Printer Friendly

Diferent spray volumes and insecticides in the control of Piezodorus guildinii (Westwood) in soybean crop/Volume de calda e inseticidas no controle de Piezodorus guildinii (Westwood) na cultura da soja.

INTRODUCAO

Os percevejos pentatomideos sao o grupo de pragas mais importante da soja (LUSTOSA et al., 1999; BELORTE et al., 2003). Esses percevejos se alimentam diretamente das sementes, provocando danos por meio da abscisao de legumes no inicio do desenvolvimento desses orgaos, o que provoca enrugamento e deformacao dos graos. Durante o enchimento destes, alem de reducoes no rendimento, e na germinacao, transmitem doencas as sementes e provocam a retencao foliar (CORSO & GAZZONI, 1998; CORREA-FERREIRA & PANIZZI, 1999).

Dentre os percevejos pentatomideos, Piezodorus guildinii (Westwood) e uma das especies predominantes numa grande extensao territorial, que vai desde o Rio Grande do Sul ate o Piaui, segundo PANIZZI & SLANSKY JR. (1985). Alem disso, apresenta caracteristicas, como ciclo de vida de apenas 28 dias, completando tres ciclos na soja (CORREA-FERREIRA & PANIZZI, 1999). Avaliando os danos causados pelas especies Nezara viridula (Linnaeus), Euchistus heros (Fabricius) e P. guildinii, CORREA-FERREIRA & AZEVEDO (2002) constataram que as perdas sao maiores em soja infestada por essa especie, que produziu a menor porcentagem de sementes viaveis, de menor qualidade, com menor peso e maior numero de sementes danificadas. Alem disso, o percevejo-verde-pequeno e dificil de ser controlado pelos inseticidas (SILVA, 2000).

O volume de calda determina o sucesso da pulverizacao, estando relacionado ao tipo de ponta de pulverizacao a pressao de trabalho, que, por sua vez, determinam o espectro de gotas, a cobertura e a penetracao no dossel da cultura (SANTOS, 2003). OZEKI & KUNZ (1998) relataram que a cobertura do alvo e responsavel pelo sucesso das aplicacoes, uma vez que define a qualidade biologica das pulverizacoes, similarmente ao observado por HALL (1993), que cita a qualidade da deposicao do ingrediente ativo como o principal responsavel pela eficiencia biologica dos agrotoxicos.

Em funcao do grande prejuizo que os percevejos causam a soja e do numero reduzido de trabalhos sobre tecnologia de aplicacao para essa praga em soja, este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito de inseticidas na eficiencia de controle de P. guildinii, na cultura da soja, em funcao do volume de calda de aplicacao.

MATERIAL E METODOS

O trabalho foi desenvolvido na area experimental do Departamento de Defesa Fitossanitaria, da Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, Rio Grande do Sul (RS), no ano agricola de 2004/05. A soja da cultivar 'CD 205' foi semeada no dia 17 de dezembro de 2004, em linhas espacadas de 0,45m, na densidade de 400 mil sementes viaveis [ha.sup.-1]. A adubacao, no controle de plantas daninhas e os demais tratos culturais seguiram as indicacoes tecnicas para a cultura.

O delineamento experimental foi de blocos casualizados, com cinco repeticoes, em um trifatorial 3 x 3 x 6, com amostragem nas parcelas. As unidades experimentais mediam 6 x 6 m (36[m.sup.2]). O fator A foi representado pelos volumes de calda de 50, 100 e 150l [ha.sup.-1]; fator B pelos inseticidas: tiametoxam + lambdacialotrina, na dosagem de 21,15 + 15,90g i.a. [ha.sup.-1], endossulfam, na dosagem de 437,5g i.a. [ha.sup.-1] e a testemunha sem aplicacao de inseticida; e o fator C por seis datas de amostragem, em intervalos de quatro dias, (quatro ate 24 dias apos a aplicacao dos inseticidas).

