Printer Friendly

EFEITO DO TREINAMENTO DE CAMINHADA APOS OITO SEMANAS DE INTERVENCAO COM USO DO SUPLEMENTO ALIMENTAR ACIDO ALFA LIPOICO EM SEDENTARIOS OBESOS.

RESUMO

Objetivo: durante 8 semanas de caminhada a 70% do esforco inicial, avaliar as alteracoes corporais do sedentario com uso do ALA. Materiais e Metodos: O estudo foi realizado com duas amostra de ambos os sexo, medidas media de 87,1kg, altura 175 m, IMC 29,69, %GC 31,5, e usando dose de ALA 250mg mulher e 300mg homem, esforco foi avaliada pela tabela de Borg, FC Polar FT1, antopometria Diet Pro 5i, mantidas consumo alimentar habitual. Resultados: As amostras obtiveram reducao expressivo ao final das 8 semanas de caminhada na esteira uma reducao de 3,2 e 3,5% de gordura corporal e uma media de reducao de 9,7kg de peso. Discussao: Estudos na literatura que comprovam o efeito positivo da atividade fisica sobre a reducao do tecido adiposo. O ALA, apresentando um bom aspecto na realizacao da atividade de caminhada, impulsionando um resultado positivo na estimulacao, devido o alto poder desintoxicante. Pessoas que praticam algum tipo de atividade fisica, geralmente desfrutam mais da vida. Conclusao: O estudo apresentou um balanco positivo quanto a reducao de peso e de %gordura corporal, assim como o uso do suplemento como motivador do desempenho e na continuacao dos exercicios.

Palavras-chave: Caminhada. Sedentario. Acido Alfa Lipoico. Suplemento.

ABSTRACT

Effects of walking in sedentary obese after eight weeks of intervention using the food supplement alpha lipoic acid.

Aim: Walking for 8 weeks at 70 % of the initial effort to evaluate the body changes with sedentary use of ALA. Materials and Methods: The study was conducted with two sample of both genders, medium measures 87.1 kg, height 175 m, BMI 29.69, 31.5 % GC, and using ALA dose of 250mg and 300mg woman man effort was evaluated by Borg table, FC Polar FT1, anthropometry Diet Pro 5i, maintained food consumption. Results: The samples obtained significant reduction at the end of 8 weeks of treadmill walking at a reduction of 3.2 and 3.5 % body fat and an average reduction of 9.7 kg. Discussion: Studies in the literature that demonstrate the positive effect of physical activity on the reduction of adipose tissue. The ALA, presenting a good appearance in the realization of the activity of walking, driving a positive result in the stimulation, because the high power detoxifier. People who practice some form of physical activity generally enjoy life more. Conclusion: The study showed a positive balance as weight reduction and body fat%, and supplement use as a motivator of performance and continuation of exercise.

Key words: Walk. Sedentary. Alpha Lipoic Acid. Supplement.

INTRODUCAO

Ha algumas decadas tanto a midia televisiva e escrita quanto as pesquisas cientificas tem demonstrado importancia da atividade fisica na vida das pessoas. Dentre outras finalidades, e praticada com o objetivo de manter uma boa saude e prevenir doencas (Dutra e Colaboradores, 2007).

Uma das consequencias que o sedentarismo pode contribuir esta a obesidade. A prevalencia de sobrepeso e obesidade aumentou acentuadamente, tanto nos paises desenvolvidos, quanto naqueles em desenvolvimento, independente da idade, do genero, da etnia e da classe social, sendo considerada uma epidemia mundial (Sabia, Santos e Ribeiro, 2004).

Obras de arte da Antiguidade remota ja apresentavam mulheres obesas. Estas ja foram encontradas em mumias egipcias, pinturas, porcelanas chinesas da era do precristianismo, esculturas gregas e romanas e em vasos dos Maias e Incas nas Americas (Brandao e Silva, 2012).

A caminhada e o exercicio mais popular e, portanto, muito utilizado em programas de controle de peso e de reducao dos fatores de risco da doenca coronariana.

