Printer Friendly

Health promotion and primary prevention strategies to fight chronic disease: a systematic review/Estrategias de promocao da saude e prevencao primaria para enfrentamento das doencas cronicas: revisao sistematica.

As doencas cronicas nao transmissiveis (DCNT) sao as principais causas de morbimortalidade no mundo (1). Em paises da America Latina e Caribe, os obitos causados por essas enfermidades nas ultimas decadas corresponderam a 72% do total das causas de mortes (2). Estimativas da Organizacao Mundial da Saude (OMS) alertam que, para o ano de 2020, as mortes por DCNT representarao 73% dos obitos no mundo (3).

Os custos diretos das DCNT para os sistemas de saude em todo o mundo representam impacto crescente. Segundo o World Economic Forum, a carga global das perdas economicas por DCNT entre 2011 e 2030 e estimada em ate 47 trilhoies de dolares, o que equivaleria a 5% do produto global bruto no periodo considerado (4). Alem disso, estima-se, para a economia brasileira, que a perda de produtividade no trabalho e a diminuicao da renda familiar resultantes de apenas tres DCNT--diabetes, doenca cardiovascular e acidente vascular encefalico--irao gerar um custo de US$ 4,18 bilhoies ate 2015 (5).

Apesar da gravidade das DCNT e do aumento de sua incidencia, grande parte dessas doencas poderia ser evitada. Como as DCNT mais frequentes (doenca cardiovascular, diabetes e cancer) compartilham varios fatores de risco, a OMS propoie uma abordagem de prevencao e controle integrados, focada em todas as idades e baseada na reducao dos seguintes problemas: hipertensao arterial, tabagismo, uso de alcool, inatividade fisica, dieta inadequada, obesidade e hipercolesterolemia (2).

Contudo, apesar da possibilidade de prevencao, as DCNT permanecem como um dos maiores desafios enfrentados pelos sistemas de saude nos dias atuais. Caso nao sejam adequadamente gerenciadas, as condicoies cronicas nao so serao a primeira causa de incapacidade em todo o mundo ate o ano 2020 como tambem se tornarao o problema mais dispendioso para os nossos sistemas de saude (6).

Nesse contexto, programas de intervencao de base comunitaria que integrem promocao de saude e prevencao de doencas e agravos tem sido introduzidos em diferentes paises desde o inicio da decada de 1970, com o intuito de diminuir a morbidade e a mortalidade por DCNT por meio da reducao dos fatores de risco nas comunidades (3).

Em seu "Guia metodologico de avaliacao e definicao de indicadores: doencas cronicas nao transmissiveis e Rede Carmem" (7), o Ministerio da Saude do Brasil lista os principais projetos e estrategias de promocao da saude e prevencao primaria no combate as DCNT em todo o mundo. O primeiro desses projetos surgiu na Finlandia: o North Karelia Project, em 1972. Posteriormente, implementaram-se o Stanford Three-Community Study, entre 1972 e 1974, o Stanford Five-City Project, entre 1978 e 1996, o Minnesota Heart Health Program, entre 1980 e 1993, e o Pawtucket Heart Health Program, entre 1980 e 1991, todos nos Estados Unidos. Alem desses, foram realizados o Countrywide Integrated Noncommunicable Diseases Intervention (CINDI), na Europa e Canada, em 1983, e o Conjunto de Acciones para la Reducion Multifatorial de Enfermidades No transmissibles (CARMEN), na America Latina, em 1995. Houve, ainda, dois projetos de ambito nacional implementados nos paises em desenvolvimento: Mirame, no Chile, e Tianjin, na China.

O objetivo do presente estudo foi analisar as estrategias de promocao da saude e prevencao primaria dos principais fatores de risco no combate as DCNT no ambito mundial pela analise de literatura acerca desses projetos mundiais de intervencao populacional. O artigo se propoie ainda a refletir sobre os desafios relacionados ao enfrentamento dessas enfermidades, de forma a oferecer subsidios as politicas publicas.

MATERIAIS E METODOS

Trata-se de um estudo sistematizado, conduzido a partir das recomendacoies propostas no guia Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyses (PRISMA) (8), tendo como foco a analise da producao cientifica sobre os principais projetos e estrategias de promocao da saude e prevencao primaria no combate as DCNT em todo o mundo: North Karelia Project, Stanford Three-Community Study, Stanford Five-City Project, Minnesota Heart Health Program, Pawtucket Heart Health Program, CINDI, CARMEN, Mirame e Tianjin.

Realizou-se uma busca bibliografica dos artigos publicados sobre esses projetos populacionais. As informacoies sobre os estudos foram extraidas dos bancos de dados LILACS (Literatura Latino-americana e do Caribe), Medline (Medical Literature Analysis and Retrieval System Online) e SciELO (Scientific Eletronic Library Online), bem como das publicacoies de entidades publicas como OMS, Organizacao Pan-Americana da Saude (OPAS) e Ministerio da Saude. Os descritores utilizados para a busca foram os nomes dos projetos, a fim de coletar o maximo de informacoies sobre eles, em metodologia semelhante a do estudo do Ministerio da Saude (7). No intuito de contemplar toda a producao cientifica, o periodo de publicacao nao foi delimitado, sendo incluidos trabalhos publicados desde a decada de 1970, quando foram divulgadas as primeiras experiencias de intervencao para as DCNT.

