Printer Friendly

Life story of Josicelia Dumet Fernandes, teacher and nurse/Historia de vida de Josicelia Dumet Fernandes: percurso de uma professora e enfermeira/Historia de vida de Josicelia Dumet Fernandes: recorrido de una profesora y enfermera.

INTRODUCAO

Este artigo trata da historia de vida de uma militante da enfermagem baiana, engajada com o ensino em enfermagem desde a decada de 60, tendo sua trajetoria de vida ligada a defesa da profissao, sobretudo do ensino de qualidade em suas dimensoes politica, tecnica e social.

O conceito que norteou este estudo foi a enfermagem, aqui compreendida como uma pratica social--uma acao ou atividade, realizada predominantemente por mulheres que a exercem de forma a reproduzir a sua propria existencia, utilizando um saber advindo de outras ciencias e de uma sintese produzida por elas proprias para apreenderem seu objeto de trabalho naquilo que interessa ao campo do cuidado de enfermagem, objetivando atender as necessidades sociais e de saude da populacao brasileira (1).

Sob outro aspecto, o da justificativa deste estudo para o campo cientifico, ao pesquisar no site da Biblioteca Virtual de Saude, utilizando a palavra de busca militancia politica na enfermagem, foram encontrados dois estudos vinculados ao movimento estudantil, o que expressa uma lacuna na tematica em questao.

Em outra direcao, este estudo justifica-se pela aproximacao a tematica de um dos seus autores, que esta cursando o doutorado em enfermagem e esta desenvolvendo uma tese sobre militancia politica, ao constatar a fragilidade da militancia politica de enfermeiras e vivenciar as dificuldades delas no envolvimento com as questoes de luta profissional, no movimento sindical, nos conselhos e nas associacoes da classe.

Portanto, este artigo teve como objetivo: identificar a insercao da professora Josicelia Dumet Fernandes na enfermagem, com enfase no seu engajamento profissional e atuacao na Associacao Brasileira de Enfermagem (ABEn).

REVISAO DE LITERATURA

A militancia surge na vida das pessoas como uma via possivel de exercer-se como sujeito, de ser o que se e. Historias de pessoas que desenvolveram uma militancia politica mostram que a grande motivacao deste exercicio e o sentimento de injustica social, buscando entao, no movimento social e na militancia, um territorio onde a mudanca seja possivel (2).

Em sentido amplo, a militancia constitui uma forma de participacao politica engajada e critica, na qual sao desenvolvidas acoes voltadas para a conscientizacao politica da populacao, buscando desenvolver novos valores que possibilitam a organizacao e a luta das pessoas para a construcao de uma sociedade justa e digna (3).

Contudo, observa-se um declinio da militancia politica nos ultimos anos, em especial das formas de representacao politica nos sindicatos e partidos, fruto da individualizacao da sociedade, fragilidade na formacao dos individuos em sua dimensao politica, do fortalecimento do neoliberalismo e dos constantes escandalos envolvendo essas entidades, quando deixam de representar o interesse coletivo para lutar por interesses individuais e ou de grupos oligarquicos, originando uma crise de confianca (4).

Em relacao a enfermagem, de modo particular, vale destacar que ela demorou a se identificar e a se organizar como uma categoria de trabalhadores. Ate meados da decada de 80, passou por um momento de consolidacao da divisao tecnica social do seu trabalho e manutencao das diferencas; somente apos, discutiu-se e iniciou-se um projeto de revisao dessa postura, assumindo, ao menos no discurso, a unidade da categoria por meio de associacoes, conselhos e sindicatos (5).

METODOLOGIA

Trata-se de uma pesquisa historica, realizada por meio da biografia da professora e enfermeira Josicelia Dumet Fernandes, baseada no metodo da historia oral, que pode ser definido como um metodo de pesquisa que utiliza a tecnica da entrevista e outros procedimentos articulados entre si no registro de narrativas da experiencia humana (6).

Para a coleta de dados primarios, aplicou-se a entrevista semiestruturada, sendo gravada no dia 14 de maio de 2014, apos autorizacao da entrevistada e assinatura do termo de concessao dos direitos autorais, e realizada com base na questao norteadora do estudo: Como foi sua historia de vida da infancia aos dias atuais? Sua trajetoria estudantil e academica? Quais movimentos lhe conduziram para a militancia da enfermagem na Bahia? O que constitui um militante politico? Quais os principais dilemas, avancos e perspectivas da militancia politica na enfermagem?

