Printer Friendly

Performance of growing rabbits weaned at different ages, fed with two starch levels, from rabbit does subjected to different levels of energy on diet/Desempenho de coelhos desmamados em diferentes idades, alimentados com diferentes niveis de amido, oriundos de matrizes submetidas a diferentes niveis de energia.

Introducao

Na cunicultura, alem dos aspectos reprodutivos que merecem atencao especial, devem ser considerados tambem aqueles ligados ao desempenho dos animais na fase de crescimento, entre a desmama e o abate. Esta e uma fase que exige bastante atencao, pois e, nesse momento, em que os nutrientes oriundos do leite materno sao substituidos por fontes de alimentos solidos.

Pesquisas demonstram que o aparelho digestivo dos coelhos no momento da desmama, que normalmente ocorre em torno de 28 a 35 dias, nao esta completamente adaptado para digerir o novo alimento, ocorrendo, por isso, disturbios digestivos frequentes. As mudancas na composicao da dieta desses animais, particularmente com o aumento da ingestao de amido, alteram a natureza da digesta que chega ao ceco, com consequentes mudancas nos processos de fermentacao (FARIA et al., 2004). Isso ocorre pela insuficiente producao da enzima amilase pancreatica, na fase peridesmama, responsavel pela digestao do amido no intestino delgado (MAERTENS; COUDERT, 2006). De acordo com Scapinello et al. (1999), a atividade das enzimas amilase e maltase dobra entre a desmama (32 dias) e 42 dias de idade, porem a maturidade digestiva se apresentara muito proxima da condicao adulta apos os 50 a 55 dias de idade.

Durante o periodo de inicio da alimentacao solida, a partir dos 20 dias de idade aproximadamente, os laparos sao capazes de digerir eficientemente a gordura, pela alta atividade da lipase observada em animais antes da desmama, ja que o leite das coelhas apresenta em torno de 12% de gordura (DE BLAS; WISEMAN, 1998).

Se considerarmos que dietas para coelhos, formuladas a base de alimentos de origem vegetal, tem, no amido, a principal fonte de energia, a estreita relacao entre eficiencia alimentar e sanidade em coelhos constitui-se fator limitante para elevada inclusao de cereais em dietas ou racoes completas (ARRUDA et al., 2000), ja que a ocorrencia de enterites, principalmente logo apos a desmama, e a maior causa de perdas economicas na exploracao comercial de coelhos.

Dessa forma, a substituicao de parte do amido por gorduras, em racoes de alta energia, pode ser alternativa na prevencao das desordens digestivas que acometem os coelhos na fase peridesmama.

Alem disso, um desmame precoce, com o consumo de alimento solido sendo iniciado mais cedo pelos laparos, poderia trazer incremento na producao das enzimas responsaveis pela maturidade completa do trato digestivo dos animais no periodo pos-desmama. De acordo com Maertens e De Groote (1990), o consumo precoce de alimentos solidos pode estimular a secrecao enzimatica, diminuindo os problemas digestivos apos a desmama.

Segundo Fortun-Lamothe e Gidenne (2002), a desmama dos laparos antes dos 35 dias e viavel, pois, a partir de 16 a 18 dias de idade, os laparos comecam a ingerir alimento solido. A partir dos 25 dias de idade, o consumo de racao aumenta em 5 g por dia. Ainda, de acordo com os mesmos autores, quando se utiliza a mesma racao para a alimentacao das femeas e laparos ate a desmama, deve-se considerar as necessidades nutricionais de ambos. Uma boa solucao, principalmente quando se refere a uma desmama precoce, seria a reducao do nivel de amido na racao peridesmama, mantendo-se alto nivel de energia, pela adicao de gordura.

Nesse contexto, o presente estudo foi conduzido com o objetivo de avaliar o desempenho da desmama ao abate, alem das caracteristicas quantitativas de carcaca, de coelhos desmamados aos 28 ou 35 dias de idade, oriundos de tres ciclos reprodutivos de matrizes alimentadas com dietas contendo 2.600 e 2.800 kcal ED [kg.sup.-1] de energia digestivel e alimentados com dietas posdesmama com 16 e 21% de amido.

Material e metodos

Coelhos oriundos de 240 ninhadas desmamadas, num total de 1.416 animais, foram alojados em gaiolas de arame galvanizado, providas de bebedouro automatico e comedouro semi-automatico de chapa galvanizada, localizados em galpao de alvenaria, com cobertura de telha francesa, pe-direito de 3,8 m, piso de alvenaria, paredes laterais de 30 cm, em alvenaria, e o restante em tela e cortina plastica para controle de ventos.

O delineamento utilizado foi em esquema fatorial 2 x 2 x 2 x 3 (dietas com 2.600 e 2.800 kcal ED [kg.sup.-1] ate a desmama versus desmama aos 28 ou 35 dias de idade versus dietas com 2.500 kcal ED [kg.sup.-1] contendo alto (21%) ou baixo (16%) nivel de amido da desmama ao abate versus tres ordens de parto), com 24 tratamentos e dez repeticoes (ninhadas).

As racoes foram peletizadas a seco (Tabela 1) e o seu fornecimento e o de agua foram a vontade.

Os animais foram pesados no inicio do experimento (28 ou 35 dias de idade), aos 50 dias e no final do experimento, aos 70 dias de idade.

Alem do tamanho das ninhadas, foram avaliadas as caracteristicas de desempenho, peso e rendimento de carcaca e a soma do peso das visceras comestiveis (figado, rins e coracao).

A carcaca quente sem cabeca e as visceras comestiveis foram pesadas em seguida ao abate.

Para verificar a viabilidade economica de producao dos coelhos, foi calculado o custo medio em racao por quilograma de peso vivo ganho, segundo Bellaver et al. (1985).