Os estudos foram selecionados, de maneira independente, por dois pesquisadores. Inicialmente, excluiram-se os estudos que apresentavam duplicidade. Posteriormente, realizou-se um refinamento para selecionar os estudos referentes a tematica abordada por meio da leitura dos resumos. Para a inclusao dos artigos, empregaram-se os seguintes criterios: presenca de dados originais sobre acoies e resultados de impacto, com metodologia claramente definida e textos disponiveis na integra. Excluiram-se estudos que utilizavam dados secundarios, aqueles que foram restritos a pequenos grupos populacionais, os que avaliaram somente aspectos financeiros e aqueles que nao contemplaram os criterios de inclusao. A figura 1 representa o fluxograma de identificacao e selecao dos artigos para revisao sistematica sobre estrategias e projetos de prevencao de DCNT.

Para avaliar o impacto das estrategias e projetos de prevencao e controle de DCNT, elaboraram-se dois instrumentos que permitiram evidenciar os principais achados de cada estudo de forma descritiva. Os componentes desses instrumentos foram: nome do projeto, periodo, local, populacao, objetivo, principais acoies e resultados dos parametros avaliados nos estudos. De forma complementar, refletiu-se sobre o enfrentamento das DCNT nos proximos anos e seus principais desafios.

RESULTADOS

A busca eletronica em base de dados resultou na identificacao inicial de 621 artigos. A seguir, eliminaram-se 52 artigos duplicados, resultando ao final em um total de 569 artigos. Desses, 545 foram excluidos apos a analise dos titulos e resumos por nao contemplarem a tematica abordada ou por nao apresentarem o texto na integra. Nesta etapa do estudo, restaram 24 artigos elegiveis. Desses, sete foram excluidos por utilizar dados secundarios, serem restritos a pequenos grupos populacionais, avaliarem somente aspectos financeiros ou apresentarem resultados sem impacto. Ao final, incluiram-se 17 estudos na presente revisao sistematica (9-25) (tabelas 1 e 2).

Os estudos selecionados foram publicados entre 1978 e 2010, tendo sido seis publicados entre 1978 e 1990 (10-14, 20), sete entre 1991 e 2000 (15, 17-19, 22, 24, 25) e quatro entre 2001 e 2010 (9, 16, 21, 23). Observa-se que, nos ultimos 10 anos, o numero de publicacoies em relacao as estrategias de promocao de saude e prevencao de DCNT diminuiu, o que e preocupante; tendo em vista a gravidade das DCNT e o aumento de sua incidencia, seria de esperar que mais estudos e publicacoies estivessem sendo conduzidos. Ressalta-se, ainda, que os estudos atuais tem se concentrado em aspectos da fisiopatologia, terapeutica clinica e prevalencia das DCNT, sendo reduzido o numero de publicacoies voltadas para as politicas de promocao da saude e prevencao dessas doencas.

[FIGURE 1 OMITTED]

Como desfecho, avaliaram-se, nos estudos selecionados, parametros bioquimicos (colesterol), clinicos (pressao arterial), metabolicos (obesidade), alem do grau de atividade fisica, consumo de tabaco, habitos alimentares e outros fatores de risco para DCNT. Tais estudos utilizaram metodos longitudinais, acompanhando e comparando comunidades de intervencao e controle (estudo de coorte, surveys e comparacao de surveys).

A caracterizacao dos artigos selecionados para analise demonstrou que todos os estudos objetivaram reduzir a morbimortalidade e modificar os fatores de risco para DCNT por meio de campanhas de educacao comunitaria, incluindo, em alguns casos, atividades de midia, educacao individual e coletiva em saude. O North Karelia Project abrangeu acoies para reducao do tabagismo (campanhas na midia) e do colesterol serico (competicoies entre provincias e projetos escolares), alem de envolver varias instituicoies e estimular profissionais de saude a enfatizar a importancia desses temas para os pacientes. Estudos de avaliacao foram conduzidos a cada 5 anos, no periodo de 1972 a 1992, mostrando que, ao longo do tempo, o projeto foi bem-sucedido. As taxas de mortalidade por doenca cardiovascular decresceram 57% em homens de 35 a 64 anos de idade. Os indices de tabagismo e os niveis sericos de colesterol e de pressao arterial tambem diminuiram. Alem disso, houve uma mudanca generalizada na dieta alimentar. O projeto contribuiu ainda para mudar politicas de saude, agricultura e industria, no intuito de estimular habitos saudaveis (9-11).

O projeto Three Community Study comparou uma comunidade-controle com duas comunidades que receberam as intervencoies na forma de campanhas, atraves dos meios de comunicacao de massa. Tais campanhas, com duracao de 2 anos, ensinavam sobre os provaveis fatores de risco para doencas cardiovas-culares e sobre medidas para reduzi-los e adquirir habitos de vida saudaveis. As intervencoies produziram mudancas no conhecimento e na prevalencia dos fatores de risco (tabagismo, niveis de colesterol e pressao arterial) no primeiro ano da intervencao, as quais se mantiveram ate o segundo ano. A reducao estimada do risco de doencas coronarianas e cerebrovasculares foi de 24% (12).

