Printer Friendly

O Uso Criativo dos Mecanismos de Busca da Web 2.0 para Pesquisar Invencoes e Criar Inovacoes Frugais.

1 INTRODUCAO

A competitividade crescente tem levado as empresas a buscar inovacoes nos seus modelos de negocios e a tendencia atual e atingir os mercados emergentes, pouco explorados, mas com enorme potencial de consumo. Atender as demandas dos consumidores com recursos limitados, leva a criacao de inovacoes frugais--produtos suficientemente bons com precos acessiveis (Zeschky, Winterhalter & Gassman, 2014), especialmente desenvolvidos para alcancar um mercado potencial de quatro bilhoes de pobres aspirantes (base da piramide), considerado um mercado de consumo gigantesco onde a escala e tudo (Prahalad & Hart, 2002).

Criar inovacao frugal significa voltar ao basico, desenvolver produtos baseados em arquiteturas disruptivas para atingir um grupo de clientes totalmente novo utilizando materiais e tecnologias ja existentes (Zeschky et al., 2014, p. 21). e contribuindo para a sustentabilidade do planeta, com base em tres premissas: economicamente sustentada no tempo, socialmente inclusiva e ambientalmente sustentavel (Sachs, 2004), gerando eficiencia economica, equidade social e prudencia ecologica (Strong, 1993).

A explosao informacional, significando o crescimento exponencial da informacao e de seus registros, torna cada vez mais complexo o acesso ao acervo do conhecimento, especialmente na area da ciencia e da tecnologia. E nesse cenario que surge o conceito de ciencia da informacao (CI)--um campo do conhecimento que envolve tanto a pesquisa cientifica quanto a pratica profissional para a proposicao de problemas e escolha de metodos para a sua solucao (Bush, 1945). Ele compreende a efetiva comunicacao da informacao e objetos de informacao, particularmente o registro do conhecimento para atender a dois mundos que interagem: o da tecnologia e o da humanidade (Saracevic, 1996).

A base da relacao entre a CI e a ciencia da computacao (CC) e constatada pela aplicacao de computadores e da computacao na recuperacao das informacoes dos produtos e servicos atraves de redes associadas. A CC trata de algoritmos que transformam informacoes, enquanto a CI trata da natureza da mesma informacao e sua comunicacao para ser utilizada pelos humanos. Ambas estao inter-relacionadas evoluindo para niveis diferentes de cooperacao intelectual. Configuram, portanto, agendas basicas e aplicadas diferentes nao exclusivas, mas complementares (Saracevic, 1996).

Nesse contexto, a Web 2.0 representa uma nova geracao de servicos on line. O elevado numero de dados e sua abrangencia nas diversas areas do conhecimento exigem a aplicacao de mecanismos adequados para suportar os processos complexos de gestao da informacao e do conhecimento. Utilizada como uma plataforma, disponibiliza novas estrategias mercadologicas e processos de comunicacao, potencializando as possibilidades de trabalho coletivo e participativo, com a construcao, disseminacao e compartilhamento de informacoes apoiadas e intermediadas pelo computador (O'Reilly, 2005).

Esse cenario levou ao interesse de prospectar os instrumentos disponiveis na Web 2.0 para a recuperacao de informacoes existentes na Internet que possam contribuir para a pesquisa de invencoes e criacao de inovacoes. A questao de pesquisa que se coloca para este estudo e: como usar de forma criativa os mecanismos de busca da Web 2.0 para pesquisar invencoes e criar inovacoes frugais?

O objetivo e identificar as caracteristicas dos mecanismos de busca, de uso livre e gratuito da Web 2.0 que permitem apropriar dados cientificos e tecnologicos a serem utilizados para pesquisa de invencoes e criacao de inovacoes frugais. Os dados cientificos estao relacionados com pesquisa e desenvolvimento e os dados tecnologicos com a sua aplicacao para criacao de invencoes e inovacoes.

Neste estudo, sera utilizado como referencia o fenomeno gerador de invencao e de inovacao baseado no efeito termoeletrico conhecido como efeito Peltier, que gera energia eletrica a partir da diferenca de temperatura. Inovacoes baseadas nesse efeito devem tornar-se uma das alternativas mais promissoras para a geracao de energia eletrica de baixo custo, em especial nas economias emergentes, que apresentam dificuldades para desenvolver infraestrutura basica para poder lutar contra a pobreza e promover o desenvolvimento inclusivo.

Foi adotada a abordagem qualitativa com enfoque descritivo e exploratorio, relacionada com o vasto campo interdisplinar da CI, em especial com a aplicacao dos recursos informacionais e cooperativos da Web 2.0.

A estrutura deste estudo e composta da revisao bibliografica dos conceitos teoricos que dao consistencia aos temas abordados; dos metodos e tecnicas de pesquisa empregados no delineamento desta pesquisa a fim de atingir o objetivo proposto; da apresentacao e analise dos dados com as caracteristicas de alguns mecanismos de busca e dos resultados praticos da sua aplicacao para facilitar a pesquisa de invencoes e criacao de inovacoes; e finalmente, das consideracoes finais com as inferencias em relacao ao tema.

2 REVISAO BIBLIOGRAFICA

O estudo sobre o uso criativo dos mecanismos de busca da Web 2.0 para pesquisar invencoes e criar inovacoes frugais levou a discusao de topicos relacionados com CI, Web 2.0, invencao e inovacao, inovacao frugal e sustentabilidade, e competencia e criatividade como suporte a analise das fontes de inovacao.

2.1 CIENCIA DA INFORMACAO

A explosao informacional, significando o crescimento exponencial da informacao e de seus registros, torna cada vez mais complexo o acesso ao acervo do conhecimento, especialmente nas areas da ciencia e da tecnologia, considerado por Bush (1945, p. 10) como um dos mais importante insumos para atingir e sustentar o seu desenvolvimento. A importancia estrategica da informacao e do conheimento tem sido estendida a todos os campos, a todas as tarefas humanas e a todos os tipos de empreendimentos e alinhada, de forma mais consistente, nos conceitos de inteligencia estrategica ou competitiva.

Esse e o campo de atuacao da CI, definido como o estudo da forma como as pessoas criam, usam e comunicam informacoes (Becker, 1976, citado por Saracevic, 1996, p. 47) e que se interessa por situacoes de explosao da informacao e por aplicacoes tecnologicas para a proposicao de problemas e escolha de metodos para a sua solucao. Abrange a efetiva comunicacao da informacao e de objetos de informacao, particularmente o registro de conhecimento para atender a dois mundos que interagem: o da necessidade humana e social de uso da informacao e o dos sistemas e tecnologias para atender aquela necessidade e para prover a efetiva organizacao e recuperacao da informacao (Saracevic, 1996, p. 47). O termo "recuperacao de informacao" engloba os aspectos intelectuais da descricao de informacoes e suas especificidades para a busca independente de sistemas, tecnicas ou maquinas empregados para a operacao (Mooers, 1951, p. 25).

A expansao da ciencia e da tecnologia pode ser medida por meio do uso de diversas formas no campo da CI: qualitativas ou quantitativas ou uma combinacao entre ambas (Vanti, 2002, p. 153). As tecnicas quantitativas podem ser subdivididas nas seguintes disciplinas: 1) bibliometria, que estuda os aspectos quantitativos da producao, disseminacao e uso da informacao registrada; 2) cienciometria, que estuda os aspectos quantitativos da ciencia como disciplina ou atividade economica, aplicada no desenvolvimento de politicas cientificas; 3) informetria, um subcampo emergente da CI (Wormell, 1998, p. 2) que estuda os aspectos quantitativos da informacao em qualquer formato, fora dos limites tanto da bibliometria quanto da cienciometria (Macia-Chapula, 1998, p. 134), com a compreensao de que a informetria compreende um campo mais amplo do que a cienciometria e a bibliometria (McGrath, 1989, citado por Macia-Chapula, 1998, p. 135).