Para a prescricao e o controle da caminhada, alem de sua intensidade e duracao, em alguns casos, tambem e importante quantificar o gasto calorico por ela provocado. Pequenos beneficios podem ser alcancados em atividades cujo dispendio energetico seja de, pelo menos, 50kcal por dia.

Quando o objetivo da pratica da caminhada e a reducao do peso corporal, o gasto energetico e um parametro importante a ser utilizado pelos profissionais de educacao fisica na sua prescricao (Dutra e Colaboradores, 2007).

Alguns estudos tem demonstrado o efeito da dieta e do treinamento fisico isoladamente ou combinados sobre a perda do peso corporal. Ha consenso na literatura sobre o efeito da dieta na reducao do peso corporal, entretanto a inclusao de exercicios nem sempre resulta em perda adicional de peso.

O exercicio prolongado ou aerobico e caracterizado por atividades ciclicas (caminhar, correr, nadar, pedalar, etc.), mantidos por 10 minutos ou mais. A producao de energia neste tipo de atividade e originaria predominantemente do metabolismo oxidativo, podendo ser mantido em um estado estavel, por longo periodo de tempo (Reis Filho e colaboradores, 2008).

O treinamento em circuito e a caminhada sao atividades fisicas que podem ser usados em conjunto ou separadamente no tratamento da obesidade. Estudos tem demonstrado que tanto o treinamento em circuito como a caminhada, apresentam bons resultados no tratamento da obesidade, favorecendo assim, uma melhora significativa da composicao corporal e da condicao cardiovascular.

Entre os inumeros fatores ate aqui descritos, que contribuem para o desenvolvimento e a manutencao da obesidade, podemos destacar as modificacoes do estilo de vida decorrente da modernizacao sofrida ao longo dos ultimos anos como uma das principais causas do sobrepeso e da obesidade.

Em virtude de acentuar resultados a busca por suplementacao vem sendo bastante requisitada, segundo Rigon e Rossi (2012), utilizadores de suplementos por praticante de atividade fisica sao em sua maioria pessoas com elevada formacao escolar e um grande intervalo de idade (entre 19 e 56 anos). Todos os consumidores de suplementos realizavam atividade fisica, com maior frequencia para atividades em academias de ginastica.

O Acido Alfa Lipoico, que desempenha um papel essencial nas reacoes desidrogenase mitocondrial, recentemente ganhou atencao consideravel como um antioxidante (Packer, Witt, Tritschler, 1995).

O Acido Alfa Lipoico e um exemplo de uma droga existente, cujo efeito terapeutico tem sido relacionada com a sua acao antioxidase (Biewenga, Haenen, Bast, 1997). E importante sistema redox intramolecular, coenzima da piruvato desidrogenase e cetoglutarato desidrogenase.

O Acido Alfa Lipoico tem efeito enzimatica e citoprotetor. Ele tem um papel chave no ciclo do acido citrico, como uma coenzima (Becic e Colaboradores 2008).

Este estudo almeja unir as duas acoes, atividade fisica e administracao do suplemento Acido Alfa Lipoico. Durante o periodo 8 semanas de atividade fisica, avaliando a reducao de medidas e gordura corporal induzidas e/ou potencializada pela suplementacao do Acido alfa lipoico em individuos sedentarios.

MATERIAIS E METODOS

Inicialmente, apos esclarecimento da metodologia do estudo, e principalmente da posologia de administracao do uso do suplemento alimentar em capsulas, substancia Acido Alfa Lipoico (ALA), os sujeitos assinaram termo de consentimento, concordando com sua participacao livre e informada, ou seja, todos os elementos da amostra participaram de livre e espontaneamente do experimento conforme resolucao 196/96 do Conselho Nacional de Saude.

O estudo foi realizado com duas amostras, sendo uma do genero feminino, sedentaria e obeso classe I segundo dados da OMS, (2000) a outra do genero masculino, sedentario e pre-obeso segundo dados da OMS, (2000) jovens, nao fumantes, com idade media de 31 anos moradores de Ilheus, Bahia e voluntarios aos testes.

As medidas como: antopometria aferida com adpometro clinico Sanny para calculo das taxas de gordura corporal, foi usado soma das 4 dobras (Pollock, Wilmore, 1993) e medida de peso e altura com a balanca Filizola.