A analise estatistica das variaveis estudadas foi realizada, utilizando-se o programa SAEG--Sistema para Analises Estatisticas e Geneticas--UFV (1997) e o modelo estatistico foi:

[Y.sub.ijklm] = [micro] + [E.sub.i] + [I.sub.j] + [A.sub.k] + [O.sub.1] } [ED.sub.ij] + [EA.sub.ik] + [EA.sub.ik] + [EO.sub.il] + [DA.sub.jk] + [DO.sub.jl] + [AO.sub.kl] + [e.sub.ijklm]

em que:

[Y.sub.ijklm] = observacao relativa ao individuo m, na ordem de parto l, recebendo racao pos-desmama com nivel k de amido, desmamado com a idade j e recebendo a racao com o nivel i de ED antes da desmama;

[micro] = constante geral;

[E.sub.i] = efeito do nivel i de energia nas racoes ate a desmama, sendo [i.sub.1] = racao com 2.600 kcal [kg.sup.-1] de ED e [i.sub.2] = racao com 2.800 kcal [kg.sup.-1] de ED;

[I.sub.j] = efeito da idade de desmama j, sendo

[j.sub.1] = desmama dos laparos aos 28 dias de idade e

[j.sub.2] = desmama dos laparos aos 35 dias de idade;

[A.sub.k] = efeito do nivel k de amido nas dietas apos a desmama, sendo [k.sub.1] = dieta com 16% de amido e

[k.sub.2] = dieta com 21% de amido;

[O.sub.l] = efeito da ordem de parto l, sendo

[l.sub.1] = primeiro parto, [l.sub.2] = segundo parto e

[l.sub.3] = terceiro parto;

[ED.sub.ij] = interacao entre o nivel i de energia na racao ate a desmama dos laparos e a idade de desmama j;

[EA.sub.ik] = interacao entre o nivel i de energia na racao ate a desmama dos laparos e o nivel de amido k nas racoes da desmama ao abate;

[EO.sub.il] = interacao entre o nivel i de energia na racao ate a desmama dos laparos e a ordem de parto l;

[DA.sub.jk] = interacao entre a idade de desmama j e o nivel de amido k na racao entre a desmama e o abate;

[DO.sub.jl] = interacao entre a idade de desmama j e a ordem de parto l;

[AO.sub.kl] = interacao entre o nivel de amido k na racao entre a desmama e o abate e a ordem de parto l;

[e.sub.ijklm] = erro aleatorio associado a cada observacao.

A excecao da ordem de parto e suas interacoes cujas medias foram comparadas pelo teste de Tukey a 5%, as demais medias foram comparadas, utilizando-se o teste F a 5%.

Resultados e discussao

Nao foram verificadas interacoes entre os fatores estudados (p > 0,05) e nem qualquer influencia (p > 0,05) do nivel de energia digestivel nas dietas antes da desmama, da idade a desmama, do nivel de amido nas dietas oferecidas apos a desmama ate o abate e da ordem de parto sobre o tamanho das ninhadas ao desmame, aos 50 dias e ao abate (Tabela 2).

Com relacao a idade de desmama, Maertens e De Groote (1990) concluiram que o consumo precoce de alimentos solidos pode interferir nos resultados de desempenho, resultando em decrescimo da mortalidade apos a desmama, o que nao foi observado neste trabalho. Tambem Lebas (1993) afirma que o desmame tardio, por volta dos 35 dias de idade, e preferivel, pois reduz a mortalidade dos animais.

Os resultados de peso vivo dos laparos a desmama, aos 50 e aos 70 dias de idade, e de ganho de peso diario dos coelhos da desmama aos 50 e dos 50 aos 70 dias de idade, de acordo com os niveis de energia digestivel nas racoes das matrizes, niveis de amido nas racoes fornecidas da desmama ao abate, idade a desmama e ordem de parto, encontram-se na Tabela 3.

Os coelhos oriundos de matrizes alimentadas com racao com 2.600 kcal ED [kg.sup.-1] ate a desmama apresentaram maiores pesos vivo a desmama e aos 50 dias de idade e ganho de peso da desmama aos 50 dias (p < 0,05), embora aos 70 dias nao tenha havido diferenca (p > 0,05), tanto para o peso vivo como para o ganho de peso dos 50 aos 70 dias de idade. O fato de estes animais terem ganho mais peso em relacao aqueles oriundos de femeas que receberam racao mais energetica (2.800 kcal ED) deve-se, muito provavelmente, ao fato de terem iniciado a alimentacao solida mais cedo em comparacao aos demais que, possivelmente, tiveram maior disponibilidade de leite.

O peso vivo dos laparos desmamados aos 35 dias de idade foi, conforme esperado, mais elevado (p < 0,05) em relacao aos animais desmamados aos 28 dias. A desmama precoce permitiu ganhos de peso maiores (p < 0,05) no periodo dos 50 aos 70 dias de idade.

Os niveis de amido das racoes fornecidas da desmama ao abate nao tiveram influencia (p > 0,05) no desempenho dos coelhos neste periodo.

A sequencia da ordem de parto melhorou (p < 0,05) o peso dos coelhos a desmama, aos 50 dias e ao abate, e o ganho de peso, tanto no periodo da desmama aos 50 dias como no periodo dos 50 aos 70 dias de idade.