Vale destacar que a professora Josicelia Dumet Fernandes nasceu em Juazeiro, cidade do estado da Bahia, em 14 de janeiro de 1944, e Bolsista de Produtividade em Pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifico e Tecnologico (CNPq)--Nivel 1D. Professora Emerita da Escola de Enfermagem da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Doutora em Enfermagem em 1990. Coordenadora Adjunta da Area de Enfermagem da Coordenacao de Aperfeicoamento de Pessoal de Nivel Superior (CAPES), no periodo 2008-2011, Consultora Ad Hoc da Secretaria de Ensino Superior do Ministerio da Educacao.

O relato foi gravado com duracao de 2h35min, transcrito com a identificacao JDF. Optou-se pelo metodo de analise de conteudo tematica realizada em maio de 2014. O tratamento de dados contemplou as seguintes etapas: recorte das unidades de registro, enumeracao com base na frequencia, tratamento dos resultados e interpretacoes.

No que se refere a fase de categorizacao dos dados, com base nas unidades de registro e no conteudo manifesto, foi possivel identificar, ao longo da vida da entrevistada, atos que se conectam e inter-relacionam: ato estudantil, ato profissional no cuidado e ensino (o ato militante, esta implicito na acao estudantil e profissional).

A investigacao cientifica respeitou os preceitos eticos da pesquisa, propostos pela resolucao 466/2012, o projeto foi submetido a apreciacao do Comite de Etica e Pesquisa, tendo sido aprovado, CAAE: 28775614.2.0000.5531, atraves do parecer numero 663.359.

RESULTADOS E DISCUSSAO

Da analise do discurso, emergiram duas categorias que expressam a biografia da participante da pesquisa --ato estudantil e ato profissional, sendo essas intercambiaveis, centradas na militancia politica da referida professora e enfermeira. Tais categorias sao tratadas a seguir.

Ato estudantil
   Ja na Universidade, no segundo ano do curso de enfermagem,
   dando vazao ao meu espirito de luta, comecei
   a me engajar no movimento em defesa da qualidade da
   formacao do enfermeiro, atraves da insercao na ABEn.
   Nessa epoca, docentes e discentes (onde eu me incluia)
   manifestavam sua insatisfacao com o novo curriculo aprovado
   atraves do Parecer 271/62, que tinha o predominio da
   visao do homem como ser biologico, mascarando o aspecto
   social do processo saude/enfermidade. (JDF)

   Os estudos realizados durante o curso de mestrado me
   permitiram avancar em busca de uma reflexao mais
   geral sobre as politicas estatais de saude e educacao,
   abrindo caminhos para um horizonte de superacao, revelando
   as contradicoes da minha pratica ate entao. (JDF)

   No doutorado, em continuidade aos meus estudos de
   busca da elucidacao da realidade da enfermagem,
   procurei desenvolver, para o doutorado, a tese sobre
   a expansao do ensino de enfermagem no Brasil. (JDF)


Nesse sentido, entende-se que a militancia politica favorece o crescimento pessoal e profissional, a aprendizagem e a aquisicao de conhecimentos. Varios estudos revelam que essa vivencia proporciona aos individuos aprender sobre si mesmos, sobre as relacoes pessoais, sobre o mundo e sobre a sociedade; possibilitam tambem mudancas de comportamento e realizacao pessoal (2).

A biografia em questao demonstra que desde a graduacao em enfermagem Josicelia Dumet milita em defesa da profissao e inicia seus primeiros movimentos em prol da qualidade da formacao. E neste ponto, compreende-se que militancia politica e geradora em si, que no seu exercicio, nos formamos e passamos a compreender que existe poder politico nos profissionais que vendem sua forca de trabalho, nos estudantes, mesmo quando inseridos em um modelo tradicional de formacao, e que o poder emana do povo, das classes sulbalternas.

Desse modo, e destacado que a militancia politica e essencial para trilhar o caminho da mudanca, com uma visao integral, comprometida, etica, politica e socialmente com o ser humano e a sociedade brasileira, devendo ser evitada a acomodacao e a exagerada aceitacao sem questionamento, o que faz da profissao, muitas vezes, uma pratica repetitiva e sem criatividade (7).