Uma nova aplicacao, tambem compreendida pela informetria, seria a webometria, que corresponde a aplicacao de metodos informetricos desenvolvidos sobre o conteudo e estruturas da Word Wide Web (Almind & Ingwersen, 1997), com sobreposicao, em alguns momentos, com a bibliometria e a cienciometria. Esta e uma area de estudos da cybermetrics, proposta por Almind e Ingwersen, e da internetometrics, proposta por Quoniam e Roustaing, que compreende: home pages pessoais, institucionais ou ad hoc; paginas que disponibilizam links, hyperlinks ou weblinks; e paginas que disponibilizam dados em forma de texto, som ou imagem (Vanti, 2002, p. 156-157).

Dessa forma, a informacao passou a ter relevancia para a sociedade, contribuindo para o surgimento e crescimento da CI, por meio de estudos teoricos e experimentais sobre a natureza da informacao: a estrutura do conhecimento e seus registros; seu uso e os usuarios; a interacao homem-computador; os atributos da informacao (relevancia, utilidade, obsolescencia, etc); a economia, o impacto e o valor da informacao; dentre outros.

A base da relacao entre a CI e a CC e constatada pela aplicacao de computadores e da computacao na criacao dos bancos de dados; na recuperacao das informacoes; e nos produtos, servicos e redes associadas. A CC trata de algoritmos que transformam informacoes, enquanto a CI trata da natureza da mesma informacao e da sua comunicacao para ser utilizada pelos humanos, ambas inter-relacionadas e evoluindo em direcao a um nivel diferente de cooperacao intelectual. Nao sao, portanto, competitivas, mas complementares e conduzem para diferentes agendas basicas e aplicacoes (Saracevic, 1996, p. 50). Essa relacao torna-se mais relevante quando se insere a Web no contexto do desenvolvimento das tecnologias da informacao e comunicacao e na busca da compreensao de como funcionam os mecanismos de divulgacao e acesso as informacoes para fins academicos. Dessa forma, o dominio de novas tecnologias e condicao essencial para o progresso da pesquisa cientifica em CI.

2.2 WEB 2.0

No mundo atual, globalizado e totalmente conectado, a informacao e o conhecimento estao dispersos por diversas areas de estudo e a sua recuperacao exige uma mudanca de paradigma na visao dos processos relacionados com a ciencia e tecnologia, pois envolve arcaboucos teoricometodologicos complexos para a organizacao da informacao, alem da necessidade de instrumentos inovadores para processamento, armazenagem e recuperacao da informacao que possa permitir a sua posterior aplicacao as necessidades das organizacoes.

Web 2.0 e o termo popular usado para identificar as tecnologias e aplicacoes avancadas da Internet incluindo blogs (que permitem expressar opinioes e comentarios e manter conversacoes em nichos especificos), wikis (que permitem criacao e a edicao de paginas Web usando um browser Web), RSS--Really Simple Syndication (que permite divulgar conteudo novo de forma rapida e precisa nos sites preferidos do usuario e disseminados via tecnologia denominada podcasting), mashups (que permitem consolidacao de dados de duas ou mais fontes locais de Web para criar novas aplicacoes e redes sociais) (Lai & Turban, 2008, p. 388).

As redes sociais sao entendidas como uma estrutura na qual pessoas ou organizacoes interagem, colaboram e criam o proprio espaco (home pages), conectadas por um ou varios tipos de relacoes, compartilhando valores e objetivos comuns como fotos, blogs, ideias e links com outros locais da Web (Wikipedia, n.d.) como grupos de trabalho, negocios financeiros, amizade, parentesco, relacoes comerciais e associacoes profissionais, entre outros (Lai & Turban, 2008, p. 390).

Assim, os usuarios advindos dos mais diversos segmentos da sociedade deixam de ser predominantemente consumidores de informacoes para serem produtores de informacao atraves de praticas colaborativas ou "arquitetura de participacao" on line utilizando a Web 2.0 como uma plataforma (O'Reilly, 2005, p. 25).

A Web 2.0 representa uma nova geracao de servicos on line pois potencializa as formas de publicacao, organiza e compartilha informacoes; alem de ampliar a interacao entre os usuarios. Utilizada como uma plataforma, disponibiliza novas estrategias mercadologicas e processos de comunicacao, potencializando as possibilidades de trabalho coletivo e participativo, com a construcao, disseminacao e compartilhamento de informacoes apoiadas e intermediadas pelo computador.

No campo da CI, a Web 2.0 e uma fonte inesgotavel de recursos para pesquisadores que buscam informacoes. Mas sua natureza dinamica--seu acesso em tempo real, sua enorme massa de dados nao padronizada, seu carater mutante quanto ao conteudo com a inclusao continua de novas paginas e o desaparecimento de outras, e suas inconsistencias nos servicos e mecanismos de busca--pode comprometer a busca e a recuperacao de informacao nessa grande base de dados (Vanti, 2002, p. 158). Dessa forma, tecnologias construidas no contexto da Web 2.0, como o Wikipedia, apresentam a oportunidade de compartilhar a informacao e ampliar o processo interativo entre usuarios e informacoes (Moura, 2009).

Com o advento da Web, comecaram a surgir mecanismos especificos para pesquisa de suas paginas, que fornecem meios para localizar o que se busca entre as mais de um milhao de paginas HTML. Esses meios envolvem dois tipos basicos de mecanismos: 1) diretorios: sao ferramentas genericas ou tematicas que organizam os sites que compoem sua base de dados de forma hierarquica (categorias e subcategorias); 2) motores de busca: utilizam softwares que trabalham em paralelo para construir sua base de dados e permitir seu acesso pelos usuarios. Seus resultados mostram uma lista de descricoes de sites e links.

Existem diferencas essenciais entre os dois tipos basicos mencionados. Os diretorios tem bases de dados menores, mas contem informacoes mais relevantes do que os motores de busca e sao mais apropriados para busca por topicos de interesse de grande numero de pessoas. Ja os motores de busca permitem a localizacao de qualquer tipo de informacao, desde que exista na Internet, ordenando os itens recuperados pelo criterio de relevancia, cabendo ao usuario decidir quais sao os de maior interesse. Os motores de busca procuram parcerias com diretorios, incluindo links com o objetivo de oferecer opcoes de maior seletividade de recursos (Cendon, 2001, p. 39).

2.3 INVENCAO E INOVACAO. INOVACAO FRUGAL E SUSTENTABILIDADE

A origem de novos produtos sao as descobertas e as invencoes resultantes de um processo de geracao do conhecimento, economicamente irrelevante ate ser convertida em inovacao tecnologica, seja na forma de um novo produto, de uma nova tecnica ou de um novo processo produtivo ou servicos.

A inovacao e entendida como sinonimo para a producao, assimilacao e exploracao exitosa de uma novidade no contexto economico e social, oferecendo solucoes novas para problemas, possibilitando, dessa forma, encontrar necessidades tanto para o individuo como para a sociedade (European Commission, 1995, p. 1). E o processo de transformar oportunidades em novas ideias e coloca-las em praticas de uso extensivo (Freeman, 1982, citado por Plonski, 2005, p. 27).

Um requisito basico para um processo exitoso de inovacao e criar uma inteligencia virtual resultante de uma rede por onde fluem as informacoes e o conhecimento. Uma inovacao, mais do que qualquer outra atividade economica, depende do conhecimento. Isso significa que o conhecimento e, por extensao, a informacao, passa a ter uma enorme implicacao para a CI, assumindo papel central na ordem social e economica.

A competitividade crescente tem levado as empresas a buscarem inovacoes nos modelos de negocios e a tendencia tem sido atingir os mercados emergentes--ainda pouco explorados, mas com enorme potencial de consumo.