O Five-City Multifactor Risk Reduction Project utilizou a mesma metodologia, adaptada para um maior numero de comunidades, e a intervencao tinha a duracao de 5 anos. Verificou-se que o conhecimento sobre fatores de risco aumentou em todas as comunidades, com maior expressao naquelas que receberam a intervencao. Com a intervencao, foram observadas reducoies nos niveis de pressao arterial e colesterol serico, alem de diminuicao do tabagismo, representando um declinio geral de 16% no risco de desenvolver doenca cardiovascular (13-15).

O Minnesota Heart Health Program alcancou diminuicao dos fatores e comportamentos de risco. Entretanto, nao houve diferenca significativa entre as areas de intervencao e as de controle. Alem disso, nao houve reducao nas taxas de morbidade ou mortalidade por doenca cardiovascular ou cerebrovascular. Observaram-se efeitos modestos e de curta duracao (16, 17).

O Pawtucket Heart Health Program contou com voluntarios da propria comunidade para desenvolver uma estrutura de organizacao comunitaria capaz de sustentar programas de atencao a saude. Os resultados obtidos mostraram diferenca significativa entre Pawtucket e a cidade-controle apenas quanto a uma atenuacao no aumento do IMC ao longo da decada. Esse programa associou-se a tendencias estaveis na mortalidade por doenca arterial coronariana (18, 19).

O programa CINDI foi estabelecido com o objetivo de dar suporte aos paises membros no desenvolvimento de politicas amplas e integradas para prevencao e reducao das consequencias das DCNT. Para atingir tal objetivo, foram definidas, como estrategias, combinar a promocao da saude e a prevencao de doencas, desenvolvendo colaboracao intersetorial e envolvimento da comunidade; destacar o papel dos profissionais de saude; e otimizar a utilizacao de recursos existentes. Dessa forma, foi possivel, por meio de alguns estudos, demonstrar a importancia dessas acoies integradas para a reducao dos principais fatores de risco cardiovasculares: tabagismo, obesidade, hipertensao e hipercolesterolemia (20).

O projeto CARMEN, criado por iniciativa da OPAS, propunha ser uma ferramenta pratica para os paises americanos atingirem o objetivo global da OMS de Saude Para Todos no Ano 2000. O principal objetivo do projeto era promover coalizoies locais e nacionais no intuito de estabelecer politicas e implementar intervencoies para reducao dos fatores de risco para DCNT. O projeto propoie uma abordagem integrada que combine formulacao de politicas, acoies comunitarias, servicos de cuidados preventivos em saude para individuos com risco de desenvolver doencas cronicas e promocao de saude para a populacao em geral.

Os alvos do projeto seriam atingidos por meio da comunidade, locais de trabalho, escolas e dos proprios servicos de saude (3). A iniciativa CARMEN e conduzida em municipios brasileiros desde 1998, com destaque para Goiania (Estado de Goias) e Marilia (Estado de Sao Paulo). Atraves de inquerito realizado em 2004 para a avaliacao dos resultados da estrategia em Goiania, foram encontradas em ambos os sexos diminuicoies significativas nas prevalencias de tabagismo (4,8%), hiperglicemia (3,7%) e trigliceridemia (4,4%). No entanto, nao foram encontradas diferencas significativas nos niveis de pressao arterial e sobrepeso/ obesidade. Houve uma tendencia de aumento no sedentarismo (21, 22).

No Chile, o programa Mirame adotou a hipotese de que uma intervencao educacional na populacao escolar, baseada em conceitos sociais de educacao, levaria a adocao de estilos de vida saudaveis. As analises comparativas mostraram um declinio do consumo de alcool e fumo, alem de reducao da obesidade, hipertensao arterial e dislipidemia. Em 2001, o programa atingiu 30 000 criancas escolares, com utilizacao de poucos recursos financeiros. Os autores concluiram que o programa poderia ser implementado com baixo custo, consistindo em uma boa opcao para paises em desenvolvimento (23).

Na China, o Projeto Tianjin buscou resultados atraves da reorganizacao dos servicos de atencao primaria a saude (APS). Os resultados de viabilidade e impacto do programa mostraram reducao no consumo de sal, especialmente entre os homens, em todos os estratos sociais, apos 3 anos da intervencao. Apos 5 anos, verificou-se reducao na prevalencia de hipertensao arterial e obesidade na faixa etaria de 45 a 65 anos, porem aumento entre os mais jovens. Observou-se aumento do tabagismo entre os homens, principalmente naqueles com maior escolaridade (24, 25).

Destaca-se por fim que essas experiencias comunitarias bem-sucedidas sao importantes para estabelecer propostas para a implementacao de politicas atuais mais efetivas, com o objetivo de promover a saude e prevenir os agravos relacionados as DCNT.

DISCUSSAO

Os resultados desta revisao evidenciam que, desde a decada de 1970, varios projetos de intervencao populacional foram desenvolvidos com o objetivo de promover mudancas comportamentais que reduzissem fatores de risco para DCNT. Entretanto, e notoria a ausencia de novos projetos e estrategias de grande impacto e abrangencia populacional de nivel mundial para controle e enfrentamento das DCNT na atualidade. Tais projetos sao importantes em vista das mudancas de varios aspectos na populacao ao longo do tempo.