Petersen et al. (1992), ao avaliar o efeito da desmama em diferentes idades (25, 28, 31 e 35 dias de idade) nao observaram diferencas no desempenho pos-desmama dos animais em qualquer das idades de desmame. Resultados descritos por Xiccato et al. (2004), que compararam quatro idades de desmame (21, 25, 28 e 32 dias de idade) sobre o desempenho dos laparos no periodo pre e posdesmame, mostram que os animais desmamados aos 21 dias de idade tiveram perda de peso logo apos o desmame, mas, aos 32 dias de idade, apresentaram o mesmo desempenho dos outros grupos. Os autores atribuem o fato ao ganho compensatorio que os animais apresentam apos essa condicao de estresse e adaptacao a alimentacao seca apos a desmama precoce.

Faria et al. (2004), avaliando o desempenho de coelhos ate a desmama de acordo com o tamanho da ninhada (quatro ou oito animais) e o nivel de amido nas dietas (15 ou 24%), diferentemente dos resultados observados neste experimento, nao observaram diferencas de qualquer dos fatores estudados sobre o ganho de peso diario dos laparos em qualquer dos intervalos estudados ate o desmame e para o peso vivo aos 35 dias de idade.

Com relacao ao fator ordem de parto, observou-se que as coelhas pluriparas tiveram suas ninhadas mais pesadas (p < 0,05) quando comparadas as coelhas primiparas, possivelmente por maior producao de leite das matrizes. Xiccato et al. (2003) sugeriram existir provavel interacao entre a ordem de parto e idade a desmama, sendo que animais desmamados precocemente e/ou oriundos de ninhadas primiparas apresentariam menor desempenho.

Maertens e Coudert (2006) afirmam que ocorre um aumento na ingestao de alimentos em coelhas a partir da primeira lactacao, alcancando nivel estavel apos a quinta lactacao, assim como aumento na producao de leite com a sucessao dos partos; esta, no entanto, menos notavelmente em relacao ao consumo, permitindo, dessa forma, melhor manutencao do balanco energetico desses animais. Essa observacao tambem vem ao encontro com os resultados de desempenho das ninhadas obtidos neste trabalho, a medida em que os ciclos se sucederam.

A Tabela 4 apresenta as medias de consumo de racao diario, de conversao alimentar e custo de racao [kg.sup.-1] de ganho de peso vivo no periodo da desmama aos 50 dias e dos 50 aos 70 dias de idade, de acordo com os niveis de energia digestivel e amido nas dietas, idade a desmama e ordem de parto.

Animais oriundos de matrizes que receberam racao com 2.600 kcal ED [kg.sup.-1] apresentaram melhor conversao alimentar (p < 0,05) no periodo do desmame aos 50 dias e, consequentemente, menor custo de racao por kg de ganho de peso vivo.

Para os animais desmamados aos 35 dias de idade, o consumo medio de racao da desmama aos 50 dias, como esperado, foi maior (p < 0,05) em relacao aos que foram desmamados mais precocemente, aos 28 dias de idade.

Os coelhos que receberam a racao com menor teor de amido, com inclusao de oleo de soja, apresentaram maior consumo (p < 0,05) no periodo da desmama aos 50 dias de idade. Essa racao elevou o custo por kg de ganho de peso vivo, tanto no periodo da desmama, aos 50 dias de idade, quanto no periodo dos 50 aos 70 dias de idade.

A sequencia de ordem de parto proporcionou aumento (p < 0,05) no consumo medio diario de racao durante o periodo da desmama ate os 70 dias de idade, sem, no entanto, afetar a conversao alimentar e o custo da racao por kilo de ganho de peso.

Xiccato et al. (2003), estudando tres idades a desmama (21, 25 e 28 dias de idade) e duas racoes pos-desmama (alto ou baixo nivel de amido com adicao, ou nao, de oleo), tambem nao encontraram influencia dos niveis de amido no desempenho dos animais no periodo dos 32 aos 56 dias de idade.

Piattoni et al. (1996) relataram que, quando os laparos sao desmamados aos 21 dias, o leite materno e a unica fonte de energia dos laparos ate esta idade e observaram que somente 24h apos a ultima amamentacao, quando os coelhos ficaram famintos e com sede, iniciaram a busca por agua e comida, e apenas apos a ingestao de liquido, os laparos passaram a ingerir o alimento solido. Segundo os autores, isso indica que o desmame precoce pode levar a uma elevada queda no consumo logo apos o desmame, pela mudanca no tipo de alimento ingerido. No entanto, deve-se considerar que a desmama mais precoce no presente trabalho ocorreu sete dias mais tarde, aos 28 dias, quando os laparos ja estao consumindo maior volume de racao seca.

Segundo Parigi Bini et al. (1990; 1992) e Xiccato et al. (1995), durante a primeira lactacao, o corpo da femea esta sujeito a uma forte reducao nas reservas de energia pela mobilizacao dos depositos de gordura. Essa perda de energia permanece constante ate o final da lactacao e nenhuma recuperacao e observada durante a fase final pela producao de leite, que se mantem alta ate mesmo depois de 25 a 30 dias de lactacao. Dessa forma, femeas no primeiro ciclo reprodutivo, pela reducao de suas reservas de energia, podem proporcionar menor desempenho dos seus laparos, resultado esse confirmado no presente trabalho.

Nenhuma das caracteristicas de carcaca avaliadas foram influenciadas pelos fatores estudados, a excecao do peso das visceras comestiveis (figado, rins e coracao) que aumentaram (p < 0,05) com os ciclos reprodutivos, certamente pelo maior peso vivo dos coelhos aos 70 dias observados com a sequencia dos ciclos reprodutivos (Tabela 5).

Arruda et al. (2003), trabalhando com desempenho e caracteristicas de carcaca de coelhos alimentados com racoes contendo diferentes niveis de amido (22 e 32% em media) e fontes de fibra (feno de alfafa ou casca de soja), observaram maior peso medio em visceras comestiveis (p < 0,05) para os animais alimentados com racoes contendo maior nivel de amido. Deve-se considerar, no entanto, que os niveis de amido estudados por esses autores foram maiores dos utilizados neste trabalho.