A circunferencia da cintura, respeitando a marca de dois dedos acima do umbigo, abaixo da ultima costela e sobre a crista iliaca e quadril localizada ao nivel dos trocanteres femorais e anteriormente a sinfise pubica, no ponto de maior protusao glutea, com fita metrica.

A Frequencia cardiaca foi medida com frequencimento Polar FT1 no Inicio e final do estudo, para realizar o teste de esforco submaximo utilizando escala de Borg, e mantendo batimentos cardiacos abaixo de 180 bpm. As medidas de peso e altura foram aferidas com as amostras descalcas utilizando o minimo de vestimentas. Teste realizado em esteira ergometrica disponivel na residencia das amostras.

Usado o programa Diet Pro 5i para calculo do percentual de gordura, Indice de Massa Corporea (IMC) e Relacao Cintura-Quadril (RCQ).

Foi ministrado dose de 250 mg de ALA para mulheres e de 300 mg para homens, posologia da administracao foi 1 (uma) dose com 1 hora antes da atividade fisica.

O periodo de utilizacao do ALA foi de 8 semanas. Assim como o acompanhamento da caminhada que teve 15 minutos de aquecimento e 30 minutos na velocidade adaptada a 70% do esforco inicial. Repetido as afericoes das medidas antropometricas no ultimo dia de exercicio.

O recordatorio alimentar foi realizado por um nutricionista posteriormente calculado o consumo energetico e durante o teste foi respeitando um consumo padrao e habitual de 1800 a 2200 kcal do valor energetico total, de acordo os calculos nutricionais realizados no recordatorio alimentar.

Para execucao desse teste nao foram alterados os padroes alimentares dos individuos para que nao houvesse interferencia.

RESULTADOS

Foram aferidas medidas iniciais, e durante as 8 (oito) semanas que prosseguiram os testes, segue dados comparativos da primeira e derradeira avaliacao.

O quadro 2 apresenta relevante perda de peso e reducao de medidas durante o periodo do teste, o grafico 1 mostra o detalhamento da perda de peso durante o periodo avaliado e o grafico 2 podemos observar as alteracoes do IMC. Ambos os generos apresentaram melhoras de reducao no percentual de gordura corporal.

DISCUSSAO

Observamos a existencia de varios estudos na literatura que comprovam o efeito positivo da atividade fisica sobre a reducao do tecido adiposo (Reis Filho e colaboradores, 2008).

O treinamento em circuito e exercicios aerobicos de baixa intensidade como caminhada sao dois tipos de treinamento entre as inumeras opcoes de exercicios que podem ser utilizados no tratamento da obesidade (Reis Filho e colaboradores, 2008).

As amostras obtiveram reducao expressivo ao final das 8 semanas de caminhada na esteira uma reducao de 3,2 e 3,5% de gordura corporal e uma media de reducao de 9,7kg de peso.

Alguns estudos confirmam estes resultados, [...] individuos que seguiram uma dieta hipocalorica e hiperproteica durante a intervencao tiveram uma reducao no teor de gordura corporal [...] (Kuroda e colaboradores, 2012).

Outro estudo comparou os efeitos das intervencoes de somente dieta (D), somente exercicio (E), exercicio sem perda de peso (ESP), e controle (C), em obesos. [...] Os autores concluiram que a reducao de peso pela restricao calorica ou aumento da atividade fisica reduz a obesidade, especialmente a gordura abdominal. O ESP diminuiu a gordura abdominal (Ross e colaboradores, 2000).

O que pode ter afetado o resultado dase o uso da suplementacao com o ALA, apresentando tambem um efeito placebo, "Se eu acreditar que a pilula ajuda, ela vai ajudar" Barbosa e colaboradores (2010) na realizacao da atividade de caminhada, impulsionando um resultado positivo na estimulacao, devido o alto poder desintoxicante.

O resultado tambem foi alcancando devido a motivacao e facilidade em realizar o teste, a disponibilidade do equipamento, esteira ergometrica, na residencia de cada individuo foi de papel importante nesse estudo, apresentando maior comodidade e auto suficiencia. As pessoas caminham em ruas do bairro onde moram, em parques, em percursos irregulares e outros lugares sem marcacao da distancia percorrida (Dutra e Colaboradores, 2007).