A transicao epidemiologica dos paises e um fator precursor da epidemia das DCNT, em funcao da queda das taxas de natalidade e da diminuicao da mortalidade infantil, com consequente aumento da populacao e expectativa de vida. A evolucao da sociedade levou a uma nova rotina cotidiana dos individuos, fruto da industrializacao, urbanizacao, desenvolvimento economico e globalizacao do mercado de alimentos, guiando a transicao nutricional para uma dieta rica em gordura saturada e acucares (6). Sendo esse um problema que afeta a populacao em geral, destaca-se que intervencoies realizadas apenas em individuos de alto risco, selecionados nos servicos de saude, teriam impacto muito discreto no pais como um todo.

Por outro lado, se as intervencoies fossem direcionadas para toda a populacao, pequenas mudancas em fatores de risco e habitos de vida saudaveis teriam, potencialmente, grande impacto na saude publica (26), o que pode ser observado em projetos de intervencao apresentados neste estudo. Tal estrategia tem algumas vantagens em funcao de ser radical, ou seja, de tentar remover a causa basica da doenca; de ter um grande potencial para a populacao, com reducoies significativas na mortalidade; e, ainda, de ser apropriada do ponto de vista comportamental, procurando tornar o fator de risco socialmente inadequado. Esse seria um ponto importante para manter os individuos livres de fatores de risco apos a intervencao. Por outro lado, a estrategia populacional de intervencao tem algumas desvantagens. Ela oferece muitos beneficios a populacao como um todo, tais como diminuicao de mortalidade e morbidade, porem pouco beneficio aos individuos participantes, visto que a maioria viveria muitos anos sem qualquer problema de saude. Sendo assim, medidas que proporcionem recompensas sociais aos participantes de programas de mudanca de estilo de vida, com reforco a autoestima e aprovacao social, podem ser utilizadas como motivadores para a educacao em saude e sua manutencao (7).

Os programas de intervencao comunitaria apresentados neste estudo tiveram resultados bastante distintos. Alguns produziram resultados modestos nas mudancas de comportamentos de risco, em nivel populacional. As razoies propostas para explicar o pequeno impacto de muitos programas sao: o alcance limitado de sessoies de aconselhamento individual e de grupos, uma baixa penetracao dos programas de educacao em muitos segmentos da populacao, fortes tendencias seculares de aumento dos fatores de risco e as condicoies estatisticas de analise dos resultados (27).

Dos programas apresentados, o North Karelia foi o que obteve maior impacto na diminuicao da mortalidade por DCNT, produzindo mudancas substanciais nos fatores de risco. Um ponto forte desse projeto foi a participacao ativa de varios setores da comunidade, incluindo diversas organizacoies nao governamentais, servicos de saude e escolas, alem da cooperacao internacional da OMS (28).

Destaca-se que a educacao em saude e as campanhas de midia desempenharam um papel importante em varios programas de base comunitaria. Alem disso, o envolvimento da APS pode, a longo prazo, ser um dos instrumentos de intervencao mais eficazes (26). Tanto as experiencias do North Karelia, na Finlandia, quanto do Tianjin, na China, enfatizaram o importante papel dos profissionais da APS.

A organizacao e a participacao comunitaria tambem se destacaram, bem como o envolvimento de organizacoies nao governamentais (29) e a colaboracao de industrias e empresas. A reducao dramatica e importante dos niveis de colesterol na Finlandia foi o resultado da colaboracao da industria de alimentos, que tambem foi apoiada por decisoies politicas (30).

Entretanto, oferecer respostas adequadas e eficazes para essas enfermidades e considerado o maior desafio do setor saude no seculo 21 (1, 2, 4, 6). Isso pode ser justificado, dentre outros fatores, pela forma fragmentada de organizacao dos sistemas de saude, que tornam-se insatisfatorios na forma e nas funcoies, pois voltam-se meramente para individuos genericos com enfase curativa e reabilitadora (6).

Como elementos essenciais para aprimorar os sistemas de saude para as condicoies cronicas na atualidade, destacam-se: apoiar uma mudanca de paradigma, ja que o sistema de saude e organizado em torno de um modelo de tratamento de casos agudos e episodicos que nao mais atende as necessidades de muitos pacientes com condicoies cronicas; gerenciar o ambiente politico, pois a elaboracao de politicas e o planejamento de servicos ocorrem inevitavelmente em um contexto politico; desenvolver um sistema de saude integrado, considerando que o tratamento das condicoies cronicas requer integracao para garantir que as informacoies sejam compartilhadas entre diferentes cenarios e prestadores e atraves do tempo (a partir do contato inicial com o paciente); alinhar politicas setoriais para a saude, ou seja, as politicas de todos os setores precisam ser analisadas e alinhadas para maximizar os resultados da saude; aproveitar melhor os recursos humanos do setor saude; centralizar o tratamento no paciente e na familia, uma vez que o gerenciamento das condicoies cronicas requer mudancas no estilo de vida e no comportamento diario, sendo que o papel central e a responsabilidade do paciente devem ser enfatizados no sistema de saude; apoiar os pacientes em suas comunidades, pois o tratamento precisa se estender para alem dos limites da clinica e permear o ambiente domestico e de trabalho dos pacientes; e, por fim, enfatizar a prevencao, pois a maioria das condicoies cronicas e evitavel e muitas de suas complicacoies podem ser prevenidas (6).

