Printer Friendly

Effectiveness of dry cow theraphy with cephalonium in microbiological cure of subclinical mastitis caused by Staphylococcus aureus/Eficacia da terapia de vacas secas com cefalonio anidro na cura microbiologica das mastites subclinicas causadas por Staphylococcus aureus.

Introducao: O Staphylococcus aureus (S. aureus) e um importante agente causador de mastite em rebanhos leiteiros no mundo. Para que se obtenha sucesso no programa de controle da mastite e necessaria a rapida identificado dos animais infectados pelo S. aureus, evitando que eles possam disseminar o agentes entre os animais, para que assim seja possivel a segrecgacao e o descarte desses animais. Pelo fato de muitas propriedades possuirem uma alta frequencia de isolamento desse patogeno e nao dispor de mao-de-obra para criar grupos adicionais de animais no rebanho ou mesmo descarta-los tem-se aumentado o interesse no tratamento dos animais positivos para S. aureus. O periodo seco da vaca, que ocorre preferencialmente 60 dias pre-parto, e de grande valia para o controle da mastite pela eliminado de microrganismos intramamarios da ultima lactacao ja que nesse periodo e possivel utilizar altas concentragoes de antibioticos de longa durado, resultando assim em melhores taxas de cura que a observada durante a lactacao. O Cefalonio Anidro (CA) e uma cefalosporina sintetica de primeira geracao de amplo espectro e longa duragao, que atua interrompendo a sintese da camada de peptideoglicanos da parede celular bacteriana. Eficaz principalmente contra microrganismos gram-positivos, sendo especifico para o tratamento de vacas secas. O presente estudo teve como objetivo avaliar a eficacia da terapia com CA na cura microbiologica das mastites subclinicas causadas no periodo seco de vacas leiteiras.

Material e Metodos: Foi realizada a cultura microbiologica de amostras compostas do leite de todas as vacas em lactacao do rebanho (n=262), atentando-se para que quantidades, aproximadamente, iguais fossem obtidos de cada quarto. Foram identificados 124 animais positivos para o agente. Foram coletadas tres amostras intervaladas de sete dias de maneira asseptica. As amostras foram congeladas e enviadas ao laboratorio para realizacao do diagnostico microbiologico. Os animais eram considerados positivos para S. aureus quando o agente foi isolado em pelo menos uma amostra. Vinte e quatro animais positivos que se encontravam no periodo final da lactacao foram tratados com 0,25 gramas CA via intramamaria na data da secagem apos a desinfeccao dos tetos com alcool 70%. Sete, quatorze e vinte e um dias apos o parto foram coletadas amostras compostas seguindo o mesmo procedimento anterior a secagem para realizacao da cultura microbiologica.

Resultados e Discussao: Em muitos casos o descarte e a melhor opcao pra o controle do Staphylococcus aureus no rebanho. Mas esse controle e limitado a necessidades dos proprietarios em manter certa producao de leite, preservar animais de genetica superior e manter o status reprodutivo do rebanho Nickerson et al. (1). Apos a realizado da cultura pos parto os animais foram considerados curados quando nao foi isolado, em nenhuma das culturas o S. aureus. Dos animais submetidos a terapia de vacas secas com CA 7 (30%) permaneceram positivos para o S. aureus e 17 animais (70%) foram considerados curados (tabela 3). Diversos fatores associados ao rebanho, ao animal e ao patogeno sao capazes de influenciar a taxa de cura para o S. aureus. Estudos anteriores mostram que a taxa de cura e influenciada pela idade do animal, ordem de partos, o numero de quartos afetados, a duracao do periodo seco e as condigoes higienicas da fazenda. Os fatores relacionados ao agente que podem influenciar na taxa de cura encontrada estao relacionados a capacidade de sobreviver dentro de neutrofilos, que os protege da acao de muitos antibioticos, e a resistencia aos medicamentos dentre elas a resistencia a penicilina e a mais conhecida. Sol et al. (2) ao analisarem dados compilados de cinco diferentes terapias de vacas secas encontrou uma taxa de cura de 68,5 % a nivel de quartos infectados. Nickerson et al.(1) encontraram taxas de cura que variaram de 41,7 a 64,3 variando de acordo com o medicamento utilizado na terapia de vaca seca e a forma de infeccao, natural ou experimental.

Conclusoes: Concluiu-se com o presente estudo que o CA pode ser considerado como uma opgao eficaz para o tratamento de mastite causada por S. aureus em vacas no periodo seco.

Referencias:

(1.) NICKERSON, S. C., OWENS, W. E., FOX, L. K., SCHEIFINGER, C. C., SHRYOCK, T. R., SPIKE, T. E. (1999). Comparison of tilmicosin and cephapirin as therapeutics for Staphylococcus aureus mastitis at dry-off. Journal of dairy science, (1999), 82:696-703

(2.) SOL, J., SAMPIMON, O. C., SNOEP, J. J., SCHUKKEN, Y. H. Factors associated with bacteriological cure after dry cow treatment of subclinical staphylococcal mastitis with antibiotics. Journal of dairy science, (1994) 77:75-79.

Victor Marco Rocha Malacco [1]

Camila Flavia de Assis Lage [2]

Livio Ribeiro Molina [3]

[1] Graduando em Medicina Veterinaria UFMG--Departamento de Clinica e Cirurgia Veterinaria- Escola de Veterinaria UFMG. Rua Pitangui, 2705, Sagrada Familia, Belo Horizonte-MG, Cep. 31030-211.Tel (31) 3463.4552. Email. malacco.victor@yahoo.com.br (enderego para correspondencia)

[2] Graduanda em Medicina Veterinaria UFMG--Departamento de Clinica e Cirurgia Veterinaria--Escola de Veterinaria-- UFMG/ Belo Horizonte. MG Email. Camilassislage@yahoo.com.br

[3] Professor Adjunto Departamento de Clinica e Cirurgia Veterinaria--Escola de Veterinaria--UFMG/Belo Horizonte.MG Email. lmolina@ufmg.br
Tabela 1. Taxa de cura observada (numero de
curados por numero de tratados) de animais
infectados por Staphylococcus aureus
seguinte a terapia de vacas secas com
Cefalonio Anidro.

           Curadas    Doentes

Vacas         7         17
Tratadas   (30) (1)    (70)

(1) Numero entre parenteses representa a
porcentagem de cura
COPYRIGHT 2013 Universidade Estadual Paulista. Facultade de Medicina Veterinaria e Zootecnia
No portion of this article can be reproduced without the express written permission from the copyright holder.
Copyright 2013 Gale, Cengage Learning. All rights reserved.

Article Details
Printer friendly Cite/link Email Feedback
Author:Malacco, Victor Marco Rocha; Lage, Camila Flavia de Assis; Molina, Livio Ribeiro
Publication:Veterinaria e Zootecnia
Date:Jun 1, 2013
Words:879
Previous Article:Frequency of isolation of Staphylococcus aureus in milk samples from cows with somatic cell count < 200,000 cells/ML/Frequencia do isolamento de...
Next Article:Cellular and physico-chemical characteristics of milk sheep after treatment of subclinical mastitis in dry period/Caracteristicas celulares e fisico...
Topics:

Terms of use | Privacy policy | Copyright © 2019 Farlex, Inc. | Feedback | For webmasters