Nesse cenario, a inovacao frugal configura o resultado de um processo que visa atender, em especial, as necessidades de mercados emergentes, fornecendo solucoes funcionais com custo reduzido de producao, redesenhando produtos, reconfigurando as cadeias de valor e criando novos modelos de negocios (Bhatti, 2012, p. 18). Os empresarios procuram criar mercados mais abrangentes, ao preencher os vazios institucionais, equacionar as limitacoes de recursos, minimizar os investimentos em P&D e favorecer a rentabilidade de consumidores da base da piramide.

Inovacoes frugais notaveis tem explodido em economias emergentes, produzidas principalmente por pequenas empresas locais dos paises emergentes. As multinacionais tambem comecaram a envolver-se nesse mercado, enfrentando um desafio empresarial, tendo em vista que seus modelos de negocios e estruturas organizacionais sao tradicionalmente concebidos para o desenvolvimento de produtos oferecidos para o topo da piramide economica (Wikipedia, n.d.). Assim, dadas as vastas populacoes com poucos recursos, os empresarios procuram ao maximo satisfazer as necessidades locais de forma pratica e sustentavel, historicamente negligenciadas pelas empresas tradicionais (Bhatti, 2012, p. 18), almejando colocar, de forma apropriada, adaptavel, disponivel e acessivel, produtos e servicos que contribuem para a sustentabilidade do planeta, com base em tres premissas: economicamente sustentadas no tempo, socialmente inclusivas e benignas do ponto de vista ambiental (Sachs, 2010, p. 30) e que geram eficiencia economica, equidade social e prudencia ecologica (Strong, 1993, p. 1).

Oferecer solucoes sustentaveis significa vencer os desafios que envolvem a fome no mundo, a pobreza, a injustica social e a falta de recursos que afetam bilhoes de pessoas (Basu, Banerjee & Sweeny, 2013, p. 64). Em contraste com o custo de inovacoes adequadas, as inovacoes frugais constituem novidades tanto na perspectiva tecnologica quanto de mercado. Embora tecnologias existentes sejam empregadas na maioria dos casos, as inovacoes frugais sao tipicamente construidas sobre novas arquiteturas de produtos que permitem novas aplicacoes a precos muito mais baixos que as solucoes existentes (Zeschky et al., 2014, p. 23).

As inovacoes frugais tem surgido na area de veiculos, celulares e eletrodomesticos e sao caracterizadas pela supressao de funcoes nao essenciais, reducao do consumo de recursos nao renovaveis, consumo reduzido de energia eletrica, entre outras, buscando alinhar seus custos e necessidades com as carencias existentes na base da piramide (Wikipedia, n.d.).

2.4 COMPETENCIA E CRIATIVIDADE COMO SUPORTE A ANALISE DAS FONTES DE INOVACAO

As empresas devem ser vistas nao apenas como um portfolio de produtos ou servicos, mas tambem como um portfolio de competencias, entendidas como a capacidade de combinar, misturar e integrar recursos organizacionais que favorecam o desenvolvimento de produtos e servicos, garantindo dessa forma a competitividade da empresa. Essa situacao associa a nocao de competencia a verbos como "integrar saberes multiplos e complexos, saber aprender, saber engajar-se, assumir responsabilidades, ter visao estrategica" (Fleury & Fleury, 2001, p. 187).

O termo "competencia" no ambito da tomada de decisao e gestao de recursos tem sido tratado exaustivamente por pesquisadores da area de estrategia, inteligencia competitiva e de inovacao. Mas existem outros atributos relevantes que Ruas (2005, p. 2) denomina "competencias volateis", caracterizadas por sua intangibilidade. Sao competencias pouco exploradas no mundo dos negocios, como abstracao, percepcao, improvisacao, negociacao e criatividade, embora muito utilizadas no cotidiano dos mais diversos campos profissionais. Dentre essas, a de maior relevancia e sem duvida nenhuma a criatividade, que esta associada com ideia criativa, invencao ou descoberta e pode transformar-se em inovacao.

Criatividade e pensar em algo original enquanto inventar e implantar uma ideia criativa, sendo a inovacao sua execucao (Valentim, 2008, p. 4). Os termos estao intrinsecamente ligados, um pela geracao de ideia, outro por sua aplicacao pratica. No sentido inverso, a inovacao torna-se, tambem, um processo essencial para promocao da criatividade atraves da qual a contribuicao criativa e refinada e divulgada para o mundo externo, trazendo uma nova solucao para uma ideia ainda em uso. Amabile, Conti, Coon, Lazenby e Herron (1996, p. 1155) associam a criatividade a producao de ideias novas e uteis em qualquer dominio e a inovacao a uma bem-sucedida implementacao de ideias criativas dentro de uma organizacao. Assim, nenhuma inovacao e possivel sem os processos criativos para identificar problemas e oportunidades, reunir informacao, gerar novas ideias e exploralas.

A criatividade e a inovacao constituem elementos-chave para o aprimoramento organizacional (Feldman, Ruthes & Cunha, 2008, p. 239). Essa combinacao tem despertado crescente interesse das organizacoes devido a necessidade de rapida adaptacao as mudancas, impulsionadas por meio de praticas inovadoras de negocios, processos, produtos e servicos. Evidencias empiricas de que a criatividade esta ligada a inovacao podem ser encontradas nos estudos de Blau e McKinley (1979) no desenvolvimento de projeto em uma empresa de arquitetura, de Bharadwaj e Menon (2000), que identificaram contribuicoes da criatividade nas atividades individuais e organizacionais para o desempenho da inovacao, e de Soo, DeVinney, Midgley e Deering (2002), que identificaram a criatividade como o principal fator para criacao de novos conhecimentos e inovacoes para solucao de problemas (Puccio & Cabra, 2010, p. 147). Alguns portais da Web 2.0 acessados neste estudo discutem a relacao da criatividade com a inovacao.

Nessa relacao da competencia, criatividade e inovacao, fica a questao de como e onde buscar as fontes de informacoes e de conhecimento que possam contribuir para os processos de inovacao. Atualmente, a maior fonte de informacoes e encontrada na Web, uma plataforma que favorece a colaboracao e o compartilhamento de conteudo, envolvendo qualquer tipo de usuario (pessoa ou empresa) e permitindo gerar maior valor para a criacao de novos produtos e servicos. Grandes grupos ou redes de pessoas sao muitas vezes mais inteligentes do que uma pequena elite. E podem ser mais efetivos para a solucao de problemas, promocao da inovacao, tomada de decisoes mais sabias e ate para previsao do futuro. O principio subjacente por tras do sucesso da Web 2.0 e o uso inteligente da inteligencia coletiva dos membros de determinado grupo e a transformacao da Web em um cerebro global (Lai & Turban, 2008, p. 394).

Pelo fato de os mecanismos de busca da Web usarem estrutura de links, os blogs--que sao os mais produtivos e atualizados usuarios de links--exercem papel relevante nos resultados dos mecanismos de busca e seu poder passa a ser relevante no processo da blogosfera, entendido com um novo meio de comunicacao entre usuarios, nao apenas para obter facil acesso aos comentarios individuais de uma pagina, mas tambem por aceitar criacao ou inclusao de links e comentarios na propria pagina (O'Reilly, 2005, p. 7).

3 METODOS E TECNICAS DE PESQUISA

3.1 DESENHO DE PESQUISA

No cenario que envolve este estudo, o que se pretende e conhecer, explicitar e explorar os mecanismos de busca da Web 2.0 que permitam acesso a base de dados com a finalidade de buscar informacoes sobre o efeito termoeletrico que possam contribuir para a pesquisa de invencoes, criacao de inovacoes e campo da CI.

A questao de pesquisa neste trabalho propoe a exploracao de informacoes dispersas em diversas plataformas de informacoes, principalmente no Google Scholar, no Wikipedia e nos diversos sites e blogs da Web 2.0.