Conclusao

De acordo com as observacoes resultantes deste trabalho, pode-se concluir pela utilizacao de racao com 2.600 kcal ED [kg.sup.-1] para as matrizes e racao com maior teor de amido sem adicao de oleo no periodo da desmama ao abate, sem prejuizo aos animais nesta fase.

O desmame aos 28 dias pode ser realizado sem maiores problemas no desempenho dos laparos.

Agradecimentos

Ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifico e Tecnologico--CNPq, pelo apoio financeiro.

Received on March -6, 2009. Accepted on September 8, 2009.

Referencias

ARRUDA, A. M. V.; CARREGAL, R. D.; FERREIRA, R. G. Desempenho produtivo e atividade microbiana cecal de coelhos alimentados com racoes contendo diferentes niveis de amido. Revista Brasileira de Zootecnia, v. 29, n. 3, p. 762-768, 2000.

ARRUDA, A. M. V.; LOPES, D. C.; FERREIRA, W. M.; ROSTAGNO, H. S.; QUEIROZ, A. C.; PEREIRA, E. S.; FERREIRA, A. S.; SILVA, J. F. Desempenho e caracteristicas de carcaca de coelhos alimentados com racoes contendo diferentes niveis de amido e fontes de fibra. Revista Brasileira de Zootecnia, v. 32, n. 6, p. 1311-1320, 2003.

BELLAVER, C.; FIALHO, E. T.; PROTAS, J. F. S.; GOMES, P. C. Radicula de malte na alimentacao de suinos em crescimento e terminacao. Pesquisa Agropecuaria Brasileira, v. 20, n. 8, p. 969-974, 1985.

DE BLAS, C.; WISEMAN, J. The nutrition of the rabbit. Wallingford Oxon: Cab International, 1998.

FARIA, H. G.; SCAPINELLO, C.; PERALTA, R. M.; GIDENNE, T.; FURLAN, A. C.; ANDREAZZI, M. A. Desempenho de coelhos ate a desmama de acordo com o tamanho da ninhada e o nivel de amido nas dietas. Revista Brasileira de Zootecnia, v. 33, n. 4, p. 894-900, 2004.

FORTUN-LAMOTHE, L.; GIDENNE, T. Estrategias alimentarias en el periodo pre-destete. Cunicultura, v. 27, n. 157, p. 168-174, 2002.

LEBAS, F. Amelioration de la vaibilite des laperaux em engraissement par um sevrage tardif. Cuniculture, v. 20, n. 2, p. 73-75, 1993.

MAERTENS, L; COUDERT, P. Recent advances in rabbit science. Belgium: Ilvo, 2006.

MAERTENS, L.; DE GROOTE, G. Feed intake of rabbit kit before weaning and attempts to increase it. Journal of Applied Rabbit Research, v. 13, n. 3-4, p. 151-158, 1990.

PARIGI-BINI, R.; XICCATO, G.; CINETTO, M.

Energy and protein retention and partition in pregnant and nonpregnant rabbit does during the first pregnancy. Cuniculture Science, v. 6, n. 1, p. 19-29, 1990.

PARIGI-BINI, R.; XICCATO, G.; CINETTO, M.; DALLE ZOTTE, A. Energy and protein utilization and partition in rabbit does concurrently pregnant and lactating. Animal Production, v. 55, n. 1, p. 153-162, 1992.

PETERSEN, J.; KLAUSDEINKEIN, J. F.; GERKEN, M. Influence of weaning age on development of live-weight and food consumption in young rabbits. Journal of Applied Rabbit Research, v. 15, n. 4, p. 156-163, 1992.

PIATTONI, F.; DEMEYER, D. I.; MAERTENS, L. In vitro study of yhe age-dependent caercal fermentation pattern and methanogenesis in young rabbtis. Reproduction Nutrition and Development, v. 36, n. 3, p. 253-261, 1996.

SCAPINELLO, C.; GIDENNE, T.; FORTUN-LAMOTHE, L. Digestive capacity of rabbit during the post-weaning period, according to the milk/solid feed intake pattern before weaning. Reproduction Nutrition Development, v. 39, n. 4, p. 423-432, 1999.

UFV-Universidade Federal de Vicosa. Central de Processamento de Dados (CPD). Manual de utilizacao do programa SAEG (Sistema de Analises Estatisticas e Geneticas). Vicosa: UFV, 1997.

XICCATO, G.; PARIGI-BINI, R.; DALLE-ZOTTE, A.; CARAZZOLA, A.; COSSU, M. E. Effect of dietary energy level, addition of fat and physiological state on performance and energy balance of lactating and pregnant rabbit does. Animal Science, v. 61, n. 2, p. 387-398, 1995.

XICCATO, G.; TROCINO, A.; SARTORI, A.; QUEAQUE, P. I. Effect of weaning diet and weaning age on growth, body composition and caecal fermentation of young rabbits. Animal Science, v. 77, n. 1, p. 101-111, 2003.

XICCATO, G.; TROCINO, A.; SARTORI, A.; QUEAQUE, P. I. Effect of doe parity order and litter weaning age on the performance and body energy balance of rabbit does. Livestock Production Science, v. 85, n. 2/3, p. 239-251, 2004.

License information: This is an open-access article distributed under the terms of the Creative Commons Attribution License, which permits unrestricted use, distribution, and reproduction in any medium, provided the original work is properly cited.

DOI: 10.4025/actascianimsci.v31i4.6622M

Waldirene Rossi da Silva, Claudio Scapinello *, Antonio Claudio Furlan, Ivan Moreira, Alice Eiko Murakami e Bruno Giovany de Maria

Universidade Estadual de Maringa, Av. Colombo, 5790, 87020-900, Maringa, Parana, Brasil.