Nesse contexto, a OMS propoie medidas voltadas para redirecionar os atuais sistemas de saude, com acoies que integram a promocao da saude e a prevencao primaria dos principais fatores de risco no combate as DCNT. Com base em experiencias comunitarias bem-sucedidas, recomendacoies tem sido propostas para o desenvolvimento de futuros projetos, destacando-se a participacao ativa da comunidade, a compreensao de suas necessidades e prioridades, a colaboracao dos individuos, principalmente dos lideres e organizacoies comunitarias, a importancia do envolvimento dos servicos de saude locais e a implementacao de politicas nacionais que auxiliem escolhas saudaveis (29).

Como limitacao desta revisao, destaca-se o fato de os estudos focarem em especial nas doencas cardiovasculares. Entretanto, os fatores de risco, bem como as estrategias de promocao da saude e prevencao primaria, sao compartilhados para mais de uma das DCNT. Destacase, ainda, o fato de grande parte do conhecimento cientifico produzido sobre as DCNT ser proveniente de paises desenvolvidos. Para orientar o desenvolvimento de intervencoies efetivas, e imperioso ampliar o entendimento tambem no contexto de paises de baixa e media renda, para os quais novos estudos assumem grande importancia.

CONSIDERACOIES FINAIS

Considerando-se que as DCNT tem um forte impacto na qualidade de vida dos individuos afetados, causando morte prematura e gerando grandes e subestimados efeitos economicos adversos para as familias, comunidades e sociedade em geral, e necessario conferir acoies efetivas, integradas, sustentaveis, longitudinais e baseadas em evidencias para a prevencao e controle dessas enfermidades. E preciso grande empenho por parte dos tomadores de decisao e dos lideres em saude de todos os paises do mundo para superar esse desafio. Dentre os elementos essenciais para aprimorar os sistemas de saude, destaca-se a reorientacao dos modelos antes voltados para problemas agudos no atendimento das condicoies cronicas, com acoies que integrem a promocao da saude e a prevencao primaria dos fatores de risco. Sendo assim, novos estudos referentes as politicas e estrategias de prevencao de agravos das DCNT devem ser realizados, buscando avaliar periodicamente os resultados obtidos.

Agradecimentos. O presente trabalho recebeu apoio da Coordenacao de Aperfeicoamento de Pessoal de Nivel Superior (CAPES), entidade do governo brasileiro voltada para a formacao de recursos humanos (processo 23038.009788/2010-78,

AUX-PE-Pro-Ensino Saude 2034/2010).

Conflito de interesses. Nada declarado pelos autores.

REFERENCIAS

(1.) World Health Organization. Global status report on noncommunicable diseases 2010. Genebra: WHO; 2011. Disponivel em: http://whqlibdoc.who.int/publications/ 2011/9789240686458_eng.pdf Acessado em novembro de 2013.

(2.) Pan American Health Organization. Estrategia e plano de acao regional para um enfoque integrado a prevencao e controle das doencas cronicas. Washington: PAHO; 2007. Disponivel em: http://www.bvsde.paho. org/texcom/nutricion/reg-strat-cncdspt.pdf Acessado em novembro de 2013.

(3.) Pan American Health Organization. Carmen-An initiative for integrated prevention of noncommunicable diseases in the Americas. Washington: PAHO; 2003. Disponivel em: http://www1.paho.org/English/AD/ DPC/NC/CARMEN-doc2.pdf Acessado em novembro de 2013.

(4.) Goulart FA. Doencas cronicas nao transmissiveis: estrategias de controle e desafios e para os sistemas de saude. Brasilia: PAHO; 2011. Disponivel em: http://apsredes.org/ site2012/wp-content/uploads/2012/06/ Condicoes-Cronicas_flavio1.pdf Acessado em novembro de 2013.

(5.) Abegunde DO, Mathers CD, Adam T, Ortegon M, Strong K. The burden and costs of chronic diseases in low-income and middle-income countries. Lancet. 2007;370(9603):1929-38.

(6.) Organizacao Mundial da Saude. Cuidados inovadores para condicoies cronicas: componentes estruturais de acao: relatorio mundial. Organizacao Mundial da Saude: Brasilia; 2003. Disponivel em: http://whqlibdoc.who. int/hq/2002/WHO_NMC_CCH_02.01_por. pdf Acessado em novembro de 2013.

(7.) Brasil, Ministerio da Saude. Secretaria de Vigilancia em Saude. Departamento de Analise de Situacao de Saude. Guia metodologico de avaliacao e definicao de indicadores: doencas cronicas nao transmissiveis e Rede Carmem. Brasilia: Ministerio da Saude; 2007. Disponivel em: http://www.prosaude.org/publicacoes/ diversos/guia_rede_carmen.pdf Acessado em novembro de 2013.