O desenho metodologico da presente pesquisa empirica e de natureza qualitativa buscando obter dados mediante contato direto e interativo de seus autores com a situacao objeto de estudo (mecanismos de busca da Web 2.0), a fim de procurar entender os fenomenos e avaliar sua contribuicao para o objetivo do estudo (pesquisa de invencoes e criacao de inovacoes), sem aplicacao de instrumental estatistico para analise dos dados. Sera conduzido em nivel descritivo quanto aos fenomenos pesquisados, apenas mostrando a realidade como ela e, embora, posteriormente, os resultados possam ser usados para testar e formular teorias (Eisenhardt, 1989).

Este estudo sera tratado por meio de estudo de caso, apropriado nas situacoes em que a questao de pesquisa e uma interrogacao do tipo "como" ou "por que", preferido nas propostas de investigacao em profundidade de um fenomeno atual inserido no contexto da vida real (Yin, 2010).

O atendimento aos objetivos desejados para este estudo--identificar as caracteristicas dos mecanismos de busca da Web 2.0 de uso livre e gratuito e verificar como esses mecanismos podem facilitar a interacao dos dados no campo da CI--levou a decisao de nao se elaborar apenas um inventario dos mecanismos de busca da Web 2.0, mas incluir esse objetivo num cenario mais abrangente, abarcando procedimentos relacionados com a gestao de informacao e do conhecimento e a gestao da inovacao.

Para a aplicacao pratica dos mecanismos de busca, foram adotados como termo de pesquisa "efeito Peltier", pois esse e o fenomeno a partir do qual de pretendeu pesquisar invencoes e avaliar a possibilidade de criar inovacoes. No caso de "inovacao", buscou-se tambem a combinacao com "criatividade", para entender o processo de geracao de ideias, e "inovacao frugal", para verificar o entendimento do tema.

3.2 O EFEITO TERMOELETRICO. EFEITO PELTIER

Devido as inumeras caracteristicas fisicas e funcionais que podem caracterizar uma inovacao frugal, neste estudo, utilizou-se a tecnologia baseada no fenomeno termoeletrico conhecido como efeito Peltier como fator gerador para inovacao de produto.

O efeito termoeletrico e a conversao direta da diferenca de temperatura em tensao eletrica e vice-versa. Um dispositivo termoeletrico cria uma tensao eletrica quando ha uma diferenca de temperatura entre seus extremos (efeito Peltier). Quando acontece o contrario, ou seja, e aplicada uma tensao eletrica, o efeito termoeletrico cria uma diferenca de temperatura (efeito Seeback). Em muitos livros e artigos, o efeito termoeletrico pode ser chamado efeito Peltier-Seebeck. Essa separacao rovem de descober independentes do fisico frances Jean Charles Athanase Peltier e do fisico estonio-alemao Thomas Johann Seebeck (Wikipedia, n.d.).

A aplicacao pratica do efeito Peltier esta na geracao de energia por meio do processo de troca de calor, que pode contribuir para a inclusao de comunidades que nao contam com energia eletrica para atender a suas necessidades cotidianas.

4 APRESENTACAO E ANALISE DOS DADOS

Neste topico sao apresentados os mecanismos de busca, de uso livre e gratuito identificados na Web 2.0, que permitem apropriar dados cientificos e tecnologicos para serem utilizados na pesquisa de invencoes e criacao de inovacoes frugais.

A pesquisa de invencao e criacao de inovacao, esta relacionada com uma efetiva gestao da inovacao, que inclui tanto os procedimentos e as competencias organizacionais como a elaboracao de projetos de inovacoes. Significa uma gestao da inovacao mais sistematica e mais objetiva ao: 1) buscar, avaliar e organizar informacoes que possam constituir um inventario de tecnologias de invencoes e de criacao de inovacoes; 2) escolher a logica de como a inovacao pode criar valor; e 3) oferecer opcoes para criacao de possiveis inovacoes frugais.

Dessa forma, os mecanismos identificados estao distribuidos nos seguintes topicos principais: 1) software Zotero, gerenciador de referencias bibliograficas; 2) Google Academico, para pesquisa de literatura academica; 3) Wikipedia, como thesaurus para inovacao. Links cooperativos; 4) patentes como fonte de inovacoes. Base de patentes. Instrumentos de analise; e 5) Um metodo para a solucao criativa de problemas: matriz TRIZ.

4.1 SOFTWARE ZOTERO, GERENCIADOR DE REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS

A elaboracao da fundamentacao teorica dos temas principais deve incluir a preocupacao com o armazenamento e controle de todos os dados que passam a fazer parte do estudo, tanto os qualitativos quanto os quantitativos. Sendo assim, o software gerenciador de referencias bibliograficas Zotero torna-se relevante nesta etapa do estudo.

O Zotero (ZO) e um software que permite a importacao e o armazenamento das referencias e dos links dos artigos de diversas bases de dados da literatura tecnico-centifica da Web 2.0, para uma base individual criada pelo proprio pesquisador e que pode ser compartilhada com outros usuarios. Grosso modo, substitui o antigo ficheiro de artigos, autores e citacoes usados historicamente em uma pesquisa. Opera com o navegador Mozilla Firefox, software de uso tambem livre e gratuito.

Trata-se de um software para gestao de referencias bibliograficas, constituindo um importante recurso para coletar, organizar, controlar e compartilhar todas as fontes extraidas das bases de dados arquivos PDF, imagens, arquivos de audio e videos, fotos de paginas da Web, entre outros. Esse software tambem automatiza as referencias bibliograficas e permite sua integracao com o processador de texto MS-Word, por meio da opcao "Suplementos". As referencias de citacoes e parafrases das publicacoes sao selecionadas para formar a bibliografia de forma simples e automatica, podendo utilizar os formatos de citacoes e referencias mais comumente adotados como os padroes APA, ABNT, Chicago, entre outros.

Para este estudo, o termos para busca foram "thermoeletric effect", "Peltier effect" e "frugal innovation". Todos os procedimentos de pesquisa foram realizados por meio do ZO, que permitiu maior agilidade e eficiencia nas pesquisas e armazenamento dos artigos. Podem ser citadas as seguintes vantagens e facilidades de uso: 1) pesquisa e visualizacao de documentos com extensoes .html, .pdf, .doc); 2) avaliacao da pertinencia da informacao ao objetivo da pesquisa; 3) organizacao dos documentos pertinentes em pastas especificas; 4) facilidade e rapidez no processo de coleta de informacoes; 5) classificacao e armazenamento dos documentos respeitando suas extensoes; 6) selecao de parte dos textos coletados considerados relevantes para o processo de criacao de inovacoes (notes); 7) compartilhamento dessa base criada com usuarios autorizados para atividades cooperativas, visando consolidar informacoes e conhecimentos.

O ZO facilita o gerenciamento dos documentos, tornando transparente as atividades realizadas pelos coletores e apoiando a sistematizacao das atividades realizadas na fase de coleta e analise nos acessos ao Wikipedia, Google, Google Scholar/Books/Patents, YouTube e revistas.

4.2 O GOOGLE ACADEMICO COMO BASE PARA PESQUISA BIBLIOGRAFICA

A base de dados do Google Academico (GA) inclui a literatura academica constituida de teses, livros, resumos e artigos de editoras academicas, bibliotecas de pre-publicacoes, universidades e demais organizacoes academicas. E de extrema relevancia para o processo de popularizacao e democratizacao da informacao academica disponivel na Web.

O software Harzing's Publish or Perish (PoP) (http://www.harzing.com/pop.htm) permite as buscas na base de dados do GA e calcula alguns indices cientificos de forma muito mais pratica e rapida do que o ISI ou o Scopus, que utilizam base de dados propria, mas menos abrangente do que a do GA.

Resultados da pesquisa realizada com o termo "Peltier Effect" no titulo, no periodo de publicacao de 2005 a 2014. Total de artigos: 100; artigos/autor: 42.23; total de citacoes de todos artigos: 611; citacoes por ano: 61.10; citacoes/autor/ano: 20.69

Como exemplo, no Quadro 1, mostram-se os dados relacionados com os cinco artigos mais citados na base de dados do GA.

