Printer Friendly

Comparacao do nivel da equilibracao entre criancas praticantes de atividade fisica regular e criancas que nao praticam atividades fisicas no Ensino Fundamental.

RESUMO

O objetivo principal foi analisar as diferencas no nivel de equilibracao de alunos praticantes de atividades fisicas e alunos que nao praticam atividades fisicas. A revisao da literatura foi dividida em tres sub-temas: A Estrutura Psicomotora Equilibracao, A Educacao Fisica Escolar no Ensino Fundamental e A Importancia da Atividade Fisica Regular no Desenvolvimento Motor. Foi feita uma comparacao entre alunos de oito a quatorze anos que fazem parte do 4 e do 5 anos de uma escola particular em Campo Grande. Os testes motores foram retirados do Teste psicomotor de Vitor da Fonseca, 1995--Bateria Psicomotora. Criancas que praticam atividades fisicas possuem maior nivel de equilibracao que os nao praticantes, sendo uma boa equilibracao essencial para o ser humano e seu desenvolvimento motor.

Palavras-chave: Educacao Fisica Escolar. Equilibracao. Equilibrio.

ABSTRACT

Comparison of balance between children practicers of regular physical activity and children who do not practice physical activities in fundamental teaching

The main goal was to analyze the differences on the equilibration levels in students practioners and non-practioners of physical activity. The literature review has been shared in three sub-themes: The equilibration psychomotor structure. Scholar Physical Education at elementary school and the regular physical activity importance in the motor development. Have been done a comparison between students 8 to 14 years old from 4th and 5th year of private school in Campo Grande/RJ. The motor tests were based on Vitor da Fonseca psychomotor test, 1995--Psychomotor battery. Children who practice physical activity have more equilibration level than non-practioners, and a good equilibration is essencial for human being and his motor development.

Key words: Scholar Physical Education. Equilibration. Balance.

INTRODUCAO

A falta da atividade fisica causa prejuizo em relacao a coordenacao motora, interferindo negativamente com o desenvolvimento motor de criancas e jovens que nao vivenciam movimentos variados.

A equilibracao e um fator psicomotor muito importante em todas as idades. Uma boa equilibracao implica em uma pessoa mais segura em seus movimentos. A sua pratica dentro de esportes e cada vez mais exigida e mais importante para a realizacao do esporte como um todo.

O equilibrio corporal e resultado de um processo de aprendizado que se inicia na infancia, ao engatinhar, ficar de pe, andar e correr.

O equilibrio e, basicamente, manter o centro de gravidade dentro da base de sustentacao, fazendo com que o corpo seja capaz de adquirir e controlar determinadas posturas para atingir um objetivo, com capacidade de se deslocar com rapidez e precisao, para as diferentes direcoes, com coordenacao e seguranca, vencendo as perturbacoes vindas do meio.

Ja a equilibracao e a organizacao no espaco do corpo, que tem por objetivo um ajustamento postural do individuo diante de qualquer resposta motora vigilante e integrada, diante da gravidade que atua a todo instante sobre esse individuo.

Na Educacao Infantil se constroi e solidifica movimentos basicos e complexos que levaremos para toda a vida.

O objetivo do presente trabalho e comparar a equilibracao dos alunos da Educacao Infantil, comparando alunos praticantes regulares de atividades fisicas, e alunos que nao praticam atividades fisicas.

Entender e relatar se ha alguma diferenca entre esses dois grupos, se o maior desenvolvimento da equilibracao, neste caso, esta ligado a atividade fisica regular e em qual nivel de equilibrarao os alunos se encontram.

Demonstrar se ha essa diferenca atraves de testes praticos em que todos os alunos foram submetidos.

[ILLUSTRATION OMITTED]

MATERIAIS E METODOS

Amostra

Foi composta por 39 criancas e pre-adolescentes na faixa etaria entre 8 e 14 anos inseridos um programa de Educacao Fisica escolar de uma escola particular, no bairro de Campo Grande, Rio de Janeiro.

Instrumentos da Pesquisa

Um dos instrumentos utilizados na pesquisa foi a Prova de equilibracao que faz parte do teste Bateria Psicomotora-BPM (Fonseca,1995).