(8.) Moher D, Liberati A, Tetzlaff J, Altman DG, PRISMA Group. Preferred reporting items for systematic reviews and meta-analyses: the PRISMA statement. Ann Intern Med. 2009;151(4):264-9.

(9.) Puska P, Keller I. Primary prevention of noncommunicable diseases. Experiences from population based intervention in Finland for the global work of WHO. Z Kardiol. 2004;93(2suppl):37-42.

(10.) Puska P. The North Karelia Project: a community-based program for the prevention of heart and vascular diseases. Duodecim. 1985;101(23):2281-94.

(11.) Puska P, Salonen JT, Nissinen A, Tuomilehto J, Vartiainen E, Korhonen H, et al. Change in risk factors for coronary heart disease during 10 years of a community intervention programme (North Karelia project). Br Med J. 1983;287(6408):1840-4.

(12.) Farquhar JW. The community-based model of lifestyle intervention trials. Am J Epidemiol. 1978;108(2):103-111.

(13.) Farquhar JW, Fortmann SP, Maccoby N, Haskell WL, Williams PT, Flora JA, et al. The Stanford Five-City Project: design and methods. Am J Epidemiol. 1985;122(2):323-34.

(14.) Farquhar JW, Fortaman SP, Flora JA, Taylor CB, Haskell WL, Williams PT, et al. Effects of community-wide education on cardiovascular disease risk factors: the Stanford Five-City-Project. JAMA. 1990;264(3):359-365.

(15.) Fortmann SP, Varady AN. Effects of a community-wide health education program on cardiovascular disease morbidity and mortality: the Stanford Five-City Project. Am J Epidemiol. 2000;152(4):316-23.

(16.) Arnett DK, McGovern PG, Jacobs DR, Shahar E, Duval S, Blackburn H, et al. Fifteen-year trends in cardiovascular risk factors (1980-1982 through 1995-1997): the Minnesota Heart Health Program. Am J Epidemiol. 2002;156(10):929-35.

(17.) Luepker RV, Murray DM, Jacobs DR, Mittelmark MB, Bracht N, Carlaw R, et al. Community education for cardiovascular disease prevention: risk factor changes in the Minnesota Heart Health Program. Am J Public Health. 1994;84(9):1383-93.

(18.) Carleton RA, Lasater TM, Assaf AR, Feldman HA, Mckinlay S, Pawtucket Heart Health Program Writing Group. The Pawtucket Heart Health Program: Community changes in cardiovascular risk factors and projected disease risk. Am J Public Health. 1995a;85(6):777-85.

(19.) Carleton RA, Lasater TM, Assaf AR. The Pawtucket Heart Health Program: progress in promoting health. R I Med. 1995b;78(3):74-7.

(20.) Leparski E, Nussel E. Countrywide Integrated Noncommunicable Diseases (CINDI) Intervention Programme--Protocol and guidelines for monitoring and evaluation procedures. Berlin: Springer Verlag; 1987.

(21.) Carnelosso MLC. Iniciativa Carmen: resultados e tendencias das prevalencias dos fatores de risco cardiovasculares [tese]. Goiania: Programa Multiinstitucional de Pos-Graduacao em Ciencias da Saude, Convenio Centro Oeste/Universidade de Brasilia, Universidade Federal de Goias, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul; 2008.

(22.) Jadue L, Vega J, Escobar MC, Delgado I, Garrido C, Lastra P, et al. Factores de riesgo para las enfermidades no transmissibles: metodologia y resultados globales de la encuesta de base del programa Carmen (Conjunto de Acciones para la Reducion Multifactorial de las Enfermedades No transmissibles). Rev Med Chile. 1999;127(8):1004-13.

(23.) Berrios X, Bedregal GP, Guzman AB. Costo--efectividad de la promocion de la salud en Chile. Experiencia del programa "Mirame!". Rev Med Chile. 2004;132(3):361-70.

(24.) Tian HG et al. Changes in sodium intake and blood pressure in a community-based intervention project in China. J Hum Hypertens. 1995;9(12):959-68.

(25.) Yu Z, Song G, Guo Z, Zheng G, Tian H, Vartiainen E, Puska P, Nissinen A. Changes in blood pressure, body mass index, and salt consumption in a Chinese population. Prev Med. 1999;29(3):165-72.

(26.) Nissinen A, Berrios X, Puska P. Community-based noncommunicable disease interventions: lessons from developed countries for developing ones. Bull WHO. 2001;79(10): 963-70.

(27.) Parker DR, Assaf AR. Community interventions for cardiovascular disease. Prim Care Clin Office Pract. 2005;32(4):865-81.

(28.) Puska P. Successful prevention on non-communicable diseases: 25 year experiences with North Karelia Project in Finland. Public Health Med. 2002;4(1):5-7.

(29.) Pearson TA, Walls S, Lewis C. Dissecting the "black box" of community intervention: lessons from community-wide cardiovascular disease prevention programs in the US and Sweden. Scand J Public Health. 2001;29(suppl 56):69-78.

(30.) Ribeiro AG, Cotta RMM, Ribeiro SMR. A promocao da saude e a prevencao integrada dos fatores de risco para doencas cardiovasculares. Cienc Saude Colet. 2012;17(1):7-17.