A aplicacao dos tratamentos foi realizada em 05/04/2005, quando a soja encontrava-se em estadio R5.3 (FEHR et al., 1971), utilizando-se pulverizador pressurizado a CO2, equipado com barra de 2m, com quatro bicos espacados de 0,50m. Utilizaram-se as pontas de pulverizacao de jato plano Teejet XR11001 (15psi), XR110015 (30 psi) e XR11002 (30 psi), respectivamente, para aplicar os volumes de 50, 100 e 150 l[ha.sup.-1]. A aplicacao foi feita mantendo-se as pontas a uma altura aproximada de 0,40m em relacao ao topo do dossel da soja. A temperatura do ar manteve-se ao redor de 26[degrees]C, a umidade relativa do ar, em 65% [+ or -] 3 e o vento, com velocidade entre 2 e 4km [h.sup.-1].

As amostragens de percevejos foram realizadas com auxilio do "pano-de-batida", com duas batidas por parcela, totalizando 2,0m de linha, sendo realizadas antes da aplicacao (previa), aos quatro, oito, 12, 16, 20 e 24 dias apos a aplicacao dos tratamentos. Durante as amostragens, foram contabilizadas separadamente ninfas pequenas, ninfas grandes e adultos de P. guildinii.

A deposicao das gotas foi avaliada utilizando cartoes hidrossensiveis postos em suportes metalicos dispostos na posicao horizontal, entre as fileiras, nas alturas de 0,40 e 0,80m, que corresponderam a parte mediana e superior das plantas, respectivamente. Os cartoes sensibilizados foram digitalizados utilizando scanner na resolucao de 600dpi, sendo salvos em arquivos no formato BMP (Windows Bitmap). Posteriormente, foram analisados com auxilio do software E-Sprinkle (RAMOS et al., 2004), versao 2005, sendo obtido o diametro mediano volumetrico e a densidade de gotas.

As analises foram feitas utilizando o software SOC (EMBRAPA, 1997). Os dados de contagens de percevejos das amostragens foram transformados por [square root of x + 0,5] e submetidos a analise da variancia e regressao. A comparacao das medias foi realizada pelo teste de Tukey, a 5% de significancia. A eficiencia de controle foi obtida por meio da equacao de HENDERSON & TILTON (1955).

RESULTADOS E DISCUSSAO

A populacao de P. guildinii estava constituida por uma media de 5,8 ninfas de primeiro e segundo instares (pequenas), 5,6 ninfas de terceiro, quarto e quinto instares (grandes) e 0,9 adultos, totalizando 12,3 percevejos por amostra na avaliacao previa a aplicacao dos tratamentos. Em termos percentuais, foi de 47, 45 e 8%, de ninfas pequenas (1 e 2 instares), ninfas grandes (3 ao 5 instares) e adultos por pano-de-batida (0,90[m.sup.2]), respectivamente. Considerando os niveis de dois e quatro percevejos por amostra, para lavouras de producao de sementes e graos (HOFFMANN-CAMPO et al., 2000), essa populacao e considerada alta, fato que deve ser considerado na interpretacao dos resultados.

Nao houve interacao tripla dos fatores volumes de calda x inseticidas x datas de amostragem. Tambem nao ocorreu interacao dos fatores volumes de calda x inseticidas e volumes de calda x datas de amostragem. A interacao foi observada nos inseticidas x datas de amostragem, indicando maior efeito residual de um dos tratamentos.

Ocorreu reducao da populacao de ninfas grandes e de ninfas pequenas (Figura 1b e 1c) com o passar do tempo das avaliacoes, o que pode ser explicado, conjuntamente, pelo controle determinado pelos produtos e pela mudanca de fase dos insetos em desenvolvimento, ou seja, uma parte dos insetos foi controlada pelos inseticidas e outra trocou de instar, nao sendo mais classificada dentro da mesma classe na avaliacao subsequente, inclusive na testemunha. Ja para insetos adultos (Figura 1a), verificou-se um aumento da populacao ate 16DAA (dias apos a aplicacao) para o tratamento com endossulfam (437,50g i.a. [ha.sup.-1]) e testemunha e ate 20 DAA para tiametoxam + lambda-cialotrina (21,15 + 15,90g i.a. [ha.sup.-1]). Logo em seguida, a populacao de adultos tambem diminuiu em todos os tratamentos, possivelmente em razao da morte natural e/ou da dispersao dos insetos. A dispersao ocorre naturalmente em cultivos de soja, colonizados por percevejos, apos a fase de maturacao. CORREA-FERREIRA & PANIZZI (1999) mencionam que a populacao de percevejos cresce ate o final do enchimento de graos (estadio R6), decrescendo a partir dessa epoca, por meio da dispersao em busca de plantas hospedeiras alternativas e/ou nichos de diapausa, onde permanecem ate o proximo cultivo de soja.