A prova de equilibracao e composta por 15 sub-provas, Imobilidade, Equilibrio Estatico/ Apoio Retilineo, Equilibrio Estatico/Ponta dos Pes, Equilibrio Estatico Unipedal, Evolucao na Trave, Equilibrio Dinamico/Marcha Controlada, Equilibrio Dinamico/ Para Frente, Equilibrio Dinamico/ Para Tras, Equilibrio Dinamico/ Lado Direito, Equilibrio Dinamico/ Lado Esquerdo, Pulo Em Um So Pe Esquerdo, Pulo Em Um So Pe Direito, Pes Juntos Para Frente, Pes Juntos Para Tras, Pes Juntos Com Olhos Fechados.

O outro instrumento utilizado foi um questionario com 8 perguntas.

Coleta dos dados

Foram coletados por um dos pesquisadores, em horarios definidos pela escola entre as aulas da tarde e intervalos. A observacao foi realizada na quadra da escola durante o periodo de duas semanas.

Procedimentos do teste de equilibracao utilizado na pesquisa de campo

* Fator: Equilibracao

* Subfator - Imobilidade

* Prova 13 - Observacao de imobilidade, controle postural durante 60 segundos com olhos fechados.

A cotacao a atribuir sera a seguinte:

4 - Se a crianca se mantem imovel durante os 60 segundos, evidenciando um controle postural perfeito, preciso e com disponibilidade e seguranca gravitacional.

3 - Se a crianca se mantem imovel entre 45-60 segundos, revelando ligeiros movimentos faciais, gesticulacoes, sorrisos, oscilacoes. Rigidez corporal.

2 - Se a crianca se mantem imovel entre 30-45 segundos, revelando sinais disfuncionais vestibulares e cerebelosos obvios, inseguranca gravitacional.

1 - Se a crianca se mantem imovel pelo menos 30 segundos, com sinais disfuncionais bem marcados de reequilibracoes abruptas, quedas, hiperatividade etc;

* Imobilidade: Posicao de Romberg. A crianca deve estar de pe, bracos ao longo do corpo, pes unidos e olhos fechados por 60 segundos. Atraves dela podemos observar o grau de controle vestibular e cerebeloso da postura.

Nosso olhar devera estar atento para os movimentos faciais, gesticulacoes, sorrisos, oscilacoes, rigidez corporal, tiques, hiperemotividade.

* Subfator - Equilibrio estatico

* Observacao do equilibrio estatico, manutencao do equilibrio estatico durante 20 segundos.

[ILLUSTRATION OMITTED]

A cotacao a atribuir devera ser a seguinte:

4 - Se a crianca se mantem em equilibrio estatico durante 20 segundos sem abrir os olhos, revelando um controle postural perfeito e preciso.

3 - Se a crianca se mantem em equilibrio entre 15-20 segundos sem abrir os olhos, revelando um controle postural adequado, com pequenos e pouco discerniveis ajustamento posturais ligeiros movimentos faciais, gesticulacoes, oscilacoes.

2 - Se a crianca se mantem em equilibrio entre 10-15 segundos sem abrir os olhos, revelando dificuldades de controle e disfuncoes vestibulares e cerebelosas.

1 - Se a crianca se mantem em equilibrio menos de 10 segundos sem abrir os olhos, ou se a crianca nao realiza tentativas; sinais disfuncionais vestibulares e cerebelosos bem marcados.

* Subfator - Equilibrio dinamico (3 metros)

[ILLUSTRATION OMITTED]

Para a marcha controlada a atribuicao devera ser a seguinte:

4 - Se a crianca realiza a marcha controlada em perfeito controle dinamico sem qualquer reequilibracao compensatoria

3 - Se a crianca realiza a marcha controlada com ocasionais e ligeiras reequilibracoes, com ligeiros sinais difusos, sem apresentar qualquer desvio.

2 - Se a crianca realiza a marcha controlada com pausas frequentes, reequilibracoes exageradas, quedas e frequentes sinais vestibulares e cerebelosos.

1 - Se a crianca nao realiza a tarefa ou se a realiza de forma incompleta e imperfeita, com sinais disfuncionais obvios.

Nas tarefas de evolucao na trave (de 3 cm de comprimento, 5 cm de altura e 8 cm de largura ou composta de 10 blocos de 30 cm de comprimento cada um).

A crianca deve proceder da mesma forma da tarefa anterior so que realiza uma marcha normal em cima da trave em quatro subtarefas diferentes (para frente, paras tras, para o lado direito e para o lado esquerdo), permanecendo sempre com as maos nos quadris.