Analisando-se os campos "Publicacao" e "Fonte" no Quadro 1, percebe-se que alguns temas estao relacionados com a ciencia e outros com a tecnologia, situacao que pode ser evitada por pesquisa por publicacao a fim de selecionar apenas artigos que interessem a determinada pesquisa. A transferencia dos resultados para uma planilha Excell permite elaborar uma analise bibliometrica.

4.3 A WIKIPEDIA COMO THESAURUS PARA INOVACAO

Um thesaurus caracteriza uma obra de referencia que lista palavras agrupadas de acordo com a semelhanca de significado (contendo sinonimos e antonimos), em contraste com um dicionario, que estabelece definicoes de palavras e geralmente as apresenta em ordem alfabetica. Assim, a Wikipedia ajuda o interessado a encontrar a palavra, ou palavras, atraves da qual uma ideia pode ser mais bem e adequadamente expressa.

A Wikipedia, considerada pelo proprio portal, como a "enciclopedia livre que todos podem editar" (Wikipedia, n.d.), disponibiliza uma serie de paginas e links acessaveis por qualquer usuario para explicar sua filosofia; portais tematicos, portais comunitarios e ferramentas que permitem colocar as paginas em categorias e facilita a navegacao dos usuarios entre as paginas relacionadas com determinado topico. As categorias podem tornar-se subcategorias de outras categorias que estao ligadas atraves de uma estrutura em arvore, auxiliando os leitores a encontrarem artigos sobre determinados temas utilizando a navegacao pelas paginas.

As pesquisas relacionadas com diversos temas e subtemas permitem avaliar o potencial de informacao proporcionado pela Wikipedia. Para este estudo, alguns portais, a seguir mencionados, foram utilizados como fontes de informacao com combinacao de termos ou categorias/subcategorias para a busca relacionada a criatividade, inovacao, inovacao frugal, efeito termoeletrico e efeito Peltier.

Os procedimentos diretamente relacionados com a Wikipedia tratam de mecanismos que acessam ou criam outras bases de dados, por meio de procedimentos que acompanham a filosofia de compartilhamento da informacao, construidas por processos interativos entre usuarios e informacoes. Na relacao com dados da Wikipedia, o pesquisador nao e um agente passivo que coleta as informacoes, mas um agente ativo e participativo que fornece e discute conhecimento, interagindo com grupos existentes ou construindo novos. Dessa forma, cria-se uma efetiva rede de informacao e conhecimento colaborativa. A seguir sao apresentados alguns links cooperativos.

4.3.1 Categorizacao: criatividade, inovacao e termoeletricidade

4.3.1.1 Criatividade (Creativite)

(http://fr.wikipedia.org/w/index.php?title=Cat%C3%A9gorie:Cr%C3%A9ativit%C3%A9&oldid=88447722)

Link cooperativo em lingua francesa, discutindo (Discussion) a criatividade e sua aplicacao em diversas categorias (Categorie) e subcategorias. Contem links para outros diversos assuntos.

Paginas disponiveis encontradas na pesquisa: conception de produit, creative problem solving, innovation, innovation frugale, TRIZ.

Existe link cooperativo analogo em lingua inglesa, discutindo(Talk) a criatividade e sua aplicacao em diversas categorias (Category) e subcategorias.

4.3.1.2 Gestao da criatividade (Management de la creativite)

(http://fr.wikipedia.org/w/index.php?title=Management_de_la_cr%C3%A9ativit%C3%A9&oldid=89093761)

Portal tematico sobre a gestao da criatividade, disponibilizando links para outros temas, trata de assuntos como desafios da gestao de criatividade, inovacao em equipe, como ter personalidade criativa e ferramentas e metodologias de ajuda a criatividade.

4.3.1.3 Inovacao (Innovation)

(http://en.wikipedia.org/wiki/Category:Innovation)

Portal tematico sobre a inovacao, com 16 subcategorias.

Paginas disponiveis encontradas na pesquisa: innnovation, communities of innovation, innovation management, novelty, social innovation, technological innovation system.

4.3.1.4 Termoeletricidade (Thermoeletricity)

(https://en.wikipedia.org/wiki/Category:Thermoelectricity)

Portal com 19 subcategorias

Paginas disponiveis encontradas na pesquisa: Seeback coefficient, thermoelectric effect, thermoelectric generator, thermoelectric materials

4.3.1.5 DBpedia (http://dbpedia.org/About) e DBpedia Spotlight (https://github.com/dbpedia-spotlight/dbpedia-spotlight/wiki

O objetivo do DBpedia (Data Base Wikipedia) e formar uma comunidade para extrair conteudos estruturados (conteudos "processaveis" por maquinas que conseguem extrair informacoes e conhecimentos de maneira rapida e simples) da Wikipedia, disponibilizando-os como um banco de dados para pesquisadores ou empresas. Significa que o DBpedia aproveita a vasta gama de informacoes disponiveis nas mais de 250 linguas da Wikipedia para extrair, converter e criar conjuntos de dados estruturados.

Interfaces e servicos sao disponibilizados para os usuarios interagirem com seus servicos, compartilharem as fontes de informacao da Wikipedia e ampliarem o conhecimento humano sobre determinado tema. Dessa forma, o DBpedia incentiva a comunidade de pesquisadores a constituir grupos de trabalho cooperativos alimentadores de informacoes. Cria-se, entao, uma gigantesca base de dados sobre os mais variados temas e nas mais variadas linguas, que fica disponivel para as empresas.

O DBpedia Spotlight, por sua vez, e uma ferramenta que permite a deteccao e a identificacao dos recursos disponiveis na Wikipedia e DBpedia para determinado texto, estabelecendo o link das palavras que fazem parte da Wikipedia. Exemplo: a inclusao do "abstract" deste estudo no Dbpedia Spotlight mostra os links associados a algumas palavras do texto:

"The exponential growth of information becomes more complex their access to knowledge assets, requiring innovative tools for processing, storage and retrieval of information to attend the needs of organizations. Web 2.0 offers new marketing strategies and new communication processes to enhance the possibilities for collective and participatory work with the construction, dissemination and information sharing supported and mediated by the computer. Results showed that the informational and cooperative resources analyzed allow potentially assist in building the frugal innovations on thermoelectric based effect (Peltier effect). Innovations based on this phenomenon will become one of the most promising alternatives for promoting inclusive development of emerging economies."

Os termos em grifo mostram os links da Web.

4.3.1.7 Carrot2 Clustering Engines

(http://search.carrot2.org/stable/search)
Clustering Engines sao mecanismos utilizados para analisar as pesquisas
na Internet, categoriza os resultados ou trata-os como colecoes de
documentos. A informacao e classificada em clusters e outras
subcategorias para facilitar a analise dos dados para uma pesquisa.


Recomenda-se nao filtrar os resultados de uma busca, porque isso reduz a oportunidade de criar inovacoes. O filtro, quando direcionado pelos "preconceitos" do usuario, condiciona a analise para os itens que o individuo ja conhece, limitando, dessa forma, eventuais possibilidades de analisar outras possiveis inovacoes.

OCarrot2 e uma fonte de resultados de pesquisa por categorias tematicas, podendo agrupar automaticamente pequenas colecoes de documentos como artigos, imagens, videos, fotos, etc.

Como exemplo, a pesquisa por "Peltier Effect", gerou 97 topicos (para um total de 221.000) nas seguintes categorias principais: definition of Peltier Effect, Peltier cooler, Thermoelectric generator, thermoelectric devices, Peltier elements, etc.

4.3.1.8 Clusty (http://clusty.com)

Mecanismo de busca na base de dados do Wikipedia semelhante ao Carrot2, com levantamento das informacoes por clouds. Cada cloud possui subtemas. A opcao All clouds permite ampliar os campos de busca e analises.