Manuscrito recebido em 24 de janeiro de 2013. Aceito em versao revisada em 28 de outubro de 2013.

Luciana Saraiva da Silva, [1] Rosangela Minardi Mitre Cotta [1] e Carla de Oliveira Barbosa Rosa [1]

Universidade Federal de Vicosa, Departamento de Nutricao e Saude, Vicosa (MG), Brasil. Correspondencia: Rosangela Minardi Mitre Cotta, rmmitre@ufv.br
TABELA 1. Resultados das principais intervencoies de promocao da
saude e prevencao primaria para enfrentamento das doencas cronicas
em paises desenvolvidos

Estrategias            Periodo     Local

North Karelia         1972-1997   Finlandia
Project
(9-11)

Stanford Three-       1972-1974   EUA
Community
Study (12)

Stanford Five-City    1978-1996   EUA
Project
(13-15)

Minnesota Heart       1980-1993   EUA
Health Program
(16, 17)

Pawtucket Heart       1980-1991   EUA
Health Program
(18, 19)

Countrywide           1983        Europa e
Integrated                        Canada
Noncommunicable
Disease
Intervention--Cindi
(20)

Estrategias           Populacao           Objetivos

North Karelia         > 250 mil em cada   Prevenir a mortalidade
Project               cidade              por doencas
(9-11)                                    cardiovasculares,
                                          expandindo-se para
                                          contemplar outras
                                          doencas nao
                                          transmissiveis.

Stanford Three-       > 12 mil em cada    Modificar fatores de
Community             grupo               risco para doencas
Study (12)                                cardiovasculares, com
                                          mudancas
                                          comportamentais que
                                          tivessem bom custo-
                                          efetividade,
                                          aplicaveis a grandes
                                          populacoies.

Stanford Five-City    Entre 40 mil e      Modificar fatores de
Project               85 mil nos grupos   risco para doencas
(13-15)               intervencao, e      cardiovasculares, com
                      35 mil e 161        mudancas
                      mil nos grupos      comportamentais que
                      controle            tivessem bom custo-
                                          efetividade e
                                          aplicaveis a grandes
                                          populacoies; e manter
                                          um sistema de
                                          vigilancia de
                                          mortalidade  por
                                          doenca cardiovascular.

Minnesota Heart       Entre 25 mil e      Conscientizar a
Health Program        110 mil             populacao quanto as
(16, 17)                                  doencas
                                          cardiovasculares,
                                          incentivar a
                                          participacao em
                                          programas de saude e
                                          estimular a adocao de
                                          comportamentos
                                          saudaveis, que
                                          reduzissem os fatores
                                          de risco para doencas
                                          cardiovasculares.

Pawtucket Heart       > 70 mil em cada    Reduzir a morbidade e
Health Program        grupo               a mortalidade
(18, 19)                                  cardiovasculares.

Countrywide           Grande numero       Dar suporte aos paises
Integrated            de paises           membros no
Noncommunicable       envolvidos          desenvolvimento de
Disease                                   politicas amplas e
Intervention--Cindi                       integradas para
?(20)                                     prevencao e reducao
                                          das consequencias das
                                          DCNT, visando a
                                          promover estilos de
                                          vida saudaveis nas
                                          comunidades, prevenir
                                          e controlar fatores
                                          de risco comuns.

Estrategias           Acoies                   Resultados

North Karelia         Campanhas na midia      As taxas de mortalidade
Project               para reducao do         por doenca
(9-11)                tabagismo e             cardiovascular, em
                      competicoies entre       homens de 35 a 64 anos
                      provincias para         de idade, decresceram
                      reducao do colesterol   57% no periodo de 1972
                      serico, alem de         a 1992. Reducao na
                      projetos escolares.     prevalencia de
                                              tabagismo e melhoria da
                                              alimentacao.

Stanford Three-       Amplas campanhas de     Houve mudancas no
Community             educacao comunitaria    conhecimento e na
Study (12)            sobre os fatores de     prevalencia dos fatores
                      risco, incluindo        de risco (tabagismo,
                      hipertensao arterial,   niveis de colesterol e
                      altos niveis de         pressao arterial). A
                      colesterol serico,      reducao estimada do
                      tabagismo e excesso     risco de doencas
                      de peso.                coronarianas e
                                              cerebrovasculares foi
                                              de 24%.

Stanford Five-City    Amplas campanhas de     Reducoies nos niveis de
Project               educacao comunitaria    pressao arterial e
(13-15)               sobre os fatores de     colesterol serico, alem
                      risco, incluindo        de diminuicao do
                      hipertensao arterial,   tabagismo,
                      altos niveis de         representando um
                      colesterol serico,      declinio geral de 16%
                      tabagismo e excesso     no risco de desenvolver
                      de peso.                doencas
                                              cardiovasculares. Os
                                              grupos controle e
                                              intervencao
                                              apresentaram tendencias
                                              semelhantes.