[FIGURE 1 OMITTED]

Tiametoxam + lambda-cialotrina (21,15+15,90g i.a. [ha.sup.-1]) foi mais eficiente, tanto na reducao inicial (efeito de choque), quanto na manutencao da populacao de insetos adultos em niveis mais baixos (efeito residual) do que endossulfam. Esse resultado foi demonstrado mais claramente pelas curvas do total de P. guildinii (Figura 2) com o efeito dos inseticidas sobre a praga no decorrer das avaliacoes, com maior eficiencia de controle de tiametoxam + lambda-cialotrina (21,15+15,90g i.a. [ha.sup.-1]) em relacao a endossulfam (437,50g i.a. [ha.sup.-1]) para a especie estudada.

A interacao dos fatores inseticidas versus datas de amostragem mostrou que ocorreu efeito residual variavel ao longo do periodo de avaliacao, ou seja, enquanto endossulfam (437,50g i.a. [ha.sup.-1]) permitiu o crescimento da populacao total do inseto desde quatro DAA, apresentando pequeno efeito residual, tiametoxam + lambda-cialotrina (21,15+15,90g i.a. [ha.sup.-1]) reduziu a populacao de P. guildinii ate oito DAA (Figura 2).

[FIGURE 2 OMITTED]

Esses resultados podem ser explicados em parte pelo grupo quimico do inseticida utilizado e possivelmente pela soma do efeito dos ingredientes ativos, comparados a uma molecula isolada. Esta soma de efeitos pode ter sido beneficiada pela acao sistemica do tiametoxam. No entanto, ha registros de elevacao da tolerancia dos percevejos da soja ao endossulfam, que somada as inferencias mencionadas anteriormente explicariam o maior efeito residual do tratamento a base de tiametoxam + lambda-cialotrina.

Ocorreu reducao linear da populacao de ninfas pequenas, ninfas grandes, adultos e do total da populacao de P. guildinii com o aumento do volume de calda (Figura 3), com efeito no percentual de controle (Tabela 1) nos quais os maiores volumes de calda propiciaram maior eficiencia para ambos os inseticidas testados. A eficiencia de controle dos percevejos apresentou medias superiores a 80% somente nos tratamentos com tiametoxam + lambda-cialotrina (21,15+15,90g i.a. [ha.sup.-1]), aplicado com volume de calda de 150 l [ha.sup.-1], aos quatro DAA, e com 100 e 150l [ha.sup.-1], aos oito e 12DAA. A partir de 16DAA, nenhum dos tratamentos manteve controle igual ou superior a 80% (Tabela 1). O volume de calda e, junto com o principio ativo, um dos fatores de maior interferencia na eficiencia, devido principalmente a maior area de folha coberta e maior penetracao de gotas no interior do dossel das plantas, ampliando a capacidade dos insetos serem atingidos pelo inseticida e resultando em maior eficiencia de controle.

[FIGURE 3 OMITTED]

A densidade de gotas aumentou para os maiores volumes (Tabela 2), principalmente na parte mediana da planta e, possivelmente, na parte inferior do dossel, ou seja, certamente parte do espectro da nevoa produzida com volumes maiores apresentou maior capacidade de penetracao, atingindo os insetos localizados nas partes mediana e inferior das plantas de soja. Os volumes maiores produziram maior numero de gotas finas e muito finas, que apresentaram menor velocidade de queda e deslocamento horizontal, com maior capacidade de atravessar as primeiras camadas de folhas da soja. De forma similar, ANTUNIASSI et al. (2004) observaram que a maior parte do volume aplicado fica retida nas folhas da parte superior das plantas de soja, que contam com ate 10 vezes mais cobertura do que as folhas da parte baixa da planta de soja. Entretanto, concluiram que sao as gotas finas (100-200im) e muito finas (30-100im) que propiciam maior cobertura na parte mediana e inferior das plantas de soja.

CONCLUSOES

O controle de P. guildinii, independentemente do inseticida utilizado, torna-se mais eficiente em funcao do aumento do volume de calda.