Ato profissional no cuidado e ensino de enfermagem
   Desde 1966, iniciei minhas atividades associativas,
   epoca em que me tornei socia e membro efetivo da Associacao
   Brasileira de Enfermagem/Secao Bahia (ABEn/
   Ba). Desde essa epoca, ja visualizava a Associacao
   Brasileira de Enfermagem como de responsabilidade de
   todos, tanto na sua expressao coletiva como individual.
   Esse pensamento permeou todas as minhas acoes
   profissionais desde entao. (JDF)

   Foi com disposicao e coragem que tracei o meu caminho
   profissional de enfermeira, procurando assumir a minha
   parcela de responsabilidade na fase de intensa efervescencia
   sociopolitica e economica por que passava
   o Pais [...]. (JDF)

   [sobre sua trajetoria como professora] correspondeu a um
   maior nivel reflexivo e teorico acompanhado da ampliacao
   da minha producao cientifica, das acoes de integracao da
   pesquisa com o ensino e a extensao, das lutas por um novo
   curriculo que contemplasse os anseios da categoria e da
   participacao nos movimentos de descentralizacao
   politico-administrativas do setor saude. [...](JDF)

   [como diretora da Escola de Enfermagem][...] busquei
   a [...] articulacao com a comunidade, procurando uma
   integracao mais efetiva, seja ao nivel da administracao
   da Universidade, seja ao nivel dos orgaos prestadores de
   servicos de saude e ao nivel das mais variadas entidades
   da sociedade civil. [...] a firme defesa da universidade
   publica e gratuita, dentro dos principios democraticos e
   de competencia[...]. (JDF)

   No meio academico, eu encontrava espaco para viver a
   minha contradicao, ou seja, o meu inconformismo com
   a realidade social, buscando expressao na critica e no
   compromisso com uma pratica social que leva a acao
   dessa realidade que se critica. [...]. (JDF)


O primeiro enunciado apresentado denota a sua implicacao com a profissao, muito favorecida pela sua vinculacao com as entidades de classe, sua formacao critica-reflexiva e o entendimento politico dos contextos a que se inseriu. Revelando que a vivencia em entidades de classe pode aflorar na estudante/profissional o sentimento de pertencimento a uma categoria profissional, como tambem na implicacao social dos sujeitos.

Neste sentido, vale ressaltar que no periodo que Josicelia Dumet se inseriu na ABEn como profissional, a Enfermagem Brasileira viveu um momento de extrema efervescencia, expressado pelo Movimento Participacao, definido como fenomeno social e politico da profissao para enfrentar a crise do modelo de conducao da entidade e construir mudancas, objetivando, tambem, um maior reconhecimento social e melhores condicoes de trabalho para a enfermagem (8).

Nesta sequencia, e ainda no campo profissional, categorizado no estudo da biografia de vida da enfermeira e professora, fica evidente a sua implicacao com a sociedade brasileira, representado nos conflitos com a realidade vivida e o sentido etico e humanitario da militante.

Outro aspecto identificado nas entrevistas foi a implicacao com a enfermagem, em destaque para o campo da formacao e do fortalecimento da pesquisa, bem como sua vertente democratica e participativa ancorada no periodo de redemocratizacao do pais.

Em um sentido conceitual, o processo que aqui se denomina de redemocratizacao do pais compreendeu a decadencia da ditadura militar iniciada na decada de 70, sendo desencadeada por modificacoes de teor nas relacoes internacionais e tambem pelas novas configuracoes do jogo politico interno. Em destaque para as influencias economicas e politicas dos Estados Unidos, como tambem pela mobilizacao da sociedade civil (9).

O carater democratico conferido na narrativa da professora demonstra a sua articulacao com o tempo vivido, bem como, a sua ideologia e crenca na democracia como mola propulsora da sociedade, a fim de possibilitar uma aproximacao da realidade com a justica social e garantia dos direitos civis e politicos, em especial, com o direito a educacao de qualidade.

Neste sentido, fica marcado que a vida da professora e enfermeira a sua implicacao com a formacao e a pesquisa em enfermagem, atraves dos questionamentos sobre o curriculo dos cursos de enfermagem, por sua compreensao da importancia da triade pesquisa-ensino-extensao e da essencia do profissional do ensino superior em enfermagem.

Fica expressa a sua compreensao de ensino e cuidado, requerendo praticas de ensino/exercicio profissional que contemplem dimensoes tecnicas, eticas e politicas. Bem como, a compreensao de que a enfermagem reflete as politicas sociais e economicas nacionais e internacionais, sendo, muitas vezes, produto de interesse de diversos atores no espaco politico--o qual nao e um campo neutro (10).