* Autorpara correspondencia. E-mail: cscapinello@uem.br
Tabela 1. Composicao percentual e quimica das dietas utilizadas
para coelhos da desmama ao abate.

Table 1. Percent and chemical composition ofdiets for rabbits from
weaning to slaughter.

Ingredientes              Unidade     Niveis de Amido
Ingredients                Unit       Starch Levels

                                         21%          16%

Farelo de trigo             kg          16,30        25,00
Wheat meal
Farelo de soja              kg          12,53        11,60
Soybean meal
Feno de alfafa              kg          15,00        15,00
Alfalfa hay
Feno de coast cross         kg          26,00        26,00
Coast cross hay
Milho                       kg          27,80        17,60
Corn
Oleo de soja                kg            -           2,50
Soybean oil
Calcario                    kg           0,70         1,00
Limestone
Fosfato bicalcico           kg           0,50         0,10
Dicalcium phosphate
Sal                         kg           0,40         0,40
Common salt
Premix (1)                  kg           0,50         0,50
Premix
DL-metionina 99             kg           0,14         0,15
DL-methionine 99
L-lisina HCl                kg           0,13         0,14
L-lysine HCl
BHT                         kg            -           0,01
BHT
TOTAL                       kg           100          100

                        Composicao quimica analisada
                        Chemical composition analysed

Materia seca                 %          90,58        90,40
Dry matter
Proteina bruta               %          15,17        15,71
Crude protein
FDN                          %          33,79        35,53
NDF
FDA                          %          18,82        19,62
ADF
Extrato etereo               %           2,28         4,60
Ether extract
Calcio                       %           0,63         0,75
Calcium
Fosforo total                %           0,41         0,38
Total phosphorus
Amido                        %           21,0         16,0
Starch
Energia digestivel *       kcal          2500         2500
Digestible energy       [kg.sup.-1]
Preco [kg.sup.-1] (2)       R$           0,55         0,65
Price [kg.sup.-1]

(1) Nuvital, composicao [kg.sup.-1]: Vit A, 600.000 UI; Vit D,
100.000 UI; Vit E, 8.000 mg; Vit K3, 200 mg; Vit B1, 400 mg; Vit B2,
600 mg; Vit B6, 200 mg; Vit B12, 2.000 mcg; Ac. Pantotenico, 2.000 mg;
Colina, 70.000 mg; Ferro, 8.000 mg; Cobre, 1.200 mg; Cobalto, 200 mg;
Manganes, 8.600 mg; Zinco, 12.000 mg; Iodo, 64 mg; Selenio, 16 mg;
Metionina, 120.000 mg; Antioxidante, 20.000 mg. (2) Calculado de
acordo com os precos das materias-primas, (abril/2009).
* Calculada com base nos valores de ED dos alimentos, segundo
De Blas e Wiseman (1998).

(1) Nuvitd, composition per Vit A 600,000 UI; Vit D, 100,000 UI; Vit E,
8,000 mg Vit K3,200 mg Vit B1, 400 mg Vit B 2,600 mg; Vit B 6,200 mg;
Vit B12, 2,000 mcg; Panthotenic acid, 2,000) mg; Coline, 70,000 mg;
Iron 8,000 mg; Copper, 1,200 mg; Cobalt 2200 mg; Manganese 8,600 mg;
Zinc, 12,000 mg; Iodine 64 mg; Selenium 16 mg; Antioxidant, 20,000 mg.
(2) Calculated considering the price of ingredient (April/2009).
* Calculated based on DE of ingredients, according to De Blas e
Wiseman (1998).

Tabela 2. Medias do tamanho da ninhada a desmama, aos 50 e aos
70 dias de idade (abate), de acordo com os niveis de energia
digestivel para matrizes (ED), niveis de amido nas dietas para
coelhos em crescimento (Amido), idade a desmama (ID) e ordem de
parto (OP).

Table 2. Means of litter size at weaning, at 50 days and at 10 days
old (slaughter) according to the digestible energy for rabbit does
(DE), starch levels for rabbit growing (Starch), weaning age (WA)
and parturition sequence (PS).

                                        Tamanho da Ninhada
                                            Litter size

Fatores                 Niveis       Desmama            50 dias
Factors                 Levels       Weaning          50 days old

ED (kcal [kg.sup.-1])    2600    5,8 [+ or -] 1,5   5,6 [+ or -] 1,2
DE (kcal [kg.sup.-1])    2800    6,1 [+ or -] 1,4   6,0 [+ or -] 1,1
Media                            5,9 [+ or -] 1,5   5,8 [+ or -] 1,2
Mean
ID (dias)                 28     6,0 [+ or -] 1,6   5,8 [+ or -] 1,1
WA (days)                 35     5,9 [+ or -] 1,2   5,8 [+ or -] 1,0
Media                            6,0 [+ or -] 1,4   5,8 [+ or -] 1,0
Mean
AMIDO (%)                 16     6,0 [+ or -] 1,1   5,8 [+ or -] 0,9
Starch (%)                21     5,9 [+ or -] 1,7   5,8 [+ or -] 1,2
Media                            6,0 [+ or -] 1,5   5,8 [+ or -] 1,1
Mean
OP                        1      5,7 [+ or -] 1,7   5,7 [+ or -] 1,2
PS                        2      6,2 [+ or -] 1,2   6,1 [+ or -] 0,9
                          3      5,7 [+ or -] 1,5   5,6 [+ or -] 1,0
Media                            5,8 [+ or -] 1,5   5,8 [+ or -] 1,0
Mean
Media Geral                      5,9 [+ or -] 1,6   5,8 [+ or -] 1,1
General mean