O inseticida tiametoxam + lambda-cialotrina (21,15+15,90g i.a. [ha.sup.-1]) apresenta maior controle e maior efeito residual para P. guildinii do que o inseticida endossulfam (437,50g i.a. [ha.sup.-1]).

Recebido para publicacao 16.10.07 Aprovado em 11.03.09

REFERENCIAS

ANTUNIASSI, U.R. et al. Avaliacao da cobertura de folhas de soja em aplicacoes terrestres com diferentes tipos de pontas. In: SIMPOSIO INTERNACIONAL DE TECNOLOGIA DE APLICACAO DE AGROTOXICOS, 3., 2004, Botucatu, SP. Anais... Botucatu: Fundacao de Estudos e Pesquisas Agricolas e Florestais, 2004. p.48-51.

BELORTE, L.C. et al. Danos causados por percevejos (Hemiptera: Pentatomidae) em cinco cultivares de soja (Glycine max (L.) Merrill, 1917) no municipio de Aracatuba, SP. Arquivos do Instituto Biologico, v.70, n.2, p.169-175, 2003.

CORREA-FERREIRA, B.S.; AZEVEDO, J. Soybean seed damage by different species of stink bugs. Agricultural and Forest Entomology, v.4, p.145-150, 2002.

CORREA-FERREIRA, B.S.; PANIZZI, A.R. Percevejos da soja e seu manejo. Londrina: EMBRAPA-CNPSo, 1999. 45p. (Circular Tecnica, 24).

CORSO, I.C.; GAZZONI, D.L. Sodium chloride: an insecticide enhancer for controlling Pentatomids on soybeans. Pesquisa Agropecuaria Brasileira, v.33, n.10, p.1563-1571, 1998.

EMBRAPA. SOC: Ambiente de software NTIA, versao 4.2.2: Manual do usuario--ferramental estatistico. Campinas, 1997. 258p.

FEHR, W.R. et al. Stage of development descriptions for soybeans, Glycine maxx (L.) Merrill. Crop Science, v.11, n.11, p.929-931, 1971.

HALL, F.R. Application to plantation crops. In: MATTHEWS, G.A.; HISLOP, E.C. Application technology for crop protection. Wallingford: CAB International, 1993. p.187-214.

HENDERSON, C.F.; TILTON, E.W. Tests with acaricides against the brown wheat mite. Journal of Economic Entomology, v.48, p.157-161, 1955.

HOFFMANN-CAMPO, C.B. et al. Pragas da soja no Brasil e seu manejo integrado. Londrina: EMBRAPA-CNPSo, 2000. p.70. (Circular Tecnica).

LUSTOSA, P.R. et al. Qualidade da semente e senescencia de genotipos de soja sob dois niveis de infestacao de percevejos (Pentatomidae). Pesquisa Agropecuaria Brasileira, v.34, n.8, p.1347-1351, 1999.

OZEKI, Y.; KUNZ, R.P. Tecnologia de aplicacao aerea--Aspectos praticos. In: GUEDES, J.V.C.; DORNELLES, S.H.B. Tecnologia e seguranca na aplicacao de agrotoxicos. Santa Maria: Departamento de Defesa Fitossanitaria, Sociedade de Agronomia de Santa Maria, 1998. p.65-78.

PANIZZI, A.R.; SLANSKY Jr., F. Review of phytophagous pentatomids (Hemiptera: Pentatomidae) associated with soybean in the Americas. Florida Entomology, v.68, n.1, p.184-214, 1985.

RAMOS, H.H. et al. Acuracia de um programa de computador na determinacao de parametros da pulverizacao sobre papeis hidrossensiveis. In: SIMPOSIO INTERNACIONAL DE TECNOLOGIA DE APLICACAO DE AGROTOXICOS, 3., 2004, Botucatu. Anais... Botucatu: Fundacao de Estudos e Pesquisas Agricolas e Florestais--FEPAF, 2004. p.1-4.

SANTOS, J.M.F. Aplicacao correta: eficiencia, produtividade e baixo custo em culturas agricolas. In: REUNIAO ITINERANTE DE FITOSSANIDADE DO INSTITUTO BIOLOGICO, 9., 2003, Catanduva. Anais... Catanduva: Instituto Biologico, 2003. p.69-113.