Contudo, apesar dessa constatacao, estudos revelam que a formacao da enfermeira nao contribui, de forma solida, para o seu desempenho politico (11,12). Os profissionais, de modo majoritario, nao participam das associacoes de classe e nao se consideram parte essencial no processo de fortalecimento dos organismos sociais de representacao politica; falta-lhe posicionamento politico mais consistente, o que resulta no enfraquecimento na mobilizacao desta categoria profissional (13,14). Outro estudo menciona as principais dificuldades de mobilizacao politica da enfermagem: insuficiente conscientizacao politica das enfermeiras e dificuldade de encontrar profissionais que militam ativamente em prol da profissao, sendo a biografia estudada um exemplo de exercicio militante na enfermagem, podendo estimular estudantes, enfermeiras e tecnicas de enfermagem a uma consciencia politica (15).

CONCLUSAO

O objetivo do estudo de identificar a insercao da professora Josicelia Dumet Fernandes na enfermagem, com enfase no seu engajamento profissional e atuacao na Associacao Brasileira de Enfermagem (ABEn) foi alcancado. Identificou-se que o seu engajamento se iniciou pelo movimento estudantil e concomitantemente, na Associacao Brasileira de Enfermagem, sua trajetoria foi marcada, de fato, pela militancia, presente em varios momentos de sua vida.

Os resultados da categoria de analise, ato estudantil, permitem identificar que Josicelia Dumet Fernandes esteve, desde seus primeiros passos na enfermagem, envolvida com as questoes da formacao de enfermeiras. Dando continuidade no mestrado com estudo das politicas de educacao e no doutorado com a analise da expansao dos cursos de graduacao em enfermagem.

Os resultados da categoria de analise, ato profissional, destaca a sua trajetoria na ABEn e na Escola de Enfermagem, seus principios democraticos, de responsabilidade social e inconformismo com o social, em defesa da Universidade Publica, nao se deixando dominar pelas questoes hegemonicas, determinadas pelo sistema capitalista.

Por fim, os atos identificados sao intercambiaveis ao ato militante. A trajetoria e engajamento politico de Josicelia Dumet Fernandes para com a enfermagem brasileira, em prol da melhoria da realidade de enfermeiros e enfermeiras, que ainda demonstram fragilidades no exercicio da dimensao politica, vivenciam condicoes precarias de trabalho e desfrutam de pouco reconhecimento social.

A biografia estudada pode servir como expressao docente da Escola de Enfermagem da UFBA, que se preocupa com formacao, sobretudo do ensino superior em Enfermagem, permitindo reconhece-la como um ser-em-acao, sensivel as questoes sociais e a problematica da precarizacao do ensino superior. Sua postura esperancosa, de fe e luta que defende uma profissao mais consciente e emancipada politicamente.

DOI: http://dx.doi.org/10.12957/reuerj.2017.17105

Recebido em: 03/07/2015-Aprovado em: 20/12/2016

REFERENCIAS

(1.) Almeida MCP, Rocha SMM, organizadoras. O trabalho de enfermagem. Sao Paulo: Cortez; 1997.

(2.) Vinade TF, Guareschi PA. Inventando a contra-mola que resiste: um estudo sobre a militancia na contemporaneidade. Psicol Soc. 2007; 19(3):68-75.

(3.) Baltazar B. Os encontros e desencontros da militancia e da vida cotidiana. Psic, Teor e Pesq. 2004; 20(2):183-90.

(4.) Cicchelli V. The contemporary engagement of young people in France: normative injunctions, institutional programas and the multiplying forms of grouping. Int J Nurs Stud. 2009; 2(1):11-6.

(5.) Santos RM, Trezza MCSF, Barros WO, Leite JL. Historia e perspectivas da organizacao dos enfermeiros nos movimentos sindicais. Rev Bras Enferm. 2006; 59(1):89-94.

(6.) Minayo MCS. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em Saude. 95 ed. Sao Paulo: Hucitec; 2006.

(7.) Geovaninni T, Moreira A, Dornelles S, Machado WCA. Historia da enfermagem: versoes e interpretacoes. 35 ed. Rio de Janeiro: Revinter; 2010.