Minnesota Heart       Educacao comunitaria    Conscientizacao da
Health Program        em saude para           populacao, diminuicao
(16, 17)              prevencao de fatores    dos fatores e
                      de risco--tabagismo,    comportamentos de risco
                      niveis altos de         e declinio das doencas
                      colesterol serico,      cardiacas. Nao houve
                      hipertensao arterial    diferenca significativa
                      e inatividade fisica.   entre as areas de
                                              intervencao e controle.
                                              Efeitos modestos e de
                                              curta duracao.

Pawtucket Heart       Estrategias que         Diferenca significativa
Health Program        contaram com            entre Pawtucket e a
(18, 19)              voluntarios da          cidade-controle apenas
                      propria comunidade; e   quanto a uma atenuacao
                      desenvolvimento de      no aumento do IMC ao
                      uma estrutura de        longo da decada.
                      organizacao             Tendencias estaveis na
                      comunitaria capaz de    mortalidade por doenca
                      sustentar programas     arterial coronariana.
                      de atencao a saude.

Countrywide           Combinar a promocao     Houve reducao dos
Integrated            da saude e a            fatores de risco
Noncommunicable       prevencao de doencas,   cardiovasculares:
Disease               desenvolvendo           tabagismo, obesidade,
Intervention--Cindi   colaboracao             hipertensao e
?(20)                 intersetorial e         hipercolesterolemia.
                      envolvimento da         Alem disso, os
                      comunidade, destacar    programas
                      o papel dos             desenvolveram acoies
                      profissionais de        integradas de prevencao
                      saude e otimizar a      e promocao da saude.
                      utilizacao de
                      recursos existentes.

TABELA 2. Resultados das principais intervencoies de promocao da
saude e prevencao primaria para enfrentamento das doencas cronicas
em paises em desenvolvimento

Estrategias       Periodo    Local

Projeto CARMEN     1995     America
(21, 22)                    Latina

Programa Mirame    1992      Chile
(23)

Tianjin Project    1984      China
(24, 25)

Estrategias       Populacao             Objetivos

Projeto CARMEN    Atingiu mais de   Promover coalizacoies
(21, 22)          4 milhoies de      locais e nacionais no intuito
                  pessoas.          de estabelecer politicas e
                                    implementar intervencoies
                                    para reducao dos fatores
                                    de risco para DCNT--tabagismo,
                                    hipertensao arterial, excesso
                                    de peso, diabetes mellitus
                                    e consumo de alcool.

Programa Mirame   [+ or -] 30 mil   Promover habitos de vida
(23)              criancas          saudaveis na populacao
                  escolares         escolar e grupos familiares.

Tianjin Project   Distrito urbano   Reduzir o consumo de sal
(24, 25)          com cerca de      na populacao, reduzir o
                  9 milhoies de      tabagismo e prover cuidados
                  habitantes.       para hipertensos atraves da
                                    reorganizacao dos servicos
                                    de atencao primaria a saude.

Estrategias            Acoies                      Resultados

Projeto CARMEN    Abordagem integrada      As avaliacoies enfatizam a
(21, 22)          que combine formulacao   eficacia e efetividade
                  de politicas, servicos   das intervencoies na
                  de cuidados              mudanca da
                  preventivos para         morbimortalidade por
                  individuos em risco e    DCNT, bem como da
                  promocao de saude para   prevalencia dos seus
                  a populacao. Os alvos    fatores de risco.
                  do projeto seriam
                  atingidos por meio da
                  comunidade, locais de
                  trabalho, escolas e
                  servicos de saude.

Programa Mirame   Intervencao              Declinio do consumo de
(23)              educacional na           alcool e fumo, alem de
                  populacao escolar,       reducao da obesidade,
                  baseada em conceitos     hipertensao arterial e
                  sociais de educacao      dislipidemia. A
                  para adocao de estilos   comunidade, professores e
                  de vida saudaveis.       pais permaneceram
                                           fortemente estimulados a
                                           continuar com as
                                           intervencoies.

Tianjin Project   Atividades               Reducao no consumo de
(24, 25)          educacionais para        sal, apos tres anos da
                  modificar os niveis      intervencao. Apos cinco
                  dos principais fatores   anos, verificou-se
                  de risco para DCNT na    reducao na prevalencia de
                  comunidade.              hipertensao arterial e
                                           obesidade na faixa etaria
                                           de 45 a 65 anos, porem
                                           aumento entre os mais
                                           jovens. Observou-se
                                           aumento do tabagismo
                                           entre os homens,
                                           principalmente naqueles
                                           com maior escolaridade.
COPYRIGHT 2013 Pan American Health Organization
No portion of this article can be reproduced without the express written permission from the copyright holder.
Copyright 2013 Gale, Cengage Learning. All rights reserved.

Article Details
Printer friendly Cite/link Email Feedback
Author:da Silva, Luciana Saraiva; Cotta, Rosangela Minardi Mitre; Rosa, Carla de Oliveira Barbosa
Publication:Revista Panamericana de Salud Publica
Article Type:Author abstract
Date:Nov 1, 2013
Words:5509
Previous Article:External evaluation of population-based cancer registries: the REDEPICAN Guide for Latin America/Evaluacion externa de registros de cancer de base...
Next Article:Factors that influence a career choice in primary care among medical students from high-, middle-, and low-income countries: a systematic...
Topics:

Terms of use | Copyright © 2018 Farlex, Inc. | Feedback | For webmasters