Sabe-se que para mensurar um estudo como esse requer uma quantidade maior de amostras e o uso de um grupo controle, estudos futuros podem ser realizados para determinar o percentual de acao de cada elemento isoladamente, como alimentacao, exercicio, efeito do suplemento ALA, devido o fato de ainda hoje serem poucos os artigos e relatos a respeito do tema.

Ainda, constatou-se que a dosagem de cafeina administrada nao foi suficiente para promover alteracoes hemodinamicas importantes e tampouco foi verificado efeito supressor do apetite.

Um outro trabalho o qual submeteu 18 jovens de ambos os sexos com idade entre 18 e 30 anos a suplementacao com termogenico comercial (MET-Rx Xtreme Amped-Up) e teve como objetivo foi verificar os efeitos dessa suplementacao sobre o gasto energetico de repouso e variaveis hemodinamicas, foi observado aumento na termogenese apos a ingestao do suplemento para a primeira, segunda e terceira hora apos o consumo (Reis Filho e colaboradores, 2012).

Em geral, pessoas que possuem o habito de praticar algum tipo de atividade fisica, geralmente desfrutam mais da vida, do trabalho, dormem melhor, ficam menos enfermas e muito provavelmente tem uma expectativa de vida maior (Mendes, Mundim, Tavares, 2012).

CONCLUSAO

O estudo apresentou um balanco positivo quanto a reducao de peso e de %gordura corporal, assim como o uso do suplemento como motivador do desempenho e na continuacao dos exercicios.

Um fator contribuinte para este resultado positivo foi a pre disponibilidade do equipamento ao alcance, na residencia, propiciando maior conforto ao obeso.

REFERENCIAS

1-Barbosa, C. L.; Fiore, L.; Aires, R. A.; Navarro, A. C. Diferenca entre ingestao de carboidrato, placebo e glicemica em teste progressivo em esteira (CONCONI Adaptado em esteira). Revista Brasileira de Nutricao Esportiva. Sao Paulo. Vol. 4. Num. 20. p. 95-102. 2010.

2-Biewenga, G.P.; Haenen, G.R.; Bast, A . A farmacologia do acido lipoico antioxidante. Gen Pharmacol. Vol. 29. Num. 3. p.315-31. 1997.

3-Brandao, D. C.; Silva, C. A. B. Investigacao do perfil antropometrico dos praticantes de caminhada/corrida. Revista Brasileira de Prescricao e Fisiologia do Exercicio. Sao Paulo. Vol. 6. Num. 36. p.552-559. 2012.

4-Dutra, L. N.; Damasceno, V. O.; Silva, A. C.; Vianna, J. M.; Novo Junior, J. M.; Lima, J. R. P. Estimativa do gasto energetico da caminhada. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol.13. Num. 5. 2007.

5-Kuroda, L. K.; Fonseca, C. C.; Bon, A.; Dacar, M.; Setaro, L. Diferentes distribuicoes de macronutrientes aliadas ao treinamento resistido na perda de gordura e melhora da composicao corporal. Revista Brasileira de Nutricao Esportiva. Sao Paulo. Vol. 6. Num. 31. p. 57-65. 2012.

6-Mendes, A. V.; Mundim, S. M.; Tavares, B. M. Estado nutricional de praticantes de caminhada e corrida da cidade de Coariamazonas. Revista Brasileira de Nutricao Esportiva. Sao Paulo. Vol. 6. Num. 34. p. 283-291. 2012.

7-Packer, L.: Witt, E.H.; Tritschler, H.J. Acido alfa-lipoico como um antioxidante biologico. Radic Biol Med. Vol. 19. Num. 2. p.227-50. 1995.

8-Reis Filho, A. D.; Amaral Filho, J. C.; Santini, E.; Coelho-Ravagnani, C. F.; Voltarelli, F. A.; Fett, C. A. Efeitos de um produto termogenico sobre parametros bioquimicos e morfologicos relacionados a saude: um estudo de caso. Revista Brasileira de Nutricao Esportiva. Sao Paulo. Vol. 6. Num. 33. p.168-177. 2012.