(8.) Albuquerque GL. O movimento participacao na associacao brasileira de enfermagem--Secao Santa Catarina, na visao de suas principais liderancas [tese de doutorado]. Florianopolis (SC): Universidade Federal de Santa Catarina; 2001.

(9.) Divera D, Rosa AC. Marcos historicos da reforma psiquiatrica brasileira: Transformacoes na legislacao, na ideologia e na praxis. Cienc saude coletiva. 2016; 6(1):60-7.

(10.) Macedo AR, Trevisan LMV, Trevisan P, Macedo CS. Educacao superior no seculo XXI e a reforma universitaria brasileira. Ensaio: Aval Pol Publ Educ. 2005; 13(47):127-48.

(11.) Bellaguarda MLR, Padilha MI, Peres MAA, Paim L. The nursing profession: its status--that is the question. Rev enferm UERJ [online] 2016 [citado em 01 dez 2016]. 24(2):e8591. Disponivel em: http://www.facenf.uerj.br/revenfermuerj.html. DOI: http://dx.doi. org/10.12957/reuerj.2016.8591

(12.) Fagundes NC, Rangel AGC, Carneiro TM, Castro LMC, Gomes BS. Distance continuing education on prevention of pressure ulcer. Rev enferm UERJ [Online] 2016 [citado em 02 dez 2016]; 24(1):e11349. Disponivel em: http://www.facenf.uerj.br/revenfermuerj.html. DOI: http://dx.doi.org/10.12957/reuerj.2016.5733

(13.) Lira ATN. As Bases da Reforma Universitaria da ditadura mi litar no Brasil. In: Anais do XV encontro Regional de Historia da ANPUH-Rio; 2012 mar 6-11; Rio de Janeiro, Brasil. Rio de Janeiro: Universidade Federal Fluminense; 2012. p.1-9.

(14.) Rossi W, Gerab WJ. Para entender os sindicatos no Brasil: uma visao classista. Sao Paulo: expressao popular; 2009.

(15.) Melo CMM, Santos TA. Nurse's political participation in municipal Public Health Care System management. Texto contexto-enferm. [Internet]. 2007 Sep [cited 2016 Dec 02] ; 16(3):426-32. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_ arttext&pid=S0104-07072007000300007&lng=en. http://dx.doi. org/10.1590/S0104-07072007000300007.

Deybson Borba de Almeida (I); Gilberto Tadeu Reis da Silva (II); Paulo Joaquim Pina Queiros (III); Genival Fernandes de Freitas (IV); Igor Ferreira Borba de Almeida (V)

(I) Enfermeiro. Doutor. Professor, Universidade Estadual de Feira de Santana. Brasil. E-mail: deybsonborba@yahoo.com.br

(II) Enfermeiro. Doutor. Professor Livre Docente, Universidade Federal da Bahia. Brasil. E-mail: gtadeuccreis@uol.com.br

(III) Enfermeiro. Doutor. Professor Adjunto, Escola Superior de Enfermagem. Coimbra, Portugal.E-mail: pauloqueiros@esenfc.pt

(IV) Enfermeiro. Doutor. Professor Livre Docente, Universidade de Sao Paulo. Brasil. E-mail: genivalf@usp.br

(V) Cirurgiao-Dentista. Graduado. Universidade Federal da Bahia. Bahia, Brasil. E-mail: igfecr@hotmail.com
COPYRIGHT 2017 Universidade do Estado do Rio de Janeiro- Uerj
No portion of this article can be reproduced without the express written permission from the copyright holder.
Copyright 2017 Gale, Cengage Learning. All rights reserved.

Article Details
Printer friendly Cite/link Email Feedback
Title Annotation:Original Research/Artigo de Pesquisa/Articulo de Investigacion
Author:Almeida, Deybson Borba de; Silva, Gilberto Tadeu Reis da; Queiros, Paulo Joaquim Pina; Freitas, Geni
Publication:Enfermagem Uerj
Article Type:Biografia
Date:Jan 2, 2017
Words:2922
Previous Article:Nursing diagnoses in the coping and stress tolerance domain in patients with AIDS/Diagnosticos de enfermagem no dominio enfrentamento e tolerancia ao...
Next Article:Tuberculosis in Brazil: the relationship between population size, structure and process/Tuberculose no Brasil: relacao entre porte populacional,...
Topics:

Terms of use | Privacy policy | Copyright © 2020 Farlex, Inc. | Feedback | For webmasters