Ao pesquisar-se por "Peltier effect", foram mostrados 25 topicos agrupados por thermoelectric (7 topicos), Leonard Peltier (7), Electronic, Controller (4) e Other Topic (7).

4.3.1.9 Cluuz Search (www.cluuz.com/)

Outro mecanismo de busca para mapeamento de pessoas que estudam determinados assuntos.

A pesquisa do tema "Peltier effect" encontrou 10 referencias de um total de 449.000 resultados, apresentados por temas ou entidades/autores mais citados, permitindo, inclusive, a associacao entre esses temas e as entidades, com possibilidades de uma apresentacao grafica das relacoes entre os temas e os autores.

Permite, dessa forma, compartilhamento e colaboracao entre usuarios ligados ao tema.

4.3.1.10 Google trends

(https://www.google.com.br/trends/explore#cmpt=q)

E uma ferramenta que mostra, a partir das pesquisas realizadas no Google, os temas (categorias) mais populares acessados recentemente, utilizando grafico de frequencia em determinado periodo (tempo) e lugar do mundo (paises, regioes, cidades e linguagem).

Por exemplo, um dos temas mais pesquisados em 2014 foi a busca de informacao sobre sustentabilidade e empreendedorismo.

4.4 PATENTES COMO FONTE DE INOVACOES

As patentes apresentam as informacoes mais recentes de um setor tecnologico, tecnologia e produto; direcionam os esforcos de P&D no sentido de apontar novos caminhos, evitando a duplicacao de esforcos; e indicam investimentos no que pode ser efetivamente novo, tendo em vista a disponibilidade de informacoes tecnicas bem antes do que outras fontes (Ferreira, Guimaraes & Contador, 2009). Os dados de patentes nao sao estaticos. Patentes citam outras patentes, e essas ligacoes proporcionam uma visao dinamica dos antecedentes tecnologicos e descendentes de invencoes patenteadas. Ao longo do tempo, acumulam citacoes que permitem aos pesquisadores identificar patentes mais citadas que tiveram impacto sobre as invencoes subsequentes.

O rapido crescimento do numero de registros de patentes tem exigido o desenvolvimento de ferramentas e de processos complexos de analise de patentes, que sao importantes para apontar as tendencias tecnologicas futuras, as estrategias tecnologicas, as preocupacoes com a violacao de patentes e a competencia para avaliar patentes promissoras (Abbas, Zhang & Khan, 2014).

4.4.1 As bases de patentes EPO, WIPO, Google Patents, USPTO

Diversas base de dados de patentes podem ser acessadas na Internet de forma gratuita.

O European Pattent Office (EPO) administra, atraves do Espacenet, as patentes depositadas em cerca de 40 paises-membros da Organizacao da Patente Europeia (EPC). Disponibiliza mais de 90 milhoes de documentos com informacoes de invencoes e de desenvolvimentos tecnicos desde 1978. Permite a busca por titulo, resumo, numero de publicacao, aplicacao, data de publicacao, nome dos inventores e aplicadores e funcionalidades ou aplicabilidade das invencoes.

O World Intellectual Property Organization (WIPO) conta com 146 paises signatarios (ate setembro de 2012). O programa de acesso a sua base de dados de patentes, o PatentScope, permite acesso a patentes, marcas, desenhos industriais, direitos autorais e recursos, programas de atividades, noticias e eventos, alem de links para um total de cerca de 30 milhoes de documentos.

O Google Patents permite a indexacao para patentes e pedidos de patentes da United States Patent and Trademark Office (USPTO), EPO e WIPO. Seus documentos incluem a colecao inteira de patentes concedidas e pedidos de patentes publicados a partir de cada banco de dados (que pertencem ao dominio publico). Os documentos de patentes dos EUA registram dados desde o ano de 1790, algumas destruidas em um incendio em 1836, mas houve melhor gerenciamento com a criacao da USPTO em 1975; a EPO e WIPO, desde 1978.

Como exemplo, na Tabela 1, e possivel avaliar as bases de dados administradas pela Espacenet, WIPO e GooglePatents.

O universo do Google Patents e de cerca de oito milhoes de patentes incluindo pedidos e concessao. Em pesquisa nesse universo, o termo "frugal" em ingles teve o sentido de "moderado", levando a ignorar os dados para uma eventual analise. Em principio, as patentes consideradas interessantes para analise desta pesquisa, foram obtidas por meio do termo "Peltier Effect", embora analises mais refinadas possam eliminar algumas opcoes que nao estao relacionadas com inovacao frugal.

4.4.2 Instrumentos para analise de patentes

4.4.2.1 Intellixir (http://www.intellixir.com/)

E uma principais ferramentas para analisar patentes e literatura cientifica para pesquisa visando a inovacao e inteligencia competitiva, muito versatil e relevante para analise bibliometrica em torno de determinado tema e para visualizacao de redes colaborativas de empresas e pesquisadores. Possibilita ver a evolucao de determinada tecnologia em um dominio particular de conhecimento permitindo descobrir tecnologias emergentes, monitorar o estado-da-arte de uma tecnologia antes do planejamento ou lancamento de um novo produto e expandir a informacao e o conhecimento no campo da CI.

E utilizada por grandes organizacoes publicas e privadas que operam em areas relacionadas com ciencia e tecnologia, quimica, farmaceutica, aeroespaco, eletronica, entre outras. Como exemplo, foi possivel buscar 102 textos sobre "Peltier", 467 sobre "innovation management de projets innovants", 161 em "creativite em eco-innovation", 16 sobre "thermoelectricite thermodynamique et apllications" e 1 sobre "innovation frugale". E uma fonte relevante de dados para criacao de inovacoes.

4.4.2.2 Open patent services (OPS) (http://www.epo.org/searching/free/ops.html)

E um instrumento de consultas automaticas, fornecido pela EPO como um servico de entrega de dados de patentes. Permite aos usuarios registrados o acesso aos dados brutos do EPO atraves de uma interface XML padronizada. Permite extrair dados da EPO, como o estado bibliografico legal, o texto completo, os dados de Registro Europeu e imagens. Outras caracteristicas do OPS: permite o acesso aos dados de patentes mundiais da EPO, enriquece as proprias aplicacoes de software e busca clientes com necessidades especificas, integrando seus dados com aqueles disponibilizados atraves do OPS.

4.4.2.3 Aulive (http://www.aulive.com/)

E considerado um metodo pratico e facil para contribuir para a inovacao de produtos e processos, baseia-se em quatro ferramentas praticas relacionadas com planejamento estrategico, definicao de problemas e geracao de ideias:

1. Patent Inspiration: permite o acesso ao conhecimento por meio do banco de dados global de patentes com enfase na inovacao tecnologica, no mercado, no mapeamento da tecnologia e na forma como os problemas estao sendo solucionados pelas universidades, empresas e centros de pesquisa;

2. More Inspiration: oferece uma colecao de grandes inovacoes, com o banco de dados atualizado diariamente de forma a oferecer sempre novas doses de inspiracao. Procura classificar todo novo produto ou processo da empresa de acordo com as tendencias inovadoras, com as trajetorias tecnologicas e com produtos e processos que desempenham as mesmas funcoes;

3. Production Inspiration: organiza o conhecimento de acordo com sua funcao, de forma a sugerir novas formas de resolver determinado problema, descobrir quais tecnologias estao competindo no momento e encontrar novos mercados para as tecnologias.

4. Test My Creativity: oferece um perfil do nivel de criatividade pessoal em oito areas diferentes por meio de pontuacao posteriormente comparada com a pontuacao media global.

4.5 UM METODO PARA A SOLUCAO CRIATIVA DE PROBLEMAS MATRIZ TRIZ (www.triz40.com)

Uma parcela crescente das empresas vem procurando aumentar a competitividade melhorando nao somente a pratica empresarial, mas tambem a pesquisa na area de desenvolvimento de produtos, tradicionalmente desdobrada na necessidade da reducao do tempo de desenvolvimento do produto, do aumento da qualidade e da reducao do custo dos produtos em funcao de seus ciclos de vida.