                                 Tamanho da Ninhada
                                    Litter size

Fatores                 Niveis        70 dias
Factors                 Levels      10 days old

ED (kcal [kg.sup.-1])    2600    5,6 [+ or -] 1,0
DE (kcal [kg.sup.-1])    2800    6,0 [+ or -] 1,0
Media                            5,8 [+ or -] 1,1
Mean
ID (dias)                 28     5,8 [+ or -] 1,2
WA (days)                 35     5,8 [+ or -] 0,9
Media                            5,8 [+ or -] 1,0
Mean
AMIDO (%)                 16     5,8 [+ or -] 0,8
Starch (%)                21     5,8 [+ or -] 1,1
Media                            5,8 [+ or -] 0,9
Mean
OP                        1      5,7 [+ or -] 1,0
PS                        2      6,0 [+ or -] 0,8
                          3      5,7 [+ or -] 1,1
Media                            5,8 [+ or -] 1,0
Mean
Media Geral                      5,8 [+ or -] 1,0
General mean

Medias seguidas de letras diferentes na mesma coluna para OP diferem
entre si pelo teste de Tukey (p < 0,05). Medias seguidas de letras
diferentes na mesma coluna para os demais fatores estudados diferem
entre si pelo teste F (p < 0,05).

Means followed with different letters in same column for PO they are
different by Tukey test (p < 0.05). Means followed by different
letters in the same column for other studied factors are different by
F test (p < 0.05).

Tabela 3. Medias de desempenho de coelhos da desmama ao abate de
acordo com os niveis de energia digestivel para matrizes (ED) na
dieta ate a desmama, idade a desmama (ID), nivel de amido nas dietas
da desmama ao abate (Amido) e ordem de parto (OP).

Table 3. Means of rabbit performance from weaning to slaughter
according to the digestible energy levels in the diets until weaning
(DE), weaning age (WA), starch levels of diets from weaning to
slaughter (Starch) and parturity order (PS).

                                          Peso vivo (g)
                                         Live weight (g)

Fatores,             Niveis         Desmama              50 dias
Factors              Levels         Weaning              50 days

ED                    2600    639 [+ or -] 71 (a)   1338 [+ or -] 120a
(kcal [kg.sup.-1])
DE                    2800    589 [+ or -] 62b      1274 [+ or -] 130b
(kcal [kg.sup.-1])
Media                         614 [+ or -] 67       1306 [+ or -] 127
Mean
ID (dias)              28     492 [+ or -] 68b      1281 [+ or -] 140a
WA (days)              35     737 [+ or -] 65a      1332 [+ or -] 120a
Media                         614 [+ or -] 66       1306 [+ or -] 131
Mean
AMIDO (%)              16     616 [+ or -] 59a      1337 [+ or -] 128a
Starch (%)             21     613 [+ or -] 73a      1275 [+ or -] 134a
Media                         614 [+ or -] 68       1306 [+ or -] 132
Mean
OP                     1      581 [+ or -] 70b      1282 [+ or -] 139b
PO                     2      597 [+ or -] 64ab     1289 [+ or -] 125ab
                       3      664 [+ or -] 65a      1347 [+ or -] 130a
Media                         614 [+ or -] 67       1306 [+ or -] 133
Mean
Media geral                   614 [+ or -] 68       1306 [+ or -] 129
General mean

                                                     Ganho de peso
                                                       diario (g)
                                Peso vivo (g)          Daily gain
                               Live weight (g)         weight (g)

Fatores,             Niveis        70 dias          Desmama-50 dias
Factors              Levels        10 days         Weaning to 50 days

ED                    2600    2045 [+ or -] 183a   38,8 [+ or -] 3,5a
(kcal [kg.sup.-1])
DE                    2800    1981 [+ or -] 175a   36,7 [+ or -] 3,7b
(kcal [kg.sup.-1])
Media                         2013 [+ or -] 180    37,7 [+ or -] 3,5
Mean
ID (dias)              28     2019 [+ or -] 178a   37,1 [+ or -] 4,1a
WA (days)              35     2008 [+ or -] 179a   38,3 [+ or -] 3,2a
Media                         2013 [+ or -] 178    37,7 [+ or -] 3,6
Mean
AMIDO (%)              16     2038 [+ or -] 165a   38,5 [+ or -] 3,4a
Starch (%)             21     1989 [+ or -] 184a   36,9 [+ or -] 3,9a
Media                         2013 [+ or -] 175    37,7 [+ or -] 3,7
Mean
OP                     1      1943 [+ or -] 190c   36,3 [+ or -] 4,2c
PO                     2      2003 [+ or -] 170b   37,4 [+ or -] 3,0b
                       3      2096 [+ or -] 168a   39,3 [+ or -] 3,3a
Media                         2014 [+ or -] 177    37,7 [+ or -] 3,5
Mean
Media geral                   2013 [+ or -] 179    37,7 [+ or -] 3,6
General mean

                                Ganho de peso
                                  diario (g)
                                  Daily gain
                                  weight (g)

Fatores,             Niveis     50 aos 70 dias
Factors              Levels     50 to 10 days

ED                    2600    36,4 [+ or -] 3,7a
(kcal [kg.sup.-1])
DE                    2800    35,4 [+ or -] 3,5a
(kcal [kg.sup.-1])
Media                         35,9 [+ or -] 3,7
Mean
ID (dias)              28     36,8 [+ or -] 3,4a
WA (days)              35     34,9 [+ or -] 3,7b
Media                         35,8 [+ or -] 3,5
Mean
AMIDO (%)              16     35,4 [+ or -] 3,2a
Starch (%)             21     36,3 [+ or -] 3,9a
Media                         35,8 [+ or -] 3,6
Mean
OP                     1      34,8 [+ or -] 3,9b
PO                     2      35,4 [+ or -] 3,1b
                       3      37,4 [+ or -] 3,6a
Media                         35,9 [+ or -] 3,5
Mean
Media geral                   35,8 [+ or -] 3,6
General mean

Medias seguidas de letras diferentes na mesma coluna para OP diferem
entre si pelo teste de Tukey (p < 0,05). Medias seguidas de letras
diferentes na mesma coluna para os demais fatores estudados diferem
entre si pelo teste F (p < 0,05).