SILVA, M.T.B. Manejo de insetos nas culturas de milho e soja. In: GUEDES, J.V.C.et al. Bases e tecnicas do manejo de insetos. Santa Maria: UFSM/CCR/DFS, 2000. p.169-200, 248p.

Heleno Maziero (I) Jerson Vanderlei Carus Guedes (I) * Juliano Ricardo Farias (I) Rodrigo Borkowski Rodrigues (I) Giliardi Dalazen (I) Elder Dal Pra (I)

(I) Departamento de Defesa Fitossanitaria, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), 97105-900, Santa Maria, RS, Brasil. Email: jerson.guedes@smail.ufsm.br. * Autor para correspondencia.
Tabela 1--Eficiencia de controle de Piezodorus guildinii pela
aplicacao de inseticidas com diferentes volumes de calda. Santa
Maria, RS, 2004/05.

DAA (1)   Tiametoxam + lambda-cialotrina
          (21,15+15,90g i.a. [ha.sup.-1])

          50L [ha.sup.-1]    100L [ha.sup.-1]   150L [ha.sup.-1]

4         54 (2)             73                 82
8         68                 89                 90
12        56                 88                 86
16        50                 73                 76
20        47                 48                 40
24        26                 31                 41

DAA (1)   Endossulfam
          (437,50g i.a. [ha.sup.-1])

          50L [ha.sup.-1]    100L [ha.sup.-1]   150L [ha.sup.-1]

4         24                 47                 56
8         25                 45                 59
12        30                 44                 52
16        22                 36                 41
20        12                 42                 37
24        0                  0                  23

(1) Dias apos a aplicacao dos inseticidas.

(2) Eficiencia de controle (%) obtida pela equacao de
HENDERSON & TILTON (1955).

Tabela 2--Diametro mediano volumetrico e densidade de gotas
das pulverizacoes, determinados a partir da analise de cartoes
sensiveis a agua em dois niveis do dossel da soja. Santa Maria,
RS, 2004/05.

                                           DMV ([micro]m)

Produtos (dosagem        Volume de calda
em g i.a. [ha.sup.-1])   (l [ha.sup.-1])   0,80m     0,40m

Tiametoxam + lambda-     50                358 b *   252 b *
cialotrina               100               407 a     260 ab
(21,15 + 15,90)          150               435 a     281 a

CV (%)                                     4,16      4,42

Endossulfam (437,50)     50                352 c *   250 b *
                         100               402 b     258 b
                         150               443 a     279 a

CV (%)                                     3,19      3,40

                                           Densidade (gotas
                                           [cm.sup.-2])

Produtos (dosagem        Volume de calda
em g i.a. [ha.sup.-1])   (l [ha.sup.-1])   0,80m     0,40m

Tiametoxam + lambda-     50                47 c *    23 b *
cialotrina               100               81 b      20 b
(21,15 + 15,90)          150               123 a     49 a

CV (%)                                     10,06     34,87

Endossulfam (437,50)     50                51 c *    19 b *
                         100               88 b      25 b
                         150               129 a     50 a

CV (%)                                     16,53     27,02

* As medias dos tratamentos seguidas de mesmas letras, na coluna,
nao diferem entre si, pelo teste de Tukey, a 5% de probabilidade
de erro.
COPYRIGHT 2009 Universidade Federal de Santa Maria
No portion of this article can be reproduced without the express written permission from the copyright holder.
Copyright 2009 Gale, Cengage Learning. All rights reserved.

Article Details
Printer friendly Cite/link Email Feedback
Title Annotation:Texto en Portuguese
Author:Maziero, Heleno; Guedes, Jerson Vanderlei Carus; Farias, Juliano Ricardo; Rodrigues, Rodrigo Borkows
Publication:Ciencia Rural
Date:Aug 1, 2009
Words:2737
Previous Article:Extraction of ecdysterone from roots of Brazilian ginseng/Extracao de ecdisterona em raizes de ginseng brasileiro.
Next Article:Growth and yield of anthurium under different shading screens/Crescimento e producao de anturio cultivado sob diferentes malhas de sombreamento.
Topics:

Terms of use | Privacy policy | Copyright © 2021 Farlex, Inc. | Feedback | For webmasters