A cotacao devera ser a seguinte:

4 - Se a crianca realiza as subtarefas da evolucao na trave sem qualquer reequilibracao revelando um perfeito controle do equilibrio dinamico.

3 - Se a crianca realiza o equilibrio na trave com ligeiras reequilibracoes, mas sem queda e sem nenhum sinal disfuncional.

2 - Se a crianca realiza as tarefas com pausas frequentes, reequilibracoes e dismetrias exageradas.

1 - Se a crianca nao realiza as subtarefas ou se apresenta mais de tres quedas Poe cada percurso.

Na tarefa dos saltos com apoio unipedal (pe coxinho esquerdo e direito), nao se deve condicionar a crianca quando a ordem de realizacao das suas subtarefas com a finalidade de identificar o pe dominante para o equilibrio dinamico, a tarefa devera cobrir a distancia de tres metros com apoio unipedal.

O subfator do equilibrio dinamico conclui-se com a observacao dos saltos a pes juntos nas suas tres tarefas, para frente para tras e com olhos fechados. A distancia e o procedimento sao exatamente as mesmas tarefas anterior.

* Equilibrio dinamico: marcha controlada, trave de equilibrio, saltar num pe so, saltar com os pes juntos. Como implica em orientacao controlada do corpo em situacoes de deslocamento no espaco, entra em cena a propria atividade piramidal.

Nosso olhar deve estar atento para os sinais como a precisao, a economia e melodia do movimento, controle, destreza, grau de facilidade ou de dificuldade, assimetrias, reacoes de busca de equilibrio.

RESULTADOS E DISCUSSAO

A equilibracao e responsavel pela particularidade de dar ao homem a postura bipede, nos diferenciando dos outros animais.

Ela vai se constituindo e se completando no decorrer do desenvolvimento sobre a crianca, fazendo com que ela ganhe a habilidade de sentar, se rastejar e engatinhar, se manter em pe, andar, realizar a marcha (nem sempre seguindo essa ordem).

Ja a estabilidade e a capacidade de perceber uma mudanca nas partes do corpo, que alteram o equilibrio do individuo, assim se ajustando rapidamente e com exatidao a estas mudancas com movimentos compensatorios apropriados.

A estabilidade se inicia enquanto bebe. O bebe esta em constante luta contra a gravidade, tendo de desenvolver os musculos e as habilidades para alcancar o desenvolvimento motor e a propria sobrevivencia.

Ter o controle da musculatura e do corpo a fim de vencer a gravidade e alcancar o maior controle motor significa estabelecer um processo que obedece uma sequencia previsivel em todos os bebes. "O desenvolvimento que leva o ser humano a uma postura em pe ereta comeca com o ganho de controle sobre a cabeca e o pescoco e continua para baixo em direcao ao tronco e as pernas (cefalo-caudal) e e geralmente aparente no processo natural do bebe, a partir da posicao deitada para uma postura sentada e, finalmente, para uma postura em pe ereta" (Gallahue, 2005).

O Desenvolvimento motor e fundamental para o ser humano realizar tarefas do dia a dia. Um maior desenvolvimento motor implica em uma coordenacao motora global bastante desenvolvida, um maior controle dos movimentos que ajuda em uma maior qualidade de vida.

A atividade fisica regular ajuda no aprendizado e aprimora diferentes gestos e movimentos que ao longo do tempo e com cada vez maior desenvolvimento se torna responsavel pelo movimento do ser humano e todas as proezas fisicas relacionadas ao mesmo.

O ser humano e adaptavel, portanto independentemente da idade esta propicio e pronto a aprender movimentos novos e cada vez mais desenvolver sua parte psicomotora. "O nivel de aquisicao das habilidades motoras e alteravel desde o nascimento ate a morte" (Gallahue e Ozmun, 2005).

Os jovens sao de um modo geral, descobridores de novos movimentos, aprendendo e desenvolvendo suas funcoes motoras a cada momento, sendo o estimulo atraves do profissional responsavel (Professor de Educacao Fisica) muito importante para seu desenvolvimento.

Na escola, principalmente no Ensino Fundamental, o estimulo e muito importante, podendo e devendo se utilizar da iniciacao esportiva como metodo de estimulo e recurso a ser utilizado para otimizar os resultados.