9-Reis Filho, A. D.; Silva, M. L. S.; Fett, C. A.; Lima, W. P. Efeitos do treinamento em circuito ou caminhada apos oito semanas de intervencao na composicao corporal e aptidao fisica de mulheres obesas sedentarias. Revista Brasileira de Obesidade, Nutricao e Emagrecimento. Sao Paulo. Vol. 2. Num. 11. p.498-507. 2008.

10-Rigon T. V.; Rossi, R. G. T. Quem e por que utilizam suplementos alimentares? Revista Brasileira de Nutricao Esportiva. Sao Paulo. Vol. 6. Num. 36. p.420-426. 2012.

11-Ross, R.; e colaboradores. Reduction in obesity and related co-morbid conditions after diet-induced weight loss or exercise-induced weight loss in men. A randomized, controlled trial. Ann. Intern. Med. Vol. 133. p.92-103. 2000.

12-Sabia, R.V.; Santos, J.E.; Ribeiro, R.P.P. Efeito da atividade fisica associada a orientacao alimentar em adolescentes obesos: comparacao entre o exercicio aerobio e anaerobio. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 10. Num. 5. p. 349-55. 2004.

Recebido para publicacao em 15/07/2014

Aceito em 21/08/2014

Gabriela Ornelas Spagnol (1)

(1) -Programa de Pos-Graduacao Lato Sensu da Universidade Estacio de Sa em Fisiologia do Exercicio: Prescricao do Exercicio, Brasil.

E-mail:

gabrielaspagnol@hotmail.com

Endereco para correspondencia:

Edf. Cidade de Ilheus, no 14, Apto 509.

Praca Jose Marcelino.

Centro - Ilheus - Bahia.

CEP: 45655-030.
Tabela 1 - Dados da primeira avaliacao
antopometrica.

Amostra   Altura (cm)   Peso(kg)   Cintura(cm)   Quadril(cm)   RCQ

1         185            89         91             90           0,89
2         165           85,2        97            104           0,93

Amostra   IMC     % gordura (soma de 4 dobras)

1         28,09   25,1
2         31,29  37,9

Quadro 1 - Dados antopometricos realizada com
os voluntarios (n1, n2).

MedidasCorporaisn1n2        n1      n2

Estatura(m)1,651,85           1,65    1,85
Peso(kg)
Inicial(p0)85,289            85,2    89
8semanas(p8)7778             77      78
p8-p0-8,2-11,2               -8,2   -11,2
CircunferenciaCintura(m)
Inicial(p0)9791              97      91
8semanas(p8)9084             90      84
p8-p0-7-7                    -7      -7
CircunferenciaQuadril(m)
Inicial(p0)10490            104      90
8semanas(p8)10388           103      88
p8-p0-1-2                    -1      -2
IMC
Inicial(p0)31,2926           31,29   26
8semanas(p8)28,2822,79       28,28   22,79
p8-p0-3,01-3,21              -3,01   -3,21
Gorduracorporal(%)          (%)
Inicial(p0)37,925,1          37,9    25,1
8semanas(p8)33,121,6         33,1    21,6
p8-p0-3,2-3,5                -3,2    -3,5
COPYRIGHT 2015 Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercicio. IBPEFEX
No portion of this article can be reproduced without the express written permission from the copyright holder.
Copyright 2015 Gale, Cengage Learning. All rights reserved.

Article Details
Printer friendly Cite/link Email Feedback
Author:Ornelas Spagnol, Gabriela
Publication:Revista Brasileira de Nutricao Esportiva
Date:Jan 1, 2015
Words:3058
Previous Article:AVALIACAO DA PORCENTAGEM DE PERDA DE PESO E TAXA DE SUDORESE APOS O TREINO DE LUTADORES DE UMA ACADEMIA NO ESTADO DE SAO PAULO.
Next Article:INGESTAO DE MACRO E MICRONUTRIENTES DE PRATICANTES DE MUSCULACAO EM AMBOS OS SEXOS.

Terms of use | Privacy policy | Copyright © 2018 Farlex, Inc. | Feedback | For webmasters