Means followed by different letters in the same column for PS are
different by Tukey test (p < 0.05). Means followed with different
letters in the same column for others studied factors are different
by F test (p < 0.05).

Tabela 4. Medias de consumo de racao diario por laparo, conversao
alimentar e custo de racao [kg.sup.-1] de ganho de peso vivo da desmama
aos 50 (D-50) e dos 50 aos 70 dias de idade de acordo com os niveis
de energia digestivel (ED) ate a desmama e amido nas dietas da
desmama ao abate, idade a desmama (ID) e ordem de parto (OP).

Table 4. Means of daily feed intake, feed:gain ratio and food cost
[kg.sup.-1] live gain weight from weaning to 50 days old (W-50 d) and
50 to 70 days old (50-70 d), according to the digestible energy levels
in the diets until weaning (DE) and starch levels of diets from
weaning to slaughter (Starch), weaning age (WA), parturition sequence
(PO).

                                  Consumo de racao (g)
                                    Feed intake (g)

Fatores              Niveis       D-50 d            50-70 d
Factors              Levels       W-50 d            50-10 d

ED                    2600    92 [+ or -] 12a   132 [+ or -] 14a
(kcal [kg.sup.-1])
DE                    2800    91 [+ or -] 13a   129 [+ or -] 15a
(kcal [kg.sup.-1])
Media                         92 [+ or -] 13    130 [+ or -] 15
Mean
ID (dias)              28     88 [+ or -] 13b   131 [+ or -] 16a
WA (days)              35     96 [+ or -] 10a   130 [+ or -] 13a
Media                         92 [+ or -] 12    130 [+ or -] 14
Mean
Amido (%)              16     96 [+ or -] 11a   130 [+ or -] 13a
Starch (%)             21     87 [+ or -] 13b   131 [+ or -] 17a
Media                         91 [+ or -] 12    130 [+ or -] 15
Mean
OP                     1      86 [+ or -] 12c   125 [+ or -] 17c
PS                     2      90 [+ or -] 10b   128 [+ or -] 13b
                       3      98 [+ or -] 13a   139 [+ or -] 14a
Media                         92 [+ or -] 12    130 [+ or -] 14
Mean
Media geral                   92 [+ or -] 13    130 [+ or -] 15

                                      Conversao alimentar
                                        Feed:gain ratio

Fatores              Niveis         D-50 d              50-70 d
Factors              Levels         W-50 d              50-10 d

ED                    2600    2,37 [+ or -] 0,2a   3,65 [+ or -] 0,2a
(kcal [kg.sup.-1])
DE                    2800    2,55 [+ or -] 0,2b   3,72 [+ or -] 0,3a
(kcal [kg.sup.-1])
Media                         2,46 [+ or -] 0,2    3,68 [+ or -] 0,2
Mean
ID (dias)              28     2,40 [+ or -] 0,2a   3,62 [+ or -] 0,3a
WA (days)              35     2,52 [+ or -] 0,1a   3,76 [+ or -] 0,2a
Media                         2,46 [+ or -] 0,2    3,69 [+ or -] 0,2
Mean
Amido (%)              16     2,42 [+ or -] 0,1a   3,67 [+ or -] 0,2a
Starch (%)             21     2,53 [+ or -] 0,3a   3,60 [+ or -] 0,3a
Media                         2,46 [+ or -] 0,2    3,64 [+ or -] 0,3
Mean
OP                     1      2,43 [+ or -] 0,3a   3,67 [+ or -] 0,3a
PS                     2      2,44 [+ or -] 0,1a   3,67 [+ or -] 0,2a
                       3      2,52 [+ or -] 0,2a   3,73 [+ or -] 0,3a
Media                         2,46 [+ or -] 0,2    3,69 [+ or -] 0,3
Mean
Media geral                   2,46 [+ or -] 0,2    3,69 [+ or -] 0,3

                                   Custo [kg.sup.-1] PV (R$)
                                    Cost [kg.sup.-1] LW (R$)

Fatores              Niveis         D-50 d                50-70 d
Factors              Levels         W-50 d                50-10 d

ED                    2600    1,42 [+ or -] 0,12a   2,19 [+ or -] 0,12a
(kcal [kg.sup.-1])
DE                    2800    1,53 [+ or -] 0,12b   2,23 [+ or -] 0,18a
(kcal [kg.sup.-1])
Media                         1,48 [+ or -] 0,12    2,20 [+ or -] 0,15
Mean
ID (dias)              28     1,44 [+ or -] 0,12a   2,17 [+ or -] 0,18a
WA (days)              35     1,51 [+ or -] 0,06a   2,25 [+ or -] 0,12a
Media                         1,47 [+ or -] 0,07    1,72 [+ or -] 0,15
Mean
Amido (%)              16     1,57 [+ or -] 0,05b   2,38 [+ or -] 0,13b
Starch (%)             21     1,39 [+ or -] 0,16a   1,98 [+ or -] 0,16a
Media                         1,47 [+ or -] 0,10    2,15 [+ or -] 0,15
Mean
OP                     1      1,46 [+ or -] 0,17a   2,20 [+ or -] 0,16a
PS                     2      1,46 [+ or -] 0,06a   2,20 [+ or -] 0,12a
                       3      1,51 [+ or -] 0,13a   2,24 [+ or -] 0,18a
Media                         1,47 [+ or -] 0,11    2,21 [+ or -] 0,16
Mean
Media geral                   1,47 [+ or -] 0,11    2,21 [+ or -] 0,16

Medias seguidas de letras diferentes na mesma coluna para Ordem de
Parto diferem entre si pelo teste de Tukey (p < 0,05). Medias seguidas
de letras diferentes na mesma coluna para os demais fatores estudados
diferem entre si pelo teste F (p < 0,05).

Means followed by different letters in the same column for PS are
different by Tukey test (p < 0.05). Means followed by different
letters in the same column for other studied factors are different
by F test (p < 0.05).

Tabela 5. Medias dos pesos (PCAR) e rendimentos de carcaca (RCAR) e
peso de figado, rins e coracao (PVC) de coelhos abatidos aos 70 dias
de idade de acordo com os niveis de energia digestivel (ED) nas
dietas das matrizes e niveis de amido nas dietas pos-desmama
(Amido), idade a desmama (ID) e ordem de parto (OP).

Table 5. Means of carcass weight (CW) and carcass yield (CY) and
liver, kidney and heart weight (WV), according to the digestible
energy levels in the diets until weaning (DE) and starch levels of
diets from weaning to slaughter (Starch), weaning age (WA) and
parturition sequence (PS).

Fatores              Niveis           PCAR
Factors              Levels          WC (g)

ED                    2600     1096,3 [+ or -] 98a
(kcal [kg.sup.-1])
DE                    2800     1054,8 [+ or -] 92a
(kcal [kg.sup.-1])
Media                          1075,6 [+ or -] 95
Mean
ID (dias)              28      1059,6 [+ or -] 93a
WW (days)              35      1091,5 [+ or -] 97a
Media                          1075,6 [+ or -] 95
Mean
Amido (%)              16      1092,1 [+ or -] 87a
Starch (%)             21      1059,0 [+ or -] 97a
Media                          1075,6 [+ or -] 92
Mean
OP                     1      1063,6 [+ or -] 100a
PS                     2       1073,5 [+ or -] 91a
                       3       1089,6 [+ or -] 87a
Media                          1075,6 [+ or -] 92
Mean
Media geral                    1075,6 [+ or -] 92
General mean

Fatores              Niveis           RCAR
Factors              Levels            YC

ED                    2600     53,60 [+ or -] 2,0a
(kcal [kg.sup.-1])
DE                    2800     53,25 [+ or -] 2,3a
(kcal [kg.sup.-1])
Media                          53,42 [+ or -] 2,1
Mean
ID (dias)              28      52,50 [+ or -] 2,4a
WW (days)              35      54,36 [+ or -] 2,0a
Media                          53,40 [+ or -] 2,2
Mean
Amido (%)              16      53,60 [+ or -] 1,9a
Starch (%)             21      53,20 [+ or -] 2,4a
Media                          53,40 [+ or -] 2,2
Mean
OP                     1       54,74 [+ or -] 2,5a
PS                     2       53,60 [+ or -] 1,8a
                       3       52,00 [+ or -] 2,3a
Media                          53,40 [+ or -] 2,2
Mean
Media geral                    53,40 [+ or -] 2,2
General mean

Fatores              Niveis            PVC
Factors              Levels            WV

ED                    2600    115,7 [+ or -] 16,0a
(kcal [kg.sup.-1])
DE                    2800    112,2 [+ or -] 14,0a
(kcal [kg.sup.-1])
Media                          114,0 [+ or -] 14,8
Mean
ID (dias)              28     114,7 [+ or -] 15,0a
WW (days)              35     113,3 [+ or -] 15,0a
Media                         114,0 [+ or -] 15,0a
Mean
Amido (%)              16     115,0 [+ or -] 14,0a
Starch (%)             21     113,0 [+ or -] 16,5a
Media                         114,0 [+ or -] 15,0a
Mean
OP                     1      108,0 [+ or -] 17,0b
PS                     2      111,7 [+ or -] 13,5ab
                       3      122,2 [+ or -] 14,5a
Media                          114,3 [+ or -] 14,9
Mean
Media geral                    114,0 [+ or -] 14,9
General mean

Medias seguidas de letras diferentes na mesma coluna para Ordem de
Parto diferem entre si pelo teste de Tukey (p < 0,05). Medias seguidas
de letras diferentes na mesma coluna para os demais fatores estudados
diferem entre si pelo teste F (p < 0,05).

Means followed by different letters in the same column for PS are
different by Tukey test (p < 0.05). Means followed with different
letters in the same column for other studied factors are different
by F test (p < 0.05).
COPYRIGHT 2009 Universidade Estadual de Maringa
No portion of this article can be reproduced without the express written permission from the copyright holder.
Copyright 2009 Gale, Cengage Learning. All rights reserved.

Article Details
Printer friendly Cite/link Email Feedback
Author:da Silva, Waldirene Rossi; Scapinello, Claudio; Furlan, Antonio Claudio; Moreira, Ivan; Murakami, Al
Publication:Acta Scientiarum Animal Sciences (UEM)
Article Type:Report
Date:Oct 1, 2009
Words:6262
Previous Article:Performance and histochemical characteristics of the skeletal muscle tissue of lambs finished under different systems/Desempenho e caracteristicas...
Next Article:Dietary [alpha]-tocopheryl acetate on fillet quality of tilapia/Suplementacao dietetica de acetato de [alpha]-tocoferil na qualidade dos files de...
Topics:

Terms of use | Copyright © 2018 Farlex, Inc. | Feedback | For webmasters