Embora as alteracoes relacionadas ao desenvolvimento motor possam ocorrer ao longo da vida do individuo, e na infancia que ocorre a aquisicao do repertorio motor que servira de base para as outras fases. E neste periodo que a crianca adquire o dominio de seu corpo em diversas posturas, aprende a se locomover pelo ambiente de diferentes formas e a manipular variados tipos de objetos (Santos e colaboradores, 2004).

Seguindo essa forma de pensar, e tendo em mente que o entendimento de desenvolvimento motor segundo Gallahue e Ozmun (2005), o desenvolvimento motor e entendido como as "alteracoes progressivas do comportamento motor, no decorrer do ciclo da vida, realizadas pela interacao entre as exigencias da tarefa, a biologia do individuo e as condicoes do ambiente", fica cada vez mais explicito que o estimulo dado aos jovens atraves da atividade fisica tem grande contribuicao para o desenvolvimento motor e para um maior ganho de movimentos complexos, inclusive a equilibracao que e um movimento bastante complexo e que seu desenvolvimento depende de estimulos especificos.

Os dados referentes a aplicacao dos instrumentos:

1) Questionario para saber se as criancas brincam ou nao.

2) Teste da Bateria Psicomotora - BPM (Fonseca, 1995), estao descritos em texto e nos graficos a seguir.

A analise do questionario aplicado mostrou que a maior parte dos alunos pratica atividade fisica fora do horario escolar. Dos 39 alunos questionados, 28 fazem atividade fisica e 11 alunos questionados nao fazem atividade fisica.

O grafico 1 a seguir mostra a frequencia com que os alunos praticam atividades fisicas fora do horario escolar.
Grafico 1 - Questao 2.

Questao 2 - Frequencia com que praticam atividades fisicas durante a
semana

Menos de uma hora por dia    4 alunos
Mais de uma hora por dia     5 alunos
Mais de duas horas por dia   4 alunos
Mais de tres horas por dia  13 alunos
Menos de uma hora por dia    4 alunos
duas vezes por semana
Mais de uma hora por dia     4 alunos
duas vezes por semana
                             3 alunos

Note: Table made from pie chart.

Grafico 2 - Questao 6.

Questao 6 - Como Utilizam o computador

Jogar                       7 alunos
Redes Sociais               1 aluno
Outros                      4 alunos
Marcou as 3 opcoes          5 alunos
Trabalho e jogar            3 alunos
Trabalho e Redes Sociais    1 aluno
Jogar e Rede Sociais        7 alunos

Note: Table made from pie chart.


Do total de alunos questionados sobre a pratica de atividade fisica, 1 alunos pratica atividade fisica 1 hora por dia 3 vezes por semana e um nao pratica atividade fisica.

O grafico 1 mostrou que a maioria dos alunos praticam atividades fisicas mais de tres horas por dia.

A terceira pergunta do questionario consiste em saber qual dos alunos possui brinquedo eletronico. Dos 39 alunos questionados 26 possuem brinquedos eletronicos, 12 nao possuem e 1 deixou essa pergunta em branco.

A quarta pergunta esta ligada a terceira, e consiste em saber quanto tempo os alunos brincam com esses brinquedos eletronicos por semana. A media dos 26 alunos que responderam que possuem brinquedos eletronicos foi de 11 horas semanais.

A quinta pergunta consiste em saber se os alunos possuem computador. Dos 39 questionados, os 39 responderam que possuem computador. A sexta pergunta esta ligada a quinta, e consiste em saber para qual fim o computador e usado e esta descrito no grafico a seguir.

A questao 7 tambem esta ligado a questao 5 e 6, e consiste em saber quanto tempo esses alunos utilizam o computador por semana. A media semanal de uso de computador dos alunos questionados foi de 17 horas.

A oitava pergunta consiste em saber o meio de transporte utilizado para se chegar a escola. Esse resultado esta representado no grafico abaixo.
Grafico 3 - Questao 8.

Questao 8 - Meio de transporte utilizado para ir a escola

Onibus/carro            23 alunos
Caminhando               8 alunos
Bicicleta                3 alunos
Todas as alternativas    2 alunos
Carro / caminhada        3 alunos

Note: Table made from pie chart.


O instrumento 2 (Teste psicomotor de Vitor da Fonseca ,1995--Bateria psicomotora) mostrou que o nivel da estrutura psicomotora equilibracao e bom, considerando que a avaliacao do teste tem variacao de pontuacao de 1 a 4 em niveis e a maioria apresentou nivel 3 (tres).

A seguir esses resultados em escala por niveis de pontuacao estao apresentados em grafico, referentes as provas:

Prova 1--Imobilidade;

Prova 2--Apoio Estatico / Apoio Retilineo;

Prova 3--Equilibrio Estatico / Ponta dos pes;

Prova 4--Equilibrio Estatico/Apoio Unipedal;

Prova 5--Evolucao na Trave;

Prova 6--Equilibrio Dinamico / Marcha Controlada;

Prova 7--Equilibrio Dinamico / Para Frente;

Prova 8--Equilibrio Dinamico / Para Tras;

Prova 9--Equilibrio Dinamico/ Lado Direito;

Prova 10--Equilibrio Dinamico/ Lado Esquerdo;

Prova 11--Pulo em Um so pe (esquerdo);

Prova 12--Pulo em um so pe (direito);

Prova 13--Pes Juntos Para Frente;

Prova 14--Pes Juntos Para Tras;

Prova 15 - Pes Juntos Com olhos Fechados

Cada Grafico representa 1 prova do teste de equilibracao.

O grafico 4 mostra que a maioria dos alunos ficou com nivel 4, que significa excelente.

O Grafico 5 mostra que a maioria dos alunos ficou com nivel 3, que significa bom.

O Grafico 6 mostra que a maioria dos alunos ficou com nivel 3, que significa bom.

O Grafico 7 mostra que a maioria dos alunos ficou com nivel 1, que significa ruim.

O Grafico 8 mostra que a maioria dos alunos ficou com nivel 3, que significa bom.

O Grafico 9 mostra que a maioria dos alunos ficou com nivel 4, que significa excelente.

O Grafico 10 mostra que a maioria dos alunos ficou com nivel 3, que significa bom.

O Grafico 11 mostra que a maioria dos alunos ficou com nivel 2, que significa regular.
Grafico 4 - Resultados por nivel da prova Imobilidade.

Resultados da prova de Imobilidade

Nivel 2       Alunos; 1900ral
Nivel 3       Alunos; 1900ral
Nivel 4       Alunos; 1900ral

Note: Table made from pie chart.

Grafico 5 - Resultados por nivel de Equilibrio Estatico/ Apoio
Retilineo.

Resultados da prova de Equilibrio Estatico/ Apoio Retilineo

Nivel 1    Alunos; 1900ral
Nivel 2    Alunos; 1900ral
Nivel 3    Alunos; 1900ral
Nivel 4    Alunos; 1900ral

Note: Table made from pie chart.

Grafico 6 - Equilibrio Estatico / Ponta dos Pes.

Resultados da prova de Equilibrio Estatico/ Ponta dos Pes

Nivel 1    Alunos; 1900ral
Nivel 2    Alunos; 1900ral
Nivel 3    Alunos; 1900ral
Nivel 4    Alunos; 1900ral

Note: Table made from pie chart.

Grafico 7 - Equilibrio Estatico/ Apoio Unipedal.

Resultados da prova de Equilibrio Estatico Apoio Unipedal

Nivel 1     Alunos; 1900ral
Nivel 2     Alunos; 1900ral
Nivel 3     Alunos; 1900ral
Nivel 4     Alunos; 1900ral

Note: Table made from pie chart.

Grafico 8 - Evolucao na Trave.

Resultados da prova de Evolucao na Trave

Nivel 2    Alunos; 1900ral
Nivel 3    Alunos; 1900ral
Nivel 4    Alunos; 1900ral

Note: Table made from pie chart.

Grafico 9 - Equilibrio Dinamico / Marcha Controlada.

Resultados da prova de Equilibrio Dinamico / Marcha Controlada

Nivel 2    Alunos; 1900ral
Nivel 3    Alunos; 1900ral
Nivel 4    Alunos; 1900ral

Note: Table made from pie chart.

Grafico 10 - Equilibrio Dinamico/ Para Frente.

Resultados da prova de Equilibrio Dinamico/ Para Frente

Nivel 2    Alunos; 1900ral
Nivel 3    Alunos; 1900ral
Nivel 4    Alunos; 1900ral

Note: Table made from pie chart.

Grafico 11 - Equilibrio Dinamico / Para Tras.

Resultados da prova de Equilibrio Dinamico/ Para Tras

Nivel 1    Alunos; 1900ral
Nivel 2    Alunos; 1900ral
Nivel 3    Alunos; 1900ral
Nivel 4    Alunos; 1900ral

Note: Table made from pie chart.

Grafico 12 - Equilibrio Dinamico / Lado Direito.

Resultados da prova de Equilibrio Dinamico/ Lado Direito

Nivel 1    Alunos; 1900ral
Nivel 2    Alunos; 1900ral
Nivel 3    Alunos; 1900ral
Nivel 4    Alunos; 1900ral

Note: Table made from pie chart.

Grafico 13 - Equilibrio Dinamico / Lado Esquerdo.

Resultados da prova de Equilibrio Dinamico/ Lado Esquerdo

Nivel 1    Alunos; 1900ral
Nivel 2    Alunos; 1900ral
Nivel 3    Alunos; 1900ral
Nivel 4    Alunos; 1900ral

Note: Table made from pie chart.

Grafico 14 - Pulo em um so Pe Esquerdo.

Resultados da prova de Pulo em um So Pe Esquerdo

Nivel 1    Alunos; 1900ral
Nivel 2    Alunos; 1900ral
Nivel 3    Alunos; 1900ral
Nivel 4    Alunos; 1900ral

Note: Table made from pie chart.

Grafico 15 - Pulo em um so Pe Direito.

Resultados da prova de Pulo em um so Pe Direito

Nivel 1    Alunos; 1900ral
Nivel 2    Alunos; 1900ral
Nivel 3    Alunos; 1900ral
Nivel 4    Alunos; 1900ral

Note: Table made from pie chart.

Grafico 16 - Pes Juntos Para Frente.

Resultados da prova de Pes Juntos Para Frente

Nivel 1    Alunos; 1900ral
Nivel 2    Alunos; 1900ral
Nivel 3    Alunos; 1900ral
Nivel 4    Alunos; 1900ral

Note: Table made from pie chart.

Grafico 17 - Pes Juntos Para Frente.

Resultados da prova de Pes Juntos Para Frente

Nivel 1    Alunos; 1900ral
Nivel 2    Alunos; 1900ral
Nivel 3    Alunos; 1900ral
Nivel 4    Alunos; 1900ral

Note: Table made from pie chart.

Grafico 18 - Pes Juntos com Olhos Fechados.

Resultados da prova de Pes Juntos com Olhos Fechados
Nivel 1    Alunos; 1900ral
Nivel 2    Alunos; 1900ral
Nivel 3    Alunos; 1900ral
Nivel 4    Alunos; 1900ral

Note: Table made from pie chart.


O Grafico 12 mostra que a maioria dos alunos ficou com nivel 4, que significa excelente.

O Grafico 13 mostra que a maioria dos alunos ficou com nivel 3, que significa bom.

O Grafico 14 mostra que a maioria dos alunos ficou com nivel 3, que significa bom.

O Grafico 15 mostra que a maioria dos alunos ficou com nivel 3, que significa bom.

O Grafico 16 mostra que a maioria dos alunos ficou com nivel 3, que significa bom.

O Grafico 17 mostra que a maioria dos alunos ficou com nivel 2, que significa regular.

O Grafico 18 mostra que a maioria dos alunos ficou com nivel 2, que significa regular.

CONCLUSAO

Respondendo ao objetivo da pesquisa, o nivel de equilibrio de criancas praticantes de atividades fisicas e superior ao nivel de criancas que nao praticam atividades fisicas. As criancas que praticam atividades fisicas fora do ambiente escolar tem maior equilibrio dinamico e estatico que os nao praticantes, demonstrando maior firmeza e destreza na equilibracao, com maior facilidade e entendimento nos testes propostos.

Atraves dos testes contidos no instrumento 2 (Teste psicomotor de Vitor da Fonseca,1995 - Bateria psicomotora) foi constatado que as criancas que praticam atividades fisicas tem maior nivel de equilibrio, o que foi provado pelas notas maiores alcancadas por esses em comparacao aos que nao praticam atividades fisicas.

Em todos os testes propostos, e levando em consideracao a media obtida pelos alunos praticantes e os alunos nao praticantes, o nivel demonstrado pelos praticantes sempre esteve acima dos nao praticantes, em alguns casos com grande diferenca, essas obtida em testes mais complexos como os realizados com olhos fechados (Imobilidade, Pes juntos com olhos fechados) os realizados com os pes unilateralmente (Equilibrio Estatico / Apoio Unipedal, Pulo em um so Pe esquerdo, Pulo em um so Pe direito) e na Evolucao na Trave.

A equilibracao reune um conjunto de aptidoes estaticas e dinamicas, abrangendo o controle postural e o desenvolvimento das aquisicoes de locomocao.

O equilibrio estatico caracteriza-se pelo tipo de equilibrio conseguido em determinada posicao, ou de apresentar a capacidade de manter certa postura sobre uma base.

O equilibrio dinamico e aquele conseguido com o corpo em movimento, determinando sucessivas alteracoes da base de sustentacao.

Uma equilibracao bem desenvolvida ajuda aos alunos a realizarem atividades na Educacao Fisica com maior facilidade, levando assim a satisfacao do aluno em realizar os movimentos propostos pelo professor.

O presente estudo recomenda que a atividade fisica seja incorporada ao desenvolvimento da crianca, nao so na Educacao Fisica escola, mas em atividades fora do ambiente escolar, com esportes e vivencias dentro de movimentos variados para uma melhor formacao corporal da crianca, e um maior crescimento da habilidade equilibrio nas criancas.

Recomenda tambem que dentro da atividade fisica escolhida, seja trabalhado o equilibrio propriamente dito, como atividade principal, pois e muito importante para as criancas e o homem em geral conhecer e ter dominio sobre essa estrutura psicomotora, o que ajuda em sua postura e em diversos momentos na vida da crianca ate a vida adulta, evitando acidentes (Equilibrio recuperado utilizado quando a pessoa se desequilibra por algum motivo e tem a postura o equilibrio recuperado antes que caia).

REFERENCIAS

1-Fonseca, V. Manual de Observacao psicomotora: Significacao psiconeurologica dos fatores psicomotores. Porto Alegre. Artes Medicas. 1995

2-Gallahue, D. L. Conceitos para maximizar o desenvolvimento da habilidade de movimento especializado. Revista de Educacao Fisica da UEM. Maringa. 2005.

3-Gallahue, D. L.; Ozmun, J. C. Compreendendo o desenvolvimento motor: bebes, criancas, adolescentes e adultos. 3 (a) edicao. Sao Paulo. Phorte. 2005.

4-Santos, S.; colaboradores. Desenvolvimento motor de criancas, de idosos e de pessoas com transtornos de coordenacao. Revista Paulista de Educacao Fisica. Sao Paulo. 2004.

Marcio Vinicius de Abreu Verli (1) Raphael Benassi (1,5) Luis Carlos Oliveira Goncalves (1,2,3,4,6,7) Fabiana Albino (1,6,7)

E-mail dos autores:

marcinhoverli@hotmail.com

benassi.salvador@yahoo.com.br

luisogoncalves@yahoo.com.br

fabianaalbino@yahoo.com.br

Recebido para publicacao 16/07/2016

Aceito em 30/10/2016

(1-) Graduado em Educacao Fisica, Brasil.

(2-) Graduado em Farmacia, Brasil.

(3-) Especialista em Treinamento de Forca, Brasil.

(4-) Especialista em Farmacia Hospitalar, Brasil.

(5-) Especialista em Treinamento Desportivo, Brasil.

(6-) Mestre em Ciencia da Motricidade Humana, Brasil.

(7) Professor UNIMSB/UNIESP, Brasil.
COPYRIGHT 2017 Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercicio. IBPEFEX
No portion of this article can be reproduced without the express written permission from the copyright holder.
Copyright 2017 Gale, Cengage Learning. All rights reserved.

 
Article Details
Printer friendly Cite/link Email Feedback
Author:de Abreu Verli, Marcio Vinicius; Benassi, Raphael; Oliveira Goncalves, Luis Carlos; Albino, Fabiana
Publication:Revista Brasileira de Prescricao e Fisiologia do Exercicio
Article Type:Ensayo
Date:May 1, 2017
Words:4612
Previous Article:Relacao de desequilibrios musculares em jogadores de futebol: Um estudo transversal.
Next Article:Comparacao das alteracoes cardiovasculares e dos equivalentes metabolicos durante a pratica de videogames ativos: Em pe e sentado em cadeiras de...
Topics:

Terms of use | Privacy policy | Copyright © 2018 Farlex, Inc. | Feedback | For webmasters