Uma abordagem diferenciada para a solucao criativa de problema e proposta pela matriz TRIZ (MT)--sigla russa para Teoria da Solucao Inventiva de Problemas e um de seus metodos nomeado Metodo dos Principios Inventivos (MPI). Desenvolvida por Altshuller (1984), seu objetivo principal e aplicar suas estrategias e ferramentas para a geracao de ideias criativas a fim de melhorar e/ou criar novos produtos e buscar a formulacao e a solucao de problemas por meio de sistemas tecnicos (ST) sob forma de 40 principios inventivos, que se mostraram responsaveis por praticamente 40 mil patentes, que apresentaram solucoes verdadeiramente inovadoras.

No caso deste estudo, encontrar uma aplicacao do efeito Peltier, pesquisar invencoes e desenvolver uma inovacao frugal constitui um processo em que o alinhamento da criatividade com a competencia muito se relaciona com a proposta da TRIZ, com a qual se busca: 1) identificar o nome do ST, ou seja, inovacao frugal (IF); 2) identificar a(s) funcao(oes) da IF a partir do efeito termoeletrico e efeito Peltier; 3) identificar os principais elementos da IF e respectivas funcoes; 4) descrever o funcionamento da IF; 5) definir os recursos necessarios para a funcionalidade da inovacao frugal (componentes, funcoes, indicador Peltier de calor necessario, energia gerada, etc.); e 6) formular o resultado final da IF.

Assim, o metodo de desenvolvimento de IF a partir da proposta da TRIZ e util para resolver os problemas relacionados com a melhoria de produtos e o desenvolvimento de novos. No caso especifico deste estudo relacionado com o efeito termoeletrico para criacao de IF, os PIs devem ser reavaliados e revisados de modo a considerar as informacoes e o conhecimento obtidos pelos diversos mecanismos de busca anteriormente mencionados.

Os mecanismos de busca identificados neste estudo estao agrupados no Quadro 2, em que se apresenta a correlacao das caracteristicas dos mecanismos de busca com os respectivos mecanismos de busca identificados na pesquisa de invencoes e criacao de inovacoes frugais.

5 CONCLUSOES E RECOMENDACOES

A Web 2.0 configura uma fonte inesgotavel de informacoes para o campo da CI com a construcao, disseminacao e compartilhamento de informacoes. Seu advento fez surgir mecanismos que permitem a apropriacao de dados cientificos e tecnologicos. A proposta de metodo para este estudo utilizou como referencia a criacao de inovacoes frugais, adotando como termo de pesquisa o "efeito Peltier". Os mecanismos identificados foram agrupados em cinco grupos e estao alinhados com os fundamentos teoricos relacionados com os objetivos deste estudo.

Resumidamente, o software Zotero pode criar uma base de dados exclusiva para uma pesquisa com links de artigos, imagens, audios, videos e fotos disponibilizados pela Web 2.0. A extensa literatura do Google Academico pode ser acessada por um buscador especifico para a elaboracao de uma pesquisa bibliografica. A Wikipedia e um Thesaurus de natureza colaborativa. E as mais importantes bases de patentes mundiais, fontes relevantes para pesquisa de invencoes e inovacoes podem ser acessadas por sites especificos de forma gratuita. Esses quatro mecanismos de busca permitem a apropriacao de dados cientificos e tecnologicos para utilizacao na pesquisa de invencoes e criacao de inovacoes frugais. Por sua vez, a matriz TRIZ pode contribuir para a melhoria de produtos e desenvolvimento de novos.

O numero de informacoes disponiveis na Web cresce exponencialmente, o que torna mais interessante a utilizacao dos mecanismos de busca, que tambem crescem e se aperfeicoam para atender as novas demandas.

Alguns mecanismos de busca identificados neste estudo estao relacionados com a gestao da informacao e do conhecimento e a gestao da inovacao, que seriam incluidas, obrigatoriamente, em qualquer processo pratico de pesquisa de invencoes e criacao de inovacao. Por isso, e natural o alinhamento dos temas tratados neste estudo, como CI, Web 2.0, inovacao frugal e analise das fontes de inovacao.

A insercao da Web 2.0 reforca a relacao entre a CI e a CC e incentiva a geracao de novos mecanismos de divulgacao e acesso a informacoes, aproveitando o maior beneficio dessa plataforma, que e a possibilidade de acoes cooperativas para ampliar o processo interativo entre usuarios e a base de dados que cresce exponencialmente. Alem disso, a identificacao de alguns mecanismos devera expandir o campo de atuacao da CI e tornar-se fator relevante para a pesquisa de invencoes e criacao de inovacoes.

A transformacao da Web em um cerebro global (Lai & Turban, 2008, p. 394) leva a exigencia de competencia e da criatividade como suporte a analise das fontes de inovacao para favorecer o desenvolvimento de produtos e sericos que garantam a competitividade da empresa.

Outra constatacao pode ser tambem considerada uma recomendacao para proximos estudos: quanto mais a discussao sobre inovacao passa a agregar conceitos intangiveis, mais ela se distancia dos aspectos fisicos ("hardware") e passa a agregar competencias ("software"), invertendo o foco tradicional da gestao de inovacao para a inovacao de gestao, campo especifico das ciencias sociais aplicadas, criando inovacao organizacional em marketing; em empreendedorismo e em outras areas.

Sendo assim, o uso criativo de alguns mecanismos pesquisados, como o TRIZ, pode contribuir para o desenvolvimento de processos administrativos em setores de engenharia, bem como em inovacoes organizacionais.

REFERENCIAS

Abbas, A., Zhang, L., & Khan, S.U. (2014). A literature review on the state-of-the-art in patent analysis. World Patent Information, 37, 3-13.

Almind, T. C., & Ingwersen, P. (1997). Informetric analyses on the world wide web: methodological approaches to "webometrics". Journal of Documentation, 53(4), 404-426.

Altshuller, G. S. (1984). Creativity as an exact science--the theory of the solution of inventive problems. Luxembourg: Gordon & Breach.

Amabile, T. M., Conti, R., Coon, H., Lazenby, J., & Herron, M. (1996). Assessing the work environment for creativity. Academy of Management Journal, 39(5), 1154-1185.

Basu, R. R., Banerjee, P. M., & Sweeny, E. (2013). Frugal innovation core competencies to address global sustainability. Journal of Management for Global Sustainability, 2, 63-82.

Bharadwaj, S., & Menon, A. (2000). Making innovation happen in organizations: Individual mechanisms, organizational creativity mechanisms or both? Journal of Product Innovation Management, 17, 424-434.

Bhatti, Y. (2012). What is frugal, what is innovation? Towards a theory of frugal innovation. Social Science Research Network. Recuperado em 20 de dezembro, 2014 de http://papers.ssrn.com/sol3/papers.cfm?abstract_id =2005910

Blau, J. R, & McKinley, W. (1979). Ideas, complexity, and innovation. Administrative Science Quarterly, 24, 200-219.

Bush, V. (1945). As we may may think. Atlantic Monthly, 176(1), 101-108.

Cendon, B. V. (2001, janeiro/abril). Ferramentas de busca na Web. CI Inf., 30(1), 39-49.

European Commission (1995). Green paper on innovation. Recuperado em 13 de marco, 2011, de http://europa.eu/documents/comm/green_papers/pdf/com95_688_en.pdf

Eisenhardt, K. M. (1989, October). Building theories from case study research. Academy of Management Review, 14(4), 532-550.

Espacenet. European Patent Office. (n.d.). Recuperado em 9/12/2-14 de http://worldwide.espacenet.com.

Feldman, L B., Ruthes, R. M., & Cunha, I.C.K.O. (2008, marco-abril). Criatividade e inovacao: competencias na gestao de enfermagem. Revista Brasileira de Enfermagem, 61(2), 239-242.

Ferreira, A. A., Guimaraes, E. R., & Contador, J. C. (2009). Patente como instrumento competitivo e como fonte de informacao tecnologica. Gest. Prod., 16(2), 209-221.

Fleury, M. T. L., & Fleury, A. (2001). Construindo o conceito de competencia. RAC, Edicao Especial, 183-196.

Google Patents. (n.d.) Recuperado em 9 de dezembro, 2014, de http://www.google.com/?tbm=pts

Lai, L S. L., & Turban, E. (2008). Groups formation and operations in the Web 2.0. Environment and social networks. Group Decis Negot, 17(5), 387-402.

Macia-Chapula, C. A. (1998, maio/agosto). O papel da informetria e da cienciometria e sua perspectiva nacional e internacional. Ciencia da Informacao, 27(2), 134-140.

Mooers, C. N. (1951). Zatocoding applied to mechanical organization of knowledge. American Documentation, 2, 20-32.

Moura, M. A. (2009). Informacao, ferramentas ontologicas e redes sociais ad hoc: a interoperabilidade na construcao de tesauros e ontologias. Informacao & Sociedade. Estudos, 19(1), 59-74.

O'Reilly, T. (2005). What is Web 2.0 design patterns and business models for the next generation of software. Recuperado em 20 de dezembro, 2014, de http://www.oreilly.com/pub/a/web2/archive/what-is-web-20.html.

Patentscope. (n.d.). World Intellectual Property Organization. Recuperado em 9 de setembro, 2014, de http://www.wipo.int/patentscope/search/en/search.jsf.

Plonski, G. A. (2005, janeiro/marco). Bases para um movimento pela inovacao tecnologica no Brasil. Sao Paulo em Perspectiva, 19(1), 25-33.

Prahalad, C. K., & Hart, S. L. (2002, January). The fortune at the bottom of the pyramid. Strategy Business, 26, 54-67.

Puccio, G. J. & Cabra J. F. (2010). Organizational creativity: a systems approach. In J. Kaufmann, & R. J. Sternberg (Eds.), The Cambridge handbook of creativity (pp. 145-173). New York, NY: Cambridge University Press.

Ruas, R. (2005). Literatura, dramatizacao e formacao gerencial: a apropriacao de praticas teatrais ao desenvolvimento de competencias gerenciais. Organizacoes & Sociedade, 12(32), 121-142.

Sachs, I. (2004). Desenvolvimento: includente, sustentavel e sustentado. Rio de Janeiro: Garamond.

Sachs, I. (2010). Barricadas de ontem,campos de futuro. Estudos avancados. 24(68), 25-38.

Saracevic, T. (1996). Ciencia da informacao: origem, evolucao e relacoes. Perspectivas em Ciencia da Informacao, 1(1). Recuperado em 18 de dezembro, 2014, de http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/235

Soo, C., Devinney, T., Midgley, D., & Deering, A. (2002). Knowledge management: Philosophy, processes, and pitfalls. California Management Review, 44, 129-150.

Strong, M. (1993). Prefacio. In I. Sachs, Estrategia de transicao para o seculo XXI. Sao Paulo: Fundap.

Valentim, M. L. P. (2008). Criatividade e inovacao na atuacao profissional. CRB-8 Digital, 1(1), 3-9.

Vanti, N. A. P. (2002, maio/agosto). Da bibliometria a webometria: uma exploracao conceitual dos mecanismos utilizados para medir o registro da informacao e a difusao do conhecimento. Ciencia da Informacao, 31(2), 152-162.

Wikipedia. (n.d.). Recuperado em 10 de dezembro, 2014, de http://en.wikipedia.org/wiki/Main_Page.

Wormell, I. (1998). Informetria: explorando bases de dados como instrumentos de analise. Ciencia da Informacao, 27(2).

Yin, R. (2010). Estudo de caso--planejamento e metodos (4a. ed.). Porto Alegre: Bookman.

Zeschky, M. B., Winterhalter, S., & Gassmann, O. (2014). From cost to frugal and reverse innovation: mapping the field and iImplications for global competitiveness.

Carlos Mamori Kono

Universidade Nove de Julho (UNINOVE), Brasil carloskono@sistec.net.br

Luc Quoniam

Universite Du Sud Toulon Var, Franca mail@quoniam.info

Leonel Cezar Rodrigues

Universidade Nove de Julho (UNINOVE), Brasil leonel@uninove.br

Hermani Magalhaes Olivense do Carmo

Universidade Federal de Alagoas (UFA), Brasil hermani_record@hotmail.com
Numerocit  Cit/   Autores          Titulo
acoes      ano

75         25.00  J Flipse, FL     Direct observation of the
                  Bakker, A        spin-dependent Peltier effect
                  Slachter, FK
                  Dejene...
67          7.44  L Gravier, S     Spin-dependent Peltier effect of
                  Serrano-Guisan,  perpendicular currents in
                                   multilayered nanowires
                  F Reuse, JP
                  Ansermet
60          7.50  P DiCarlo, J     Ablation probe with Peltier effect
                  Megerman         thermal control
59          5.90  D Astrain, JG    Computational model for
                  Vian, J Albizua  refrigerators based on Peltier
                                   effect application
37          4.11  A Kyarad, H      Computational model for
                  Lengfellner      refrigerators based on Peltier
                                   effect application

Numerocit  Ano   Publicacao       Fonte
acoes

75         2012  Nature...        nature.
                                  com


67         2006  Physical Review  APS
                 B



60         2007  US Patent        Google
                 7,238,184        Patents
59         2005  Applied Thermal  Elsevier
                 Engineering

37         2006  Applied physics  ieeexplore
                 letters          .ieee.org

Quadro 1: Pesquisa Harzing
Fonte: Harzing's Publisher or Perish (2014)

Tabela 1: Pesquisa nas bases de Patentes

Palavras de busca           Espacenet  PatentScope  USPTO    Google
                                                             Patents

thermoelectric effect         2.721      1.905      513      537.000
thermoelectric Peltier      121          1.083      311      444.000
"Peltier effect"            166        977            3.234   16.900
"thermoelectric" "Peltier"    0          0            0      212
"frugal"

Fonte: Espacenet (n.d.), Patentscope (n.d.), GooglePatents (n.d.)

Caracteristicas dos mecanismos de busca     Mecanismos de busca
                                            identificados

Software para gestao de referencias         Zotero
bibliograficas
Pesquisa bibliografica do Google Academico  Harzing's Publish or Perish
Wikipedia como Thesaurus para inovacao      Rede colaborativa de
                                            informacao e conhecimento
                                            Links cooperativos por
                                            categorias: criatividade,
                                            inovacao e
                                            termoeletricidade.
Patentes como fonte de inovacoes            Acesso a bases de patentes
                                            WIPO, EPO, WIPO, Google
                                            Patents, USPTO Instrumentos
                                            para analise de patentes
Solucao criativa de problemas               Matriz TRIZ

Quadro 2: Modelos de busca de informacoes

Fonte: Autores
COPYRIGHT 2017 Future Studies Research Journal: Trends and Strategies
No portion of this article can be reproduced without the express written permission from the copyright holder.
Copyright 2017 Gale, Cengage Learning. All rights reserved.

Article Details
Printer friendly Cite/link Email Feedback
Author:Kono, Carlos Mamori; Quoniam, Luc; Rodrigues, Leonel Cezar; do Carmo, Hermani Magalhaes Olivense
Publication:Future Studies Research Journal: Trends and Strategy
Article Type:Report
Geographic Code:1USA
Date:May 1, 2017
Words:10173
Previous Article:Criterios para Identificacao da Saliencia de Stakeholders atraves da Analise de Conteudo.
Next Article:Praticas de Recursos Humanos que Influenciam na Criatividade dos Funcionarios.
Topics:

Terms of use | Privacy policy | Copyright © 2019 Farlex, Inc. | Feedback | For webmasters