article Details
Printer friendly Cite/link Email Feedback
Author:de Barros, Joao Bosco Goncalves; de Paula, Tarcizio Antonio Rego; de Melo, Fabiano Rodrigues; da Mat
Publication:Ciencia Rural
Date:Jul 1, 2011
Words:2054
Previous Article:Evolutionary processes and the origin of crop plants/Processos evolutivos e a origem das plantas cultivadas.
Next Article:Clinical aspects and serum concentration creatina kinase and lactate dehydrogenase in dogs submitted to physiotherapy after induced muscle...

Terms of use | Privacy policy | Copyright © 2022 Farlex, Inc. | Feedback